zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 04/04/2011 - 07h37

Ilha Brasil e outras desgraças




Por Bruno Peron Loureiro

Prolifera, no Brasil, um número incontrolável de assassinos, ladrões, charlatões, trapaceiros e ignorantes em detrimento dos que almejam viver dignamente.

O tal de foco de esperança e luz precisaria de uma renovação radical de milhões de indivíduos, o que vigoraria as teses apocalípticas de dezembro de 2012 - única maneira de fazer uma limpeza rápida dos seres danosos - ou reiteraria nossa tendência sonhadora de um "país do futuro" ou "coração do mundo", segundo vários credos religiosos.

Há os que se atrevem a dizer que a mudança começa no Extremo Oriente, onde o sol nascia primeiro. Os terremotos e tsunamis causaram estragos no Japão e ainda acenderam sinal de alerta por vazamento de material radioativo na usina nuclear de Fukushima, norte do país. Alguns periódicos adiantaram-se e recomendaram a evacuação de Tóquio, capital nipônica que fica a 250 km daquela cidade; outros cessaram o consumo de alimentos da região.

Embora a exposição de radioatividade seja grave, os japoneses insistem que a tragédia nuclear não se compara à de Chernobyl, que teve lugar na Ucrânia em 1986.

O Brasil poderá ostentar uma localização estratégica no novo mapa mundial. Os dirigentes deste laboratório étnico, fonte exuberante de corrupção e injustiça, incubador do capitalismo e da cultura de mercado até então o que fazem é manter seu povo na ignorância, ou seja, dão-lhe a falsa impressão de ascensão de classe social a ponto de que possam comprar bens de consumo a crédito, portanto endividar-se, e deleitar-se assistindo a concursos de corpos sarados na televisão ou aos programas pasteurizados dos Estados Unidos porque a monopólica "retransmissora" Globosat não libera um único canal de país vizinho.

Nossos governantes venais parecem não se importar com o atraso cultural tupinica, cujo país se gaba contraditoriamente de ser "emergente" e um "exemplo" na América Latina, mas terá que mobilizar todo um exército para conter a iminência de violência na Copa e Olimpíadas. Vale recordar do que o país investiu em segurança para a visita do gringo Obama.

É necessário combater este tipo de impostura e pretensão.

Neste ínterim se descobriu que cientistas estadunidenses injetaram, entre 1946 e 1948, vírus de sífilis em pacientes guatemaltecos para testar a eficácia de medicamentos à base de penicilina. A revelação do experimento provocou indignação na Guatemala, sobretudo pelo teor do abuso e, o que é agravante, por se tratar de vítimas de orfanatos e presídios.

Há que conter e punir estes seres covardes e inimigos da vida. A onda de protestos no Oriente Médio e Norte da África demonstra o desejo de um novo mundo, de convívio mais fraterno. O ditador líbio Muamar Kadafi agride seu próprio povo em Bengasi, onde se concentra a oposição a seu governo. O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, porém e com o pretexto de frear o massacre, nada mais faz que intensificá-lo com o bombardeio de um grupo de nações aliadas - encabeçadas por Estados Unidos - à Líbia.

O povo cobra o término de regimes ditatoriais e governantes vitalícios, porquanto a democracia exige rotatividade nos cargos de representação e o atendimento às demandas dos eleitores. O que não se entende no Brasil é como o senhor José Sarney, entre outros dinossauros ainda não fossilizados, tem o descaramento de fazer da política seu modo de subsistência e preservar-se no poder por gerações e não mais pelo Maranhão, seu estado de origem.

Em cada país, brota o desconforto com as condições de vida da população, cada vez mais explorada e sofrida. A onda de reformas torna-se sistêmica.

Houve uma manifestação de centenas de estudantes e professores universitários em Caracas em 14 de março de 2011 em prol de mais recursos para as instituições venezuelanas de ensino superior. Por sua vez, estudantes protestaram em 17 de março de 2011 contra o aumento das tarifas de ônibus em São Paulo, que se torna meio de transporte de luxo por R$3,00. Os manifestantes exibiam faixas do tipo "transporte não é mercadoria".

Protesta-se em toda América Latina e o mundo por algo melhor que merecemos, mas ainda não disfrutamos. A Ilha Brasil, enquanto isso, deleita-se no retrocesso do "Big Brother Brasil" em suas edições agonizantes e infindáveis, protagonizado pelo apresentador mercantilista e impostor do progresso Pedro Bial, que presta um desserviço à nação.

Comemoremos a ignorância no Brasil, ilha que se passa por nação livre e "emergente", mas onde quase tudo que entra e sai é intensamente controlado por políticos imprestáveis, empresários oportunistas, aduana que taxa 60% sobre os produtos importados mesmo que não se os fabrique aqui, e artistas garbosos da Barra da Tijuca. A exceção são os veículos roubados em centros urbanos, que saem facilmente do país em direção ao Paraguai devido à incompetência de nosso controle policial, corrupto, nefasto e sugador de energias e recursos.

Alerto que no Brasil só importa o seu poder de compra, leitor. Se não fizer o cartão das Casas Bahia para aquisição do último televisor LCD ou LED ou o financiamento do carro do ano em quarenta e oito vezes, você não serve para o capitalismo tupinica e acabará nas margens, como os fluminenses soterrados que já se alojavam mal antes da tragédia.

Depende de você negar o que está errado e injusto. Caso contrário, abaixe a cabeça e deixe que os impostores do desenvolvimento e do progresso te sufoquem.



http://brunoperon.com.br

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/10/2017 - 13h44
Joaquim Francisco de Assis Brasil
09/10/2017 - 13h43
Assis Brasil, Acre
09/10/2017 - 13h34
O Assassinato de Chico Mendes
09/10/2017 - 13h31
Epopeia Acreana - Parte VII
09/10/2017 - 13h29
Epopeia Acreana - Parte VI
 
Últimas notícias do site
19/10/2017 - 15h13
Em 2016, caiu o percentual de pessoas que trabalhavam em empreendimentos de grande porte
19/10/2017 - 14h22
Tamanduá-mirim é capturado dentro de residência
19/10/2017 - 13h30
Projeto Florestinha planta mudas nativas para recuperação de área
19/10/2017 - 11h21
PM e população de Aquidauana se aproximam por uma cidade tranquila
19/10/2017 - 10h58
PMA captura anta que transitava por ruas em bairro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.