especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Forças Armadas - 16/10/2008 - 08h15

Para movimentos sociais, tropas no Haiti são ocupação e não força de paz




Por Ana Luiza Zenker*, da Agência Brasil

Movimentos sociais brasileiros, como a Assembléia Popular e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que apóiam organizações da sociedade civil do Haiti, a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) não é uma força de paz, mas sim de ocupação. Para esses movimentos, a missão deve deixar imediatamente o país caribenho, apesar de seu mandato ter sido renovado na última terça-feira (14) pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.

“A gente entende que as tropas são de ocupação no país, e por princípio nós somos contra qualquer tropa de ocupação à força, pela coerção. Apesar de ela vir com uma tarja de que são tropas para manter a paz, nós entendemos que ela tem um objetivo claro na região do Caribe, que é onde tem mobilizações sociais”, explica a porta-voz do MST em São Paulo, Soraia Soriano.

De acordo com ela, o movimento vê na Minustah o objetivo de reprimir os movimentos sociais organizados no país caribenho, e não manter a paz. Soraia diz que, de acordo com informações recebidas de organizações parceiras, é justamente nos locais onde há mobilização popular que as tropas estão, “locais onde o nível de pobreza é muito acentuado, as grandes favelas”.

Soraia lembra as manifestações de abril, que culminaram na queda do primeiro-ministro, Jacques Edouard Alexis, e que foram contidas pelas tropas da Minustah. “A tarefa é manter a paz ou reprimir as manifestações e os trabalhadores?”, questiona.

A porta-voz relata que, por causa desse posicionamento, o MST, a Assembléia Popular e outros segmentos da sociedade civil brasileira, como correntes internas do Partido dos Trabalhadores (PT), organizaram na sexta-feira passada (10) manifestações em pelo menos cinco capitais, incluindo Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

No documento em que convocaram a mobilização, os movimentos também pediram doações para serem enviadas ao Haiti e que cada organização participante enviasse mensagens para autoridades brasileiras e também a entidades haitianas, defendendo a não-renovação da missão.

Na mensagem também foi anexado um comunicado assinado por 20 organizações haitianas, pedindo a ajuda e solidariedade internacional para reconstruir o país depois da passagem de quatro furacões e também a saída das tropas de ocupação militar.

“Que os 40 governos que mantêm estes regimentos de ocupação, que custam anualmente US$ 540 milhões [valor divulgado no site da Minustah), retirem imediatamente seus regimentos, e, se quiserem verdadeiramente ajudar o povo haitiano, utilizem esses US$ 540 milhões para substituir seus soldados por bombeiros, médicos, pessoal de segurança civil, técnicos, operários para reconstruir as estradas e toda a infra-estrutura destruída”, diz o comunicado.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
27/11/2017 - 09h01
Marinha, Exército e Força Aérea realizam Operação Ágata
20/11/2017 - 11h53
Ocupantes de submarino argentino estão vivos, acredita Marinha
20/11/2017 - 10h35
Militares de Campo Grande ajudam em buscas a submarino na Argentina
16/11/2017 - 16h40
6º Distrito Naval terá cerimônia alusiva ao Dia da Bandeira
 
Últimas notícias do site
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
 

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.