zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 19/07/2010 - 17h00

Presídios de MS produzem 250 mil pães por mês; parte é destinada a entidades sociais




Por Redação Pantanal News/Keila Terezinha Rodrigues de Oliveira (NotíciasMS)

Divulgação/Agepen
recurso

        Campo Grande (MS) – Farinha de trigo, açúcar, fermento, ovos, margarina e sal. A receita simples de pão, através dos projetos de panificação desenvolvidos pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), transforma-se em capacitação profissional, trabalho remunerado e ocupação produtiva em presídios de Mato Grosso do Sul, e ainda representa uma possibilidade de contribuir com pessoas carentes.

         Atualmente, mais de 250 mil pães são produzidos por mês nas cinco unidades penais do Estado onde o trabalho de panificação é desenvolvido. Além do próprio presídio, a produção abastece também outros estabelecimentos penais administrados pela Agepen, delegacias de Polícia Civil, Polícia Militar, Unidades Educacionais de Internação (Uneis) e, até mesmo, a entidades sociais.

         Recentemente, foi inaugurada no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho uma panificadora destinada a atender aos internos. A padaria foi equipada pela empresa terceirizada que fornece alimentação ao presídio. O local conta com estrutura moderna e é monitorado por câmeras de segurança. Quatro reeducandos trabalham na produção e recebem ¾ do salário mínimo (R$ 382,50) e remição na pena. Cerca de dois mil pães são produzidos diariamente.

         Em Cassilândia, no estabelecimento penal de regime fechado são produzidos cerca de 55 mil pães por mês, que são distribuídos a entidades sociais, creches, escolas, trabalhadores da limpeza pública e famílias carentes do Município, entre outros. A iniciativa faz parte de uma parceria entre a agência penitenciária e a Prefeitura local, tendo como objetivo aproveitar o trabalho prisional em benefício da sociedade, além de ser uma forma de buscar a ressocialização dos custodiados.

         Seis internos trabalham na padaria do presídio. Dois deles atuam como padeiro, recebendo benefício financeiro de ¾ do salário mínimo e diminuição de um dia na pena para cada três trabalhados. Os demais são auxiliares e recebem incentivo de R$ 50,00 e a remição. Um instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem industrial (Senai) é responsável pela capacitação dos trabalhadores, que assim como nas demais unidades onde o projeto é desenvolvido, recebem certificação profissional.

         Já no Instituto Penal de Campo Grande (IPCG) são feitos 24 mil pães por semana, em média. Um convênio com a empresa terceirizada responsável pela alimentação no IPCG garante remuneração aos internos que trabalham no local.

         Os pães são distribuídos a outras sete unidades prisionais da capital (incluindo as quatro Uneis), três delegacias e, ainda, à creche do Jardim Noroeste, que recebe 130 unidades diariamente. 

         A panificação também é uma opção para a ocupação produtiva de internos em Bataguassu, Corumbá, Paranaíba e Ponta Porã.

         Para o interno José Soares, 43 anos, que atua na padaria do IPCG há dois anos e atualmente trabalha como o coordenador de produção, o conhecimento adquirido poderá abrir muitas portas quando conquistar a liberdade. “Quero trabalhar com isso, me especializar nessa área”, garante. “Meu maior sonho é conseguir montar uma panificadora quando sair daqui, e viver desse trabalho”, completa.

          Padaria Escola

        De acordo com a Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, em breve, outras unidades também serão beneficiadas com o trabalho de panificação. Já está em fase de licitação a compra de equipamentos para instalação de padarias. Entre a unidades a serem beneficiadas estão a Penitenciária de Naviraí, o Estabelecimento Penal Masculino de Três Lagoas, a Penitenciária Harry Amorim Costa, em Dourados.

        A instalação das novas padarias será financiada pelo Departamento Penitenciário Nacional, graças à aprovação de um projeto elaborado pela Agepen. Elas servirão também como um setor de aprendizagem do oficio, com certificação profissional dos internos.

        O diretor de Assistência Penitenciária da Agepen, Leonardo Arévalo Dias, destaca que o trabalho de panificação desenvolvido nos presídios de MS representa um ganho para a sociedade, uma vez que o interno aprende uma profissão que poderá seguir quando estiver solto. “E com o trabalho ele não vai precisar recorrer ao crime para garantir o seu sustento e de sua família”, finaliza.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/06/2017 - 07h38
Ministério Público abre vagas de estágio para alunos de nível médio e superior
19/04/2017 - 16h55
Nota Oficial- Superintendência Regional do Trabalho em Campo Grande
11/04/2017 - 09h41
Tribunal Regional Eleitoral continua com inscrições para 24 vagas de estágio
04/01/2017 - 10h05
Governo abre 12 vagas em processo seletivo com salários de R$ 3,9 mil
14/12/2016 - 08h18
Ministério de Trabalho realiza mutirão de atendimento em 8 cidades de MS
 
Últimas notícias do site
28/06/2017 - 12h48
Gás de cozinha começa a faltar em MS e preço deve subir ainda mais
28/06/2017 - 11h25
Produtos típicos de festa junina estão até 18% mais caros neste ano
28/06/2017 - 10h35
IFMS abre vagas para pós-graduação em Aquidauana, Corumbá e Naviraí
28/06/2017 - 09h09
Polícia Militar recupera motocicleta furtada
28/06/2017 - 08h00
Retirada dos jacarés de cartão postal de MS é suspensa por causa de risco à multidão
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.