especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artes e lazer - 18/11/2010 - 08h45

Artesanato transforma palha de milho em negócio lucrativo









Por Redação Pantanal News/Sato Comunicação

Com a chegada do final de ano e os preparativos para as festividades, é possível encontrar no artesanato uma alternativa simples e barata de decoração e complementação da renda. Com o objetivo de desenvolver habilidades manuais e oferecer uma alternativa de ganho extra, o Projeto de Apoio à Produção Sustentável no Território da Reforma (PAIF) leva aos produtores rurais do município de Dois Irmãos do Buriti/MS o Curso de Artesanato em Palha de Milho.
O curso será oferecido de 23 a 27 de novembro e vai ensinar a confeccionar bolsas, bandejas, caixas, chapéus e flores de palha de milho, que devido à facilidade de manuseio, é uma excelente matéria-prima, permitindo a confecção de uma variedade de objetos. “O importante é fazer uma boa higienização da palha e aprender a trabalhar com o que tem”, resumiu a educadora do Senar/MS que irá ministrar o curso, Izabel Lissaraça. Além desses artigos, poderá haver ainda a confecção de peças natalinas, como anjos e guirlandas feitos em palha de milho.
 
De acordo com a educadora, o custo de produção de cada peça é muito baixo e a lucratividade é grande. “O custo é quase zero, somente o da mão-de-obra”, ressaltou. Segundo ela, uma bolsa, por exemplo, pode ser vendida por cerca de R$ 70. “É tão rentável que não consigo dar conta da demanda”, acrescentou.
 
Para Izabel, o artesanato pode ser um bom empreendimento principalmente para a classe feminina. “Qualquer coisa que a mulher fizer a mais para vender, vai ter uma renda diária e não precisa esperar até o fim do mês. Com o artesanato, elas podem até ganhar mais que os maridos”, sorri otimista.
 
O curso tem duração de 40 horas, tempo suficiente para que os alunos aprendam o básico. No entanto, para quem pretende se especializar, é preciso muita prática. “Uma semana de curso é pouco tempo para aprender tudo. Sabemos que as mulheres têm outras atividades no assentamento, mas quem puder treinar em casa, terá um melhor aproveitamento das aulas”, garante Izabel.
 
Durante a capacitação, os alunos vão aprender mais sobre o histórico do artesanato com palha de milho, conhecer variedades de milho, colheita, armazenamento e seleção das espigas e palhas, higienização da palha, cortes em filetes e tiras. Para fazer o acabamento das peças, a educadora ensina a técnica de envernizamento e de tingimento com corante para roupa. “A ideia é produzir algo que seja o mais natural possível para não perder o valor comercial da peça”, finalizou.
 
Terapia - Especialistas defendem que a prática de atividades manuais exercita a criatividade, aliviando a tensão e que por esse motivo atuam como terapia. Para a artesã e educadora do Senar/MS, Izabel Lissaraça, o artesanato é uma boa alternativa para a renovação da auto-estima. “Quem faz artesanato não precisa de terapeuta e é uma pessoa feliz. Além de servir como terapia é um complemento da renda familiar”, salienta.
 
Sobre o Território da Reforma - O Projeto de Apoio à Produção Sustentável no Território da Reforma tem o objetivo de desenvolver os pequenos negócios rurais, fortalecendo a organização, diversificação e sustentabilidade do agronegócio. Tem como metas aumentar a venda de produtos da agricultura familiar no mercado local, gerar novos postos de trabalho, aumentar a renda dos produtores rurais e diversificar as matrizes econômicas.
 
O Território da Reforma é uma iniciativa da Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Desenvolve ações nos municípios de Anastácio, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Dois Irmãos do Buriti, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Maracajú, Nioaque, Sidrolândia e Terenos.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/01/2014 - 15h45
Projeto oferece atividades em praças e parques de Campo Grande
25/10/2013 - 07h37
Academias ao ar livre têm orientação de professores em MS; veja horários
18/10/2013 - 10h23
Dupla formada em Campo Grande consegue vaga no The Voice
27/09/2013 - 15h29
CCI realizará uma semana de comemoração ao Dia do Idoso
23/11/2012 - 09h09
FCMS leva o artesanato sul-mato-grossense para a 23º Feira Nacional do Artesanato
 
Últimas notícias do site
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
11/12/2017 - 06h40
Semana começa sem chuva em boa parte de MS e máxima chega aos 38ºC
08/12/2017 - 15h54
Final de semana será de chuva e temperaturas altas em todo MS
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.