especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 25/03/2011 - 11h53

Indústria já registra maior geração de empregos no ano, aponta Radar da Fiems









Por Redação Pantanal News/Daniel Pedra - Chefe de Redação do Núcleo Sistema Fiems

O segmento da construção civil lidera com 1.966 postos de trabalho criados de janeiro a fevereiro

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, já registra a maior geração de empregos no ano com 4.022 vagas abertas de janeiro a fevereiro, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego. O número corresponde a 43,3% do total de 9.284 novos postos formais de trabalho criados no Estado.

Ainda de acordo com o Radar da Fiems, na seqüência aparecem os setores da agropecuária, com 2.540 vagas ou 27,4%, e serviços com 2.135 vagas ou 23,0% do total de novos empregos criados em 2011. No ano, o segmento industrial que mais abriu novas vagas foi o da construção civil, com 1.966 postos de trabalho, seguido pela indústria de transformação, com 1.895, indústria extrativa mineral, com 110 vagas, e serviço industrial de utilidade pública, com 51 postos.

Com saldo de 1.693 empregos formais criados no mês de fevereiro, a indústria que alcançou um estoque total de 117,3 mil postos formais de trabalho em Mato Grosso do Sul, mantendo a parcela de 21% de todo o emprego formal existente no Estado, atrás somente dos setores de serviços (25%) e da administração pública (23%), com um total de 142,4 e 130,7 mil empregos formais, respectivamente. No total, Mato Grosso do Sul obteve a marca de 560,4 mil postos formais de trabalho, indicando uma elevação equivalente a 2,21% sobre o estoque total verificado ao fim de 2010.

O resultado ocorrido em fevereiro fez com que o segmento industrial em Mato Grosso do Sul alcançasse um novo recorde de empregos formais. Adicionalmente, de janeiro de 2010, até o momento, o recorde de empregos nas atividades industriais foi quebrado em 12 oportunidades, das quais nove foram consecutivas, como pode ser observado na tabela abaixo.

Índice

O índice no segmento industrial, na posição verificada em fevereiro, foi de 171,8 pontos, indicando um crescimento de 72% sobre o estoque do ano base (2005). Na mesma comparação, o setor de serviços apresentou um índice de 142,8 pontos e crescimento de 43%, o comércio com 132,8 pontos (+33%), a agropecuária com 116,1 pontos (+16%) e administração Pública com 112,5 pontos (+13%). No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 133,7 pontos (+34%).

Constata-se, deste modo, que no período compreendido entre 2005 e 2011, até o mês de fevereiro, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria em Mato Grosso do Sul foi 28% maior que àquele apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 20%, 29%, 48% e 53%, respectivamente.

No comparativo com igual mês do ano passado, os desempenhos do índice de evolução do emprego formal foram: indústria (11,8%), serviços (8,2%),
comércio (7,6%) e agropecuária (1,1%). Na mesma comparação, o índice para conjunto da economia sul-mato-grossense apresentou crescimento equivalente a 5,9%. Por fim, na comparação com o mês imediatamente anterior, os índices de evolução do emprego formal na agropecuária, indústria, serviços e comércio apresentaram desempenhos equivalentes a 1,9%, 1,5%, 1,3% e 0,7%, respectivamente. Já a administração pública, na mesma comparação, não apresentou alteração em seu índice.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
04/12/2017 - 07h44
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
30/11/2017 - 08h07
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
29/11/2017 - 08h34
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
27/11/2017 - 07h37
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
20/11/2017 - 07h56
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
 
Últimas notícias do site
18/12/2017 - 10h35
Hortaliças ficam mais baratas no atacado
18/12/2017 - 08h37
MS tem 7 concursos com inscrições abertas e salários de até R$ 19 mil
18/12/2017 - 06h44
Tempo instável e risco de temporais em todo o MS nesta segunda-feira
17/12/2017 - 12h10
IPVA 2018: entenda como é calculado o tributo e com base em que valores
16/12/2017 - 10h35
Com 13º em mãos, famílias vão às compras e movimentam comércio
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.