TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 02/10/2008 - 07h55

TRE-MS convoca mesário de 90 anos para trabalhar na votação paralela




Divulgação/TRE-MS

Por Assessoria de Comunicação Social do TRE-MS

O mesário mais idoso de Campo Grande, Arany da Conceição Moraes, 90 anos, foi convocado na manhã de hoje, para trabalhar na votação paralela, que acontecerá simultaneamente à eleição oficial do dia 5 de outubro. Essa votação é uma auditoria e serve para demonstrar a segurança da urna eletrônica.

Mesário

em Campo Grande desde a eleição de 2004, o senhor Arany procurou a Justiça Eleitoral para saber a razão pela qual não foi convocado para trabalhar nestas eleições. “Estranhei e liguei para saber o motivo pelo qual não me chamaram”, conta. O fato é que sua seção eleitoral – nº 115, na Facsul - foi agregada para outra seção – nº 123 – e somente os mesários desta seção é que foram convocados.

Esclarecido sobre o motivo, o senhor Arany aceitou prontamente o convite para trabalhar na votação paralela. “Fizemos questão de convidá-lo por ele demonstrar interesse e disposição para trabalhar no processo eleitoral, auxiliando a Justiça Eleitoral”, afirma Hardy Waldschimidt, secretário judiciário do TRE-MS.

Militar aposentado, Arany diz procurar fazer as coisas que fazia quando era mais novo. Ele recorda que viu no jornal uma campanha de mesários voluntários do TRE, ligou e se ofereceu para trabalhar nas eleições. “Quando morei em Aquidauana, fui mesário. Aí, em 2004, vi que a Justiça Eleitoral precisava de gente para ajudar e me deu vontade de colaborar”.

Ele lembra que deixou de viajar esta semana para poder estar

em Campo Grande, votando. “Eu sempre votei, durante toda minha existência. Não perco uma eleição”, enfatiza. Ele será mesário de apoio durante todo o dia 5, no Fórum Eleitoral de Campo Grande. Veja fotos do Sr. Arany em anexo.

Votação Paralela
A votação paralela vai acontecer em todo o país no domingo, simultaneamente à eleição oficial. Em Campo Grande, ela será realizada na sede do Fórum Eleitoral, das 8h às 17h.

Mas os preparativos para essa auditoria começam no sábado, dia 04.10, a partir das 9h, quando o juiz presidente da Comissão de Auditoria da Urna Eletrônica, Des. Vladimir Abreu da Silva, irá sortear duas urnas eletrônicas para a votação paralela. Estas são urnas preparadas para uso no dia das eleições, devendo ser substituídas por reservas. A urna sorteada do interior será transportada para a capital pelo Correios.

Durante essa semana, os fiscais dos partidos votaram em cédulas de papel, as quais serão depositadas numa urna de lona, durante o sorteio de sábado. Em seguida, essa urna de lona será lacrada com a assinatura dos fiscais.

No domingo, o primeiro passo será abrir a urna de lona, retirar uma cédula qualquer e digitá-la primeiro num programa no computador e, depois, nas duas urnas eletrônicas sorteadas. Esse procedimento será acompanhado por uma comissão, formada por um juiz, quatro servidores da Justiça Eleitoral, representantes do Ministério Público, da OAB-MS e fiscais dos partidos e coligações. O trabalho será todo supervisionado por câmeras filmadoras de empresas contratadas pelo TRE-MS. 

Ao final dessa votação, serão emitidos os boletins das duas urnas e o relatório do sistema do computador, sendo que os seus resultados devem ser idênticos, pois o conteúdo das cédulas foi digitado tanto nas urnas quanto no computador.

A votação paralela serve para verificar se o somatório está de acordo com a urna eletrônica e se o voto digitado pelo eleitor é realmente computado na urna, demonstrando a confiabilidade do sistema. O processo ainda mostra para a população que o programa inserido nas urnas faz a soma corretamente.

Os trabalhos da votação paralela são públicos e podem ser acompanhados pela imprensa, entidades representativas da sociedade, e a comunidade em geral.

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.