zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 26/10/2008 - 16h15

Saiba como evitar pesca irregular nos rios de Mato Grosso do Sul




Por Redação Pantanal News/Lucineia Ramos, do Notícias.MS

        Campo Grande (MS) – A partir do próximo dia 1º começa a Piracema na bacia do Rio Paraná e no dia 5 de novembro, também é proibido pescar na bacia do Rio Paraguai. A piracema é o período de reprodução dos peixes e a legislação que impede a pesca tem por principal objetivo a perpetuação das espécies.

        Nesse período, os peixes sobem até as cabeceiras dos rios, nadando contra a correnteza para realizar a desova e a reprodução. Este fenômeno é considerado essencial para a preservação e o equilíbrio biológico das águas dos rios e lagoas. Os peixes têm de saltar para vencer os obstáculos, tornando-se alvos fáceis para predadores. Em Mato Grosso do Sul, a pesca fica proibida até o dia 29 de fevereiro.

        Pescar sem permissão é crime. A Autorização Ambiental para Pesca Desportiva permite a captura e o transporte do pescado, desde que sejam respeitados os tamanhos mínimos de captura, cota, locais e períodos de pesca. O pescado precisa ser declarado e lacrado pela Polícia Militar Ambiental (PMA), que deve fornecer uma guia de pescado.

       A pesca é uma atividade sócio-econômica que precisa ser autorizada pelo órgão responsável. Em Mato Grosso do Sul, o Instituto de Meio Ambiente do Estado (Imasul) é a instituição que fornece a licença para pesca. O documento pode ser expedido também pela internet no site www.imasul.ms.gov.br . Depois de preenchido, o formulário pode ser pago em qualquer agência do Banco do Brasil.

        A taxa é diferenciada: no caso de licença anual para categoria desembarcada, o valor é de R$ 27,94. Já a licença trimestral, para a mesma categoria custa R$ 13,97. A autorização anual para pesca em embarcações sai por R$ 83,82. A permissão de três meses – embarcada – custa R$ 55,88. O valor da autorização, válida por 12 meses, para quem pratica o pesque-e-solte sai a R$ 41,91 enquanto a trimestral custa R$ 27,94. Com relação à categoria subaquática, a taxa é de R$ 139,70 (anual) e R$ 69,85 – por três meses.  A taxação é feita em Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul (Uferms), portanto os valores são variáveis – O valor da Uferms hoje (23), é de R$ 13,97.

       A cota permitida por pescador, não profissional, é de 10 quilos mais um exemplar, obedecendo-se os tamanhos mínimos para cada espécie. É permitida ainda a captura e o transporte de até cinco exemplares de peixes da espécie piranha.

       Linha de mão, molinete, caniço, carretilha, anzol, iscas vivas ou artificiais são instrumentos permitidos para pesca. Artefatos de malhas (rede e tarrafas), cercado, pari, anzol de galho, bóia ou qualquer outro aparelho fixo (elétrico, sonoro ou luminoso), fisga, gancho ou garatéia, arpão, flecha, covo, espinhel e substâncias tóxicas ou explosivas são petrechos proibidos e a utilização destes configura crime.

        De acordo com a legislação, quem for flagrado pescando com material proibido recebe multa administrativa que pode variar de R$ 700 a R$ 100 mil mais R$ 10,00 por quilo de pescado irregular. Todo o produto é apreendido, além do veículo, barco e motor.  Também é prevista pena de um a três anos de detenção.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/04/2017 - 13h18
Entidades do setor florestal de MS promovem campanha de combate a incêndios
18/04/2017 - 15h15
Fenômeno natural, decoada começa no rio Paraguai causando morte de peixes
10/04/2017 - 09h19
Anastácio: Sucuri de 3 metros é encontrada em terreno onde crianças soltavam pipa
05/04/2017 - 09h08
Corumbá: Exposição mostra impactos do lixo na natureza
05/04/2017 - 08h35
Jacaré é encontrado em varanda de residência durante a madrugada
 
Últimas notícias do site
27/04/2017 - 15h06
Rádio Independente de Aquidauana recebe "Moção de Congratulação" do deputado estadual Paulo Siufi por processo de migração para FM
27/04/2017 - 15h03
Em MS, 27% dos contribuintes ainda não entregaram declaração do IR 2017
27/04/2017 - 07h10
Chuva em municípios de MS passou dos 50 mm e derrubou temperaturas
27/04/2017 - 06h31
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
27/04/2017 - 06h24
No primeiro frio do ano, quinta-feira amanhece com mínima de 9°C em MS
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.