TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 11/10/2008 - 07h00

'Acabou o tempo da cotovelada, quando o mais forte ou com mais dinheiro tinha espaço'; diz prefeito eleito Fauzi Suleiman

Acompanhado do vice, Vanildo Neves, prefeito eleito visita a Câmara e garante que o Legislativo será respeitado e prestigiado durante o seu governo




Fotos: Armando Anache/Pantanal News

Presidente da Câmara de Aquidauana, Terly Garcia (PP); vice-prefeito Vanildo Neves (PSDB) e prefeito eleito Fauzi Suleiman (PMDB) querem harmonia entre poderes



Antes da reunião com vereadores, Fauzi Suleiman visita o gabinete do líder do PT, Cipriano Mendes (terceiro da esq. p/ dir.); secretário-geral do PT de Aquidauana, Nabil Jaffal (à dir.), e vereador eleito Vicente Gaeta (à esq.) conversam sobre o almoço que terão, hoje (11), com o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), em Campo Grande



Prefeito e vice eleitos, Fauzi Suleiman e Vanildo Neves conversam com vereadores antigos e estreantes na Câmara de Aquidauana



Vereadores de Aquidauana se preparam para a reunião com o prefeito eleito, Fauzi Suleiman, e o vice Vanildo Neves
Por Armando de Amorim Anache

O prefeito eleito de Aquidauana, Fauzi Suleiman (PMDB), ao lado do vice, Vanildo Neves (PSDB), garante que a Câmara de Vereadores será respeitada e prestigiada durante a sua administração.

Para Fauzi Suleiman, "acabou o tempo em que a Câmara de Vereadores era uma secretaria de importância menor da prefeitura. Acabou aquele tempo da Câmara de Vereadores ser um Poder subalterno."

O prefeito eleito manteve reunião, na sala do presidente da Câmara, Terly Gracia [PP, o mais votado, reeleito com 1.029 votos],   com a presença dos vereadores Vicente Gaeta [PT, eleito com 545 votos], Cipriano Mendes [ PT, reeleito com 615 votos], Wezer Rodrigues [PPS, 927 votos], Clésio Fialho [PSL, 900 votos] e Antônio da Coeso [PSB, 519 votos]. Os três primeiros foram eleitos pela coligação "Aquidauana Tem Futuro", de Fauzi Suleiman. Os outros três, pela coligação "Aquidauana Com a Força do Povo", de Odilon Ribeiro (PDT).

Não participaram da reunião os vereadores Tião Sereia [PP, reeleito com 815 votos], Corrêa Filho [PP, que já foi vereador e retorna à Câmara na próxima legislatura, com 663 votos] e Eulálio Abel Barbosa [PDT, que já foi vereador e retorna com 814 votos].

Antes da reunião com os vereadores, Fauzi Suleiman visitou o gabinete de Cipriano Mendes (PT), que foi reeleito para o terceiro mandato consecutivo. Ali estavam o vereador eleito pelo PT, Vicente Gaeta; e o secretário-geral do PT de Aquidauana, Nabil Jaffal. Eles conversaram sobre a atuação da bancada do PT na Cãmara, a partir de 2009 e acertaram detalhes do almoço que terão hoje (11), em Campo Grande, com o senador Delcídio do Amaral (PT-MS).

Nesta tarde de sábado (11), o prefeito eleito Fauzi Suleiman participará de uma "carreata" pelas ruas da cidade, a partir do bairro Nova Aquidauana.

Leia, abaixo, a íntegra da entrevista concedida pelo prefeito eleito Fauzi Suleiman, depois do encontro que começou às 15h20 e durou pouco mais de uma hora, à rádio Independente e Portal Pantanal News:

 

Armando de Amorim Anache: Prefeito eleito Fauzi Suleiman, como foi a reunião, na tarde de ontem (10), com os novos e com os vereadores reeleitos de Aquidauana?

Fauzi Suleiman: Foi uma reunião muito produtiva, na qual a gente procurou, em primeiro lugar, nos apresentar aqui e, também, cada um dos vereadores se apresentar, porque muitos estão tendo, pela primeira vez, a oportunidade de conversar entre si. Então, foi uma reunião muito produtiva, na qual pudemos explicar o nosso desejo, a nossa proposta para os quatro anos de mandato e, principalmente, o comportamento e a maneira da gente se conduzir, em relação à Câmara de Vereadores, ao Poder Legislativo, ao longo desses quatro anos.

Nós queremos criar um novo paradigma na política, uma nova forma de conduzir na política, nós queremos exercer a liderança política de Aquidauana de uma forma diferente. E foi isso que a gente veio dizer aqui, para os nossos vereadores eleitos e reeleitos.

Armando de Amorim Anache: Estavam aqui, na reunião, vereadores que, no ano que vem, formarão as bancadas de situação e oposição. Como foi a conversa com os vereadores que, a princípio, deverão integrar a oposição ao seu governo?

Fauzi Suleiman: Eu acho que a eleição está encerrada, não é, Armando? Agora, o partido de todos nós é Aquidauana. Nós temos é que lutar para fazer a cidade se desenvolver. Na situação ou na oposição, tos estarão trabalhando em prol de Aquidauana. Eu imagino a democracia como um sistema, é como se fosse um daqueles relógios de corda, que tem várias engrenagens. Uma roda para a direita, outra roda para a esquerda, mas o que interessa é que fazem o ponteiro se movimentar para uma direção, que interessa para todos. Então, o fato de serem da oposição não significa que serão contra o Fauzi. Muito pelo contrário, uma oposição sadia, uma oposição responsável, que é o que, com certeza, nós teremos nessa Câmara, porque a gente vê aqui um nível excepcional. Acho que os vereadores que foram eleitos, tanto na situação quanto na oposição, são vereadores que ..., muitos têm uma trajetória de lutas, de sonho de ser vereador e, com certeza, não quiseram conquistar esse mandato por outra razão que não fosse prestar um grande trabalho para a população de Aquidauana.

Então, a oposição e a situação estarão ajudando a cidade de Aquidauana e, ajudando a cidade, estarão ajudando a nossa administração.

Armando de Amorim Anache: Quais os principais pontos dessa reunião que o senhor poderia adiantar à população, já que ela foi a portas fechadas?

Fauzi Suleiman: O ponto principal é o apreço que nós temos pelo Poder Legislativo. Nós viemos garantir, aqui, que nós teremos, a partir no ano que vem, um prefeito que respeita o Poder Legislativo. E respeitar o Poder Legislativo significa respeitar a sua autonomia política, financeira... E é assim que nós queremos nos conduzir ao longo do nosso mandato. Não vai ter um orçamento da Câmara na mão do prefeito. O orçamento é o da Câmara. Esse dinheiro não é do Poder Executivo, mas do Legislativo. É lógico que nós precisamos de muitos recursos para fazer a cidade se desenvolver, e queremos que nenhuma decisão autônoma, da própria Câmara, se puderem devolver uma parte desses recursos, para que a gente possa investir na melhoria da vida do nosso povo, isso vai ser uma coisa muito positiva para todos nós. Agora, essa é uma decisão que caberá à Câmara tomar, a Câmara decidir. Nós só garantimos essa questão do respeito a essas autonomias financeira e política da Câmara, o desejo que nós temos, de estabelecer uma grande parceria com a nossa Câmara de Vereadores. Até comentava, aqui, que nós queremos implementar uma coisa simples, mas demonstrando esse apreço, na verdade. Existe cidade do nosso estado em que não há uma obra que seja inaugurada, sem o nome do prefeito ou do vice-prefeito ou do secretário da pasta. E dos vereadores? De todos os vereadores da Câmara, não é? Eu acho que aqui estão todos que se elegeram. Eles foram abençoados pela vontade de Deus e pela vontade popular. Então, fazemos parte desse momento ímpar da história da cidade. Caberá a nós, ao longo de quatro anos, dirigir os destinos dessa cidade. Então, que todos nós tenhamos a dimensão dessa responsabilidade e, também, compartilhemos dela em toda a sua esfera.

Então, essas medidas simples, assim, é que nós queremos tomar, para mostrar a valorização desse Poder e, principalmente, que nós tenhamos Aquidauana numa direção única, numa direção para o progresso, avançando, criando oportunidades para a nossa cidade. Fazendo com que a qualidade do serviço que o Poder tem que prestar, seja no Executivo ou no Legislativo - porque também o Legislativo é um prestador de serviços ao nosso povo -, seja condição fundamental. Que nós tenhamos aqui [na Câmara de Vereadores] uma assessoria jurídica, uma assessoria contábil, que nós tenhamos uma grande equipe de comunicação, para que a população conheça, verdadeiramente, o que é esse Poder.

Então, tudo isso demanda ter uma estrutura financeira, para poder garantir que esses serviços sejam prestados, que se dê resposta, acima de tudo, à sociedade. Nós somos uma cidade de dimensão, praticamente, continental. A gente voa de avião por Aquidauana, sem descer no chão, por duas horas. É uma cidade extraordinária e essa Câmara não tem, até hoje, um veículo, por exemplo, para permitir aos vereadores a visita a distritos ou a zona rural, fiscalizando e acompanhando. Então, eu acho que nós temos que lutar para melhorar essa condição. O que a gente tem dito é que a democracia não é o melhor regime só porque a gente vota. Ela é o melhor regime político porque ela resolve os problemas da sociedade. E a gente só vai resolver problemas da sociedade qualificando o poder público, seja o Executivo, o Legislativo ou o Judiciário.

Armando de Amorim Anache: Todo prefeito, normalmente, diz que não se mete em eleição de Mesa Diretora de Câmara de Vereadores. Como será essa questão, da eleição da Mesa Diretora, em 1.º de janeiro, com o prefeito Fauzi Suleiman?

Fauzi Suleiman: Eu não quero participar como prefeito, mas quero participar como liderança política da cidade. Eu acho que a gente tem um capital de relacionamento, que nós construímos, e isso é uma coisa muito importante. Nós estamos exercendo a liderança em Aquidauana de uma forma diferente. Acabou o tempo da cotovelada, quando quem queria ganhar espaço, era porque era mais forte ou porque tinha dinheiro. Não, a partir de agora nós temos um exercício diferente de liderança. Eu tive 15 mil votos. É um capital político que a população de Aquidauana nos deu, para liderar essa cidade, não é? Mas queremos exercer essa liderança com justiça, com sabedoria, com equilíbrio e, com toda certeza, quero ter um papel junto com os nossos parceiros, com a nossa bancada aqui [na Câmara de Vereadores], ajudando a construir um nome - que seja de consenso, em primeiro lugar, no nosso grupo -, e que, também, consiga atrair os votos dos candidatos que foram eleitos na outra chapa.

Então, eu quero que haja um grande parceiro do Executivo, também aqui [na Câmara]. Não quero tratar o Poder Legislativo como subalterno. Muito pelo contrário. Acabou o tempo em que a Câmara de Vereadores era uma secretaria de importância menor da prefeitura. Acabou aquele tempo da Câmara de Vereadores ser um Poder subalterno. Não! Nós queremos esse Poder respeitado, mas é importante que haja uma grande sintonia do prefeito com o presidente da Câmara. Enquanto liderança política e junto com os meus amigos, que tenho aqui dentro da Câmara. E tenho amigos na situação e na oposição e eu quero ajudar a ter esse quadro, de um presidente da Câmara que seja mais alinhado, mais afinado, nesse momento que Aquidauana passará a viver a partir de primeiro de janeiro de 2009.

Armando de Amorim Anache: Faltam dois meses e meio para a sua posse, prefeito eleito Fauzi Suleiman. A sua equipe de transição já trabalha na Prefeitura de Aquidauana?

Fauzi Suleiman: Não. Nós estamos fazendo o primeiro contato, hoje. Fizemos aqui, com o ex-secretário Wezer Rodrigues, pedindo que fosse aberta essa ponte de transição, para que a gente possa começar a apresentar, inclusive, a nossa equipe, que nós estamos constituindo, ainda, até terça [dia 14] ou quarta-feira [dia 15] da semana que vem, quando pretendo apresenta-la para que a gente possa, dentro da administração, fazer a transição.

A equipe terá um técnico em cada área da administração, para a gente poder ter um dimensionamento da situação da prefeitura. O que tem de projetos, o que tem de recursos. Quais são as contas, as dívidas que nós temos, quais são as responsabilidades que passam para os nossos cuidados, a partir de primeiro de janeiro. Então, nós já conversamos, hoje [ontem, dia 10], com o ex-secretário Wezer Rodrigues, atual vereador eleito, para que seja aberto esse canal de comunicação e que essa equipe já entre na prefeitura, se não for possível na semana que vem, na próxima; para poder ter acesso a essas informações e começar a municiar a nossa equipe, para poder ter a dimensão da responsabilidade que nós vamos assumir a partir de primeiro de janeiro.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.