zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 19/12/2009 - 10h49

Geração de empregos de novembro no Estado foi a maior em dez anos




Por Redação Pantanal News/Notícias.MS

Edemir Rodrigues
recurso

Campo Grande (MS) – Mato Grosso do Sul registrou em novembro o melhor índice de geração de empregos formais da série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números apontam que foram gerados 2.150 empregos no Estado no 11º mês de 2009, o que equivale a um acréscimo em relação a outubro, quando foram gerados 1.447 empregos celetistas.

Segundo o coordenador do Observatório Estadual do Trabalho, da Funtrab, Conrado Pires de Castro, o resultado é o melhor dos últimos dez anos, quando – após a crise cambial de 1999 -, o País passou por uma alteração no regime de política econômica. Tal alteração ocasionou uma melhoria no índice de formalização no mercado de trabalho.

“Com o resultado de novembro, Mato Grosso do Sul teve o maior ritmo da taxa de variação do crescimento de empregos da região Centro Oeste. Em números absolutos, o Estado só perde para Brasília, que está vivendo um ‘boom’ no setor da construção civil, que é onde o MS apresentou saldo negativo”, esclarece o coordenador.

Entre os setores da indústria que mais contribuíram para o resultado positivo de novembro, o destaque fica para o comércio, que teve um saldo de 913 novos postos de trabalho gerados no mês. A lista segue com a indústria da transformação, com mais 632 empregos, setor de serviços com saldo de 467 e a agropecuária com mais 327 novos postos. Com exceção do setor de comércio, todos os outros destaques tiveram um desempenho consideravelmente superior ao mês de outubro.

“Dos setores que mais geraram empregos, além do comércio, dentro do setor da indústria de transformação temos o destaque para a indústria de alimentos e bebidas que contratou 373 pessoas. Outro setor que devemos observar neste mês onde se eleva a contratação para o final do ano, vemos o setor de papelão, com 191 novos empregos gerados, visto que nesta época se eleva a produção de embalagens”, observa.

No setor da construção civil o saldo negativo foi de -139, porém o coordenador do observatório do trabalho explica que ainda assim o número é positivo porque o índice de contratações continua o mesmo e o de desligamentos foi menor do que o registrado em 2008. “Dos dez maiores municípios de Mato Grosso do Sul, oito tiveram saldo positivo, mas em Campo Grande o índice foi negativo”, explica.

“O Estado ficou com um dos melhores resultados de novembro no Centro Oeste porque Goiás e Mato Grosso tiveram grande perda no número de empregos nos setores da agricultura e da indústria de transformação. Que são os mesmos onde Mato Grosso do Sul obteve os melhores resultados. Isso mostra que o MS responde de maneira diferenciada do restante da região ao tipo de articulação econômica colocada em prática no Estado”, afirma Conrado.

Saldo acumulado

De janeiro até novembro, Mato Grosso do Sul já gerou 20.481 postos de trabalho, um crescimento apontado pelo Caged de 5,52%. “O Estado está em sétimo lugar no País entre as unidades da federação que mais gera empregos”, confirma Conrado Pires de Castro, coordenador do Observatório do Trabalho, da Funtrab.

“O número ainda é inferior ao mesmo período do ano passado, quando já havia um saldo acumulado de mais de 24 mil empregos, porque a partir do mês de novembro o Estado começou a sentir um forte impacto da crise econômica, mas a recuperação começou a partir de meados do mês de fevereiro”, esclarece.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/09/2017 - 07h47
UFMS abre inscrição para selecionar professores substitutos em 8 cidades
02/08/2017 - 07h44
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
09/06/2017 - 07h38
Ministério Público abre vagas de estágio para alunos de nível médio e superior
19/04/2017 - 16h55
Nota Oficial- Superintendência Regional do Trabalho em Campo Grande
11/04/2017 - 09h41
Tribunal Regional Eleitoral continua com inscrições para 24 vagas de estágio
 
Últimas notícias do site
17/10/2017 - 16h42
PMA autua fazendeira por degradação em margem de rio
17/10/2017 - 16h02
Aprovado projeto que incentiva entidades filantrópicas
17/10/2017 - 15h58
Membro atuante da CPI, Dr. Paulo Siufi apoia reivindicação de trabalhadores da JBS
17/10/2017 - 14h39
Bombeiros fazem sobrevoo para avaliar combate a fogo que já destruiu 20 mil ha
17/10/2017 - 14h00
Fazendeiro é autuado em R$ 18 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.