zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Energia - 19/01/2011 - 16h37

Aneel homologa leilão de transmissão de energia que inclui linhão Anastácio-Corumbá




Por Redação Pantanal News/Gizele Cruz de Oliveira(NotíciasMS)

divulgação
recurso

Campo Grande (MS) – A Agência Nacional de Energia Elétrica homologou o resultado do leilão para outorga e concessão de novas instalações de transmissão realizado no dia 9 de dezembro. A homologação aconteceu durante reunião da diretoria colegiada da agência, nesta terça-feira (18), e confirma o arremate pelas empresas vencedoras da concorrência.

Um dos lotes garantirá para Mato Grosso do Sul a construção de uma linha de transmissão (LT) de 230 kV entre Anastácio e Corumbá. O principal benefício vai ser solucionar problemas existentes para o suprimento à expansão do mercado da região corumbaense. O arremate foi feito pela Elecnor Transmissão de Energia S/A, que ofertou R$ 16.632.000,00 como Receita Anual Permitida (RAP), um deságio de 49,99% em relação à RAP máxima proposta no edital, de R$ 33.254.890,00.

Foram licitados oito lotes de empreendimentos, com 555 quilômetros de linhas de transmissão e nove subestações, disputados por 14 empresas e dez consórcios. Os investidores são brasileiros, espanhóis, chineses e portugueses. As obras vão gerar cerca de quatro mil empregos diretos e demandar investimentos da ordem de R$ 785,8 milhões.

As linhas e subestações serão construídas em Mato Grosso do Sul e em mais cinco Estados: Rio Grande do Sul, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará. Os empreendimentos estão previstos no Programa de Expansão da Transmissão elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O lote que diz respeito a Mato Grosso do Sul é Lote G, composto de duas obras: a Subestação (SE) Corumbá e a Linha de Transmissão (LT) 230 kV Corumbá – Anastácio. Com 295 quilômetros de extensão, a LT em território sul-mato-grossense é a maior do pacote a ser licitado, e a segunda em estimativa de geração de emprego direto na obra (1.350). A previsão é que após a concorrência e a assinatura do contrato, a nova linha de transmissão entre em operação comercial dentro de 24 meses.

Estratégico

A garantia de linhões de transmissão de 230 kV é um dos projetos considerados estratégicos pelo governador André Puccinelli para impulsionar o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Já no início da primeira administração, André fez gestões junto ao governo federal para que o Estado fosse incluído nos planos de expansão da Rede Básica do sistema energético, com a construção das novas linhas.

Além do empreendimento recém licitado, já estão em andamento em Mato Grosso do Sul obras de instalações de transmissão licitadas há quase dois anos pela Aneel. O lote A da concorrência (na região do Bolsão) incluiu cinco municípios e 370 quilômetros de rede, além da Subestação (SE) Chapadão e SE Inocência; e o lote B (centro-sul), 16 municípios e 557 quilômetros, e ainda as Subestações Imbirussu, em Campo Grande, SE Sidrolândia, SE Anastácio, SE Ivinhema, SE Rio Brilhante, SE Santa Luzia I e II em Nova Alvorada do Sul. A nova LT Corumbá-Anastácio completará a ligação dos linhões, na direção oeste.

Com o reforço no sistema de transmissão, Mato Grosso do Sul poderá exportar energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas e de biomassa. A energia limpa cogerada pelas usinas de açúcar e álcool tem crescido, graças aos incentivos do governo estadual para o setor e o interesse de empresários que consideram o Estado como uma das novas fronteiras para a expansão canavieira.


 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/12/2013 - 09h57
Agência inicia em MS fiscalização de brinquedos e luminárias de Natal
17/10/2013 - 17h30
Horário de verão vai gerar economia de R$ 400 milhões, diz ONS
23/03/2013 - 08h05
No dia mundial da água jovens conhecem eletrodomésticos que preservam mananciais no consumo de energia
21/03/2013 - 15h37
Versão atualizada da cartilha Por Dentro da Conta de Luz
21/03/2013 - 14h05
Energia mensal de duas casas usa 1,5 milhões de litros de água
 
Últimas notícias do site
17/11/2017 - 16h03
Viralizou: cachorrinho 'penetra' na balada é a imagem mais fofa que você vai ver hoje
17/11/2017 - 10h18
Fim de semana tem sertanejo, funk, comédia e teatro
17/11/2017 - 07h53
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
17/11/2017 - 07h44
Proprietários rurais são autuados por manterem carvoarias ilegais
17/11/2017 - 06h14
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.