zap
MAIS OBRAS MS 3 MESES
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 16/04/2010 - 08h21

Oficinas de trabalho resgatam autoestima de internos da Máxima




Por Redação Pantanal News/Bianca de Freitas Caruso(NotíciasMS)

Edemir Rodrigues
recurso
 

Campo Grande (MS) – No Presídio de Segurança Máxima denominado “Jair Ferreira de Carvalho”, no Jardim Noroeste, mais de 220 internos participam de inúmeras oficinas de trabalho que, além de proporcionar o aprendizado de uma profissão com a capacitação da mão de obra, resgata a autoestima de quem até então não tinha nenhuma perspectiva de futuro. 

            No local são realizadas oficinas de costura, marcenaria e serralheria, seleção e reciclagem de lixo. A cozinha industrial inaugurada na semana passada também conta com a participação de internos e em breve será reativada a padaria. “As oficinas significam um trabalho mais próximo da Lei de Execução Penal. É ocupar a mente de cada um e despertar a expectativa de ter uma oportunidade de trabalho. Com isso, mantemos a tranquilidade dentro da unidade penal”, afirmou o diretor do estabelecimento, João Bosco Correia (foto abaixo). 

         O diretor do estabelecimento penal lembra que as oficinas foram implantadas há pelo menos um ano e meio, período em que assumiu a gestão da Máxima. Na oficina de costura, os uniformes dos funcionários foram confeccionados pelos próprios internos. “Entregamos calças e coletes em dezembro do ano passado e a previsão é de confeccionar mais uniformes”, informou. O setor conta com três máquinas de costura, sendo duas retas e uma de overlock.         

 

          Na oficina de marcenaria, mais de 300 cadeiras já foram reformadas. Segundo o diretor, é uma oficina permanente já que recebe doações de cadeiras de diversos órgãos e até de outras unidades penais para a recuperação. O Tribunal de Justiça fez a doação de cadeiras que foram recuperadas com troca de tecidos. Uma nova oportunidade para um reeducando de 52 anos que preferiu não se identificar e que já atua no setor há um ano. “Nunca tive contato com essa função. É uma ótima iniciativa para seguir uma profissão e conseguir trabalho”, destacou. 

         No local trabalham três serralheiros e outros três marceneiros. “Estamos recuperando balcões e outros bancos que chegaram. No nosso auditório todas as cadeiras foram consertadas pelos internos. É um trabalho de conserto e manutenção realizado aqui mesmo”, informou. O Estabelecimento Penal conta ainda com o setor de reciclagem de lixo onde é feita a seleção do material reciclável e orgânico com o trabalho de seis internos. 

         Entre as diversas melhorias realizadas na Máxima, o diretor destaca também a pintura nos corredores de acesso aos pavilhões e portaria, além da construção de um auditório que contou com a participação direta de internos. “Além das cadeiras reformadas por eles (internos), o auditório e os corredores ganharam pintura através do programa Construindo a Liberdade”, lembrou. O auditório é destinado aos cursos e palestras voltados aos internos e servidores.

 

               

           João Bosco informou ainda que a padaria terá a mão de obra dos internos e deve ser reativada no prazo de dez dias, faltando apenas alguns ajustes. Ele destaca a reforma da cozinha industrial, inaugurada na semana passada, que conta com 525 metros quadrados. O espaço, assim como outras instalações, foi destruído na rebelião de 2006. Na cozinha são preparadas mais de três mil refeições diárias, entre café da manhã, almoço e jantar, para os reeducandos com a supervisão de um nutricionista da empresa responsável. 

         Cerca de 40 internos trabalham na cozinha e receberam, através de curso, noções de higienização e manipulação de alimentos. Eles recebem ¾ do salário mínimo (R$ 382,50) e ganham remição de um dia na pena para cada três trabalhados. Toda movimentação na cozinha é controlada por um sistema de câmeras e é acompanhada por um agente penitenciário. A cozinha conta com açougue e câmara fria. Mais uma cozinha com um refeitório foi ativada para a preparação das refeições dos servidores.

 

             

 

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
02/08/2017 - 07h44
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
09/06/2017 - 07h38
Ministério Público abre vagas de estágio para alunos de nível médio e superior
19/04/2017 - 16h55
Nota Oficial- Superintendência Regional do Trabalho em Campo Grande
11/04/2017 - 09h41
Tribunal Regional Eleitoral continua com inscrições para 24 vagas de estágio
04/01/2017 - 10h05
Governo abre 12 vagas em processo seletivo com salários de R$ 3,9 mil
 
Últimas notícias do site
19/08/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
19/08/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
19/08/2017 - 09h45
PMA autua empresa de Mato Grosso e apreende carreta com carga ilegal de madeira
19/08/2017 - 09h01
AGENDONA: Fim de semana tem tradicional 'Bon Odori', espetáculo 'Improváveis' e mais
19/08/2017 - 08h00
Em Campo Grande, ministro autoriza migração de 36 emissoras AM para FM
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.