zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artes e lazer - 19/08/2010 - 15h37

Aberta exposição de artesanato de Aral Moreira e Ponta Porã na Casa do Artesão




Por Redação Pantanal News/Fabio Pellegrini(NotíciasMS)

Aberta na tarde de ontem (18) a exposição “Caminhos da Fronteira – Artesanato de Aral Moreira e Ponta Porã”, na Casa do Artesão de Campo Grande. O evento integra o projeto “Exposições Temporárias 2010” da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) e permanece aberto ao público até o dia 20 de setembro.

A solenidade de abertura contou com a presença de Neusa Arashiro, diretora-presidente da Fundação de Cultura; Arlene Vilela, gerente de Artesanato da Fundação de Cultura; Sueli Valota, secretária de Promoção Social de Aral Moreira; Jucilei Inácio Martins, diretor de Cultura de Ponta Porã; Beatriz Soares, presidente da Associação de Artesãos de Mato Grosso do Sul (Artems); e Indiana Marques, presidente da Proarte.

A diretora-presidente da Fundação de Cultura, Neusa Arashiro, afirma que o público que for à Casa do Artesão vai se surpreender, já que o artesanato da região tem diferenciais: “Os dois municípios estão na faixa de fronteira e têm enorme potencial para o artesanato, seja pela influência do Paraguai e também pela grande oferta de matéria-prima pelo rico meio ambiente”.

Para o diretor de cultura de Ponta Porã, a exposição é uma experiência única para os artesãos da cidade: “O trabalho dos nossos artesãos, que tem o nhanduti como carro-chefe, está sendo muito bem aceito e reconhecido em todo o Brasil. Tem crescido muito a demanda, temos enviado produtos para feiras em outros estados e não sobra nenhuma peça.”

Beatriz Soares presidente da Associação de Artesãos de Mato Grosso do Sul (Artems) se disse maravilhada com a qualidade dos trabalhos apresentados ali: “Não está devendo em nada artesanato de qualquer outro estado brasileiro. É belíssimo!”

 O artesanato de Aral Moreira é idealizado a partir de fibras naturais, comuns no meio rural e adquiridas gratuitamente. Em 2009, a FCMS promoveu no município oficinas de artesanato com palha de milho, que teve como público-alvo os usuários da Assistência Social. A cestaria é a arte de trançar fibras produzidas por certos vegetais que apresentam uma série de características ligadas à textura das fibras utilizadas. As palhas de bananeira, milho, e taboa são materiais macios, flexíveis, leves e bastante resistentes, ou seja, ideais para o trabalho de cestaria. No núcleo artesanal de Aral Moreira, a palha de milho é empregada na confecção de bolsas, utensílios, móveis e objetos decorativos. São realizados também trabalhos de patchwork no Clube das Mães do distrito de Vila Marques, que funciona desde 1989.

O Núcleo de Artesanato “Arte de Ponta” é voltado à recuperação, valorização e sustentabilidade do artesanato em Ponta Porã. Ele valoriza a cultura fronteiriça, e oferece uma nova opção de renda aos cidadãos ao resgatar técnicas regionais de tecelagem, bordado nhanduti e cestaria. Teve seu primeiro passo rumo a profissionalização através de um processo de seleção para encontrar os melhores trabalhos. O grupo já contabiliza em seus quatro anos de existência a formação de 240 artesãos e participações em feiras locais, regionais e nacionais.

A Casa do Artesão, unidade da FCMS, fica aberta à visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 18 horas e aos sábados das 8h às 12h, na rua Calógeras, 2050, centro, esquina com avenida Afonso Pena. Mais informações na Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da FCMS, nos telefones 3316-9107 ou 3316-9152, ou na Casa do Artesão de Campo Grande no telefone 3383-2633.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/01/2014 - 15h45
Projeto oferece atividades em praças e parques de Campo Grande
25/10/2013 - 07h37
Academias ao ar livre têm orientação de professores em MS; veja horários
18/10/2013 - 10h23
Dupla formada em Campo Grande consegue vaga no The Voice
27/09/2013 - 15h29
CCI realizará uma semana de comemoração ao Dia do Idoso
23/11/2012 - 09h09
FCMS leva o artesanato sul-mato-grossense para a 23º Feira Nacional do Artesanato
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 09h52
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
20/10/2017 - 09h30
Enem 2017: locais de prova já estão disponíveis no cartão de confirmação
20/10/2017 - 09h09
PMA prende jovem com rifles e munições ilegais
20/10/2017 - 08h40
Corumbá tem dois projetos selecionados para fase nacional do prêmio MPT na Escola
20/10/2017 - 08h07
PMA autua fazendeiro por degradação de matas ciliares
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.