zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artes e lazer - 02/08/2010 - 15h45

FestinBonito: Galeria instiga, convida e populariza acesso a artes plásticas




Por Redação Pantanal News/Gizele Cruz de Oliveira(NotíciasMS)

Edemir Rodrigues
recurso

 

 

Bonito (MS) – O Festival de Inverno de Bonito que terminou neste domingo ofereceu aos espectadores a oportunidade de ver, em um mesmo espaço, a arte popular de mágicos, mamulengos, malabaristas, pernas de pau, e a arte refinada de reconhecidos artistas plásticos nacionais. Na mesma praça onde era possível assistir a teatro sentado no chão, uma galeria estava de portas abertas para receber amantes da arte e pessoas que não têm o hábito de visitar museus ou galerias tradicionais. 

Convidados para expor seus trabalhos, os artistas Angella Conte (SP), Flavio Lamenha (PE), Rodrigo Moriz (MG) e Raul Leal (RJ) passaram a semana em Bonito, montando as exposições, conversando com visitantes da mostra, e se deslumbrando com a natureza do município. 

“Foi uma semana maravilhosa. E essa idéia da galeria na praça que acontece no festival é uma proposta muito interessante”, diz Angella Conte, que já esteve a Bonito a passeio nove anos atrás, e agora voltou com uma exposição que tem muito a ver com o lugar, porque propõe um olhar crítico para a paisagem e os problemas ambientais. A mostra trouxe vídeos e videoinstalação que instigam. Na obra maior, uma sala ganha coloração de luz azulada e reflexos espelhados enquanto se vê e ouve uma queda d’água. Da área principal da galeria, o ruído inconfundível da correnteza atraía os visitantes para esse espaço, separado por uma leve divisão de tecido, provocando uma descoberta surpreendente.  

  

Também não dava para ficar impassível diante da arte bordada do mineiro Rodrigo Mogiz. A técnica de bordar não é tão incomum como possa parecer, segundo o próprio artista, e o diferencial em seu trabalho é o uso de sobreposição de camadas de entretelas para compor a peça. Em cada camada, uma parte do desenho, do bordado, da estória vai se desenhando; juntas, seus botões, linhas, pontos se tornam, ao fim, um único painel, onde o bordado também é a técnica para expressão textual. “É um trabalho que às vezes atrai pela beleza, mas que tem mais coisas por trás, elementos para fazer uma provocação, como discutir as relações pessoais, por exemplo. Existe uma relação poética entre a imagem e o que está escrito”, explica Mogiz. 

No trabalho de Raul Leal, não é o acréscimo, mas a subtração de elementos que ganha destaque. Com emprego associado de tecnologia e meio artesanal, fotografias servem de base para a construção de pinturas que sintetizam cenas urbanas, dando foco a elementos essenciais. “Na verdade, eu aproveito pouca coisa do elemento fotográfico. A fotografia é só o ponto de partida”, explica o artista. Nas obras dessa série, o que ele busca representar o cotidiano da cidade grande, e a figura humana inserida ali.  A pacata Bonito não se encaixa nessa proposta, mas nem por isso a cidade passou despercebida ao olhar atento do artista. Leal, como os demais expositores, diz ter gostado muito do cenário natural que Bonito proporciona a qualquer visitante.

 

 


Fotografia e tecnologia são instrumentos também do trabalho que o fotógrafo Flavio Lamenha trouxe para a exposição. Nas obras da série “Força de Expansão”, ele próprio é visto diante das lentes, como personagem. A manipulação digital une retratos tirados individualmente, criando a ilusão de interação entre o que são, na verdade, vários do mesmo. “Foi interessante que algumas pessoas me viam na sala, olhavam os retratos, me olhavam de novo, em dúvida se era eu mesmo ali”, conta, sobre situações que ocorreram durante as visitações na Galeria.

 

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/01/2014 - 15h45
Projeto oferece atividades em praças e parques de Campo Grande
25/10/2013 - 07h37
Academias ao ar livre têm orientação de professores em MS; veja horários
18/10/2013 - 10h23
Dupla formada em Campo Grande consegue vaga no The Voice
27/09/2013 - 15h29
CCI realizará uma semana de comemoração ao Dia do Idoso
23/11/2012 - 09h09
FCMS leva o artesanato sul-mato-grossense para a 23º Feira Nacional do Artesanato
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 09h52
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
20/10/2017 - 09h30
Enem 2017: locais de prova já estão disponíveis no cartão de confirmação
20/10/2017 - 09h09
PMA prende jovem com rifles e munições ilegais
20/10/2017 - 08h40
Corumbá tem dois projetos selecionados para fase nacional do prêmio MPT na Escola
20/10/2017 - 08h07
PMA autua fazendeiro por degradação de matas ciliares
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.