CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 12/02/2011 - 07h45

Voluntários passeiam com onças em parque florestal da Bolívia









Por Redação Pantanal News/G1.com.br

Além de passar por risco, pessoas têm de pagar pela experiência. ONG defende preservação, mas ambientalistas criticam iniciativa.

Em plena selva boliviana, uma organização não governamental mantém um abrigo para animais que atrai voluntários interessados em viver perigosamente. São pessoas que apreciam passear na floresta com uma onça ou um jaguar na coleira, como se estivessem dando uma voltinha no parque com seu cãozinho de estimação.

"Tivemos muita sorte até agora de não ter acontecido acidentes sérios”, diz Robert Thoren, gerente da ONG Inti Wara Yassi. “Ninguém perdeu o braço ou a perna. Na verdade, com os felinos, não tivemos nenhum ferimento grave. Ser voluntário aqui é tão perigoso quanto no Sudão”, compara.

Além do risco, há o investimento: os voluntários pagam US$ 10 por dia para cuidar dos animais abrigados pela ONG na reserva de Ambue Ari, no nordeste da Bolívia. A entidade diz que o local é a última opção para animais que não têm mais para onde ir. São felinos, capivaras e macacos que geralmente sofreram maus tratos dos donos ou foram resgatados do mercado ilegal.

As manhãs começam com uma cantoria em grupo e, depois, todos saem para o trabalho. A maior atração do lugar é a oportunidade de poder passear com um grande felino, sem precisar de nenhum treinamento especial. “Esse é um dos poucos lugares do mundo em que se pode ser voluntário tendo pouca ou nenhuma experiência com animais”, diz o voluntário Tanner Seibel, que admite não ter experiência alguma.

Com as feras na coleira, eles se embrenham na floresta usando apenas uma rede protetora na cabeça, para evitar picadas de insetos. “Passear com uma onça é uma experiência incrível. Fazer isso todo dia, então, é uma dádiva”, exulta Gill Maxwell, coordenadora dos voluntários da ONG.

Nos nove anos de existência da reserva, não foi registrada nenhuma morte. “São animais grandes, que têm muita força. É claro que dá um pouco de medo, assusta, porque eles podem machucar feio, mas não é isso o que tentam fazer, na verdade. São mais curiosos e brincalhões que qualquer outra coisa”, diz Tanner Seibel.

Mas animais selvagens mantidos em cativeiro, tratados por voluntários sem experiência, preocupam muitos ambientalistas e biólogos. “O problema com lugares como esse é que eles atraem uma publicidade enorme, porque oferecem a chance de um passeio com esses felinos. Mas, na verdade, pouco se faz para preservá-los nos locais onde isso precisa ser feito, nas áreas protegidas e de risco ao redor do mundo”, critica Luke Hunter, vice-presidente executivo da Panthera, outra ONG ambientalista.

“A grande maioria das pessoas como eu, cientistas conservacionistas radicais, que passam a vida trabalhando com felinos, diria que abrigos como esse não ajudam muito a preservar o animal que dizem estar protegendo”, desaprova Hunter.

Mas muitos voluntários alegam que seu trabalho é essencial para os animais, embora o considerem mal interpretado. “É uma experiência difícil de descrever em palavras. Só quem passa por ela é que pode entender”, retruca Robert Thoren. “Quando voltamos para casa, não conseguimos explicar como é este lugar a quem nunca esteve aqui. É um mundo secreto e privilegiado, pois os animais nos permitem fazer parte dele.”

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
16/01/2018 - 15h43
Secretaria disponibiliza 80 mil doses de vacina contra febre amarela em MS
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
16/01/2018 - 08h34
Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.