zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 29/09/2008 - 12h30

A Intimação




Por Luciano Pires (*)

Fui intimado. Tenho queir à delegacia prestar contas num processo no qual fui envolvido pelojogador Zé Roberto, ex-Santos e ex-Seleção Brasileira de Futebol. O ZéRoberto sentiu-se ofendido pela divulgação de uma carta bem pouco elogiosaao Brasil, que ele teria escrito quando voltou para a Europa. Zé Robertonunca escreveu a tal carta, que circulou pela internet em 2007 e foipolêmica. Muita gente – acreditando na autoria do jogador –deu-lhe razão enquanto outros o criticaram fortemente. Tão fortemente que ojogador decidiu processar quem divulgou a carta falsa. Recolheram o que foipublicado na internet e eu entrei no rolo, pois assino tudo que escrevo. Emmeu artigo “Absurdos Possíveis” reproduzi parte da talcarta:

"(...) Por muitos anos vivi com minha família na Alemanha e meidentifiquei completamente com o país.(...). Minhas filhas mal falamportuguês e são totalmente fluentes em alemão. (...) Todo o tempo queestivemos no Brasil, ainda que livres fisicamente, éramos refénspsicológicos. (...)Assistir o noticiário televisivo alimentava ainda maisnossos medos. Por sorte, minhas filhas não entendem muito bem português. Seentendessem, descobririam um país em que o crime está por todos os lados:está nas escolas, está nas faculdades, está no Judiciário, está noCongresso e está até mesmo na família do presidente. (...) Me ponho nolugar delas e penso como deve ter sido desagradável esta estadia noBrasil.(...) Hoje, a felicidade de minha família tem como pré-requisitoafastá-la do Brasil. Por isto que, ainda que com tristeza, faço o melhorpara elas. Aos meus fãs, muito obrigado. Ao Brasil, boa sorte."

E após reproduzir o texto da tal carta, eu escrevi:

“Forte, né? Zé Roberto descreve o lado negro do Brasil. (...)Mas temum detalhe. Essa carta é falsa. Zé Roberto desmentiu oficialmente. Alguémescreveu, colocou seu nome e lançou na internet, como vem acontecendo comcentenas de outros textos.”

Escrevi no artigo, com todas as letras, que a carta era falsa. Portantotrabalhei a favor do Zé Roberto. Mas os advogados não leram meu artigo. Ou,se leram, não entenderam. Que absurdo...

Perderei horas preciosas visitando uma delegacia para explicar o que jáestá explicado, além de ter que pagar o advogado, é claro. Esse é apenasmais um prejuízo provocado pela burrice que assola o Brasil.

Mas ao rever essa história uma coisa me chamou a atenção. Naquele artigo– citando fatos absurdos que ganhariam credibilidade instantânea- eu afirmava:

“... no Circo Brasil do novo milênio nenhum absurdo é tão absurdo quenão possa ser possível. A situação está tão confusa que já não sabemos maiso que é verdade e o que é mentira. E assim, atitudes absurdas que algumtempo atrás eram absolutamente impossíveis, por imorais, não éticas,desumanas, burras ou preconceituosas, passam a ser – ao menos noimaginário das pessoas – possíveis.”

Pois depois daquele artigo tivemos os mensaleiros no STF; o Renan sendosalvo pelo Congresso; aquele horror da morte da Isabela Nardoni; o Ronaldoe os travecos; o escândalo do Paulinho da Força; Dantas preso, Dantassolto; o pai e a madrasta esquartejando as crianças; Exército a serviço depolíticos no Rio; Lula III; os índios atacando com facões; o padre voador;a demarcação das terras na Raposa Serra do Sol; a seleção do Dunga;Corinthians na série B; os arapongas no Planalto...

No Circo Brasil do novo milênio nenhum absurdo é tão absurdo a ponto de nãoser possível.
 

(*) é jornalista,escritor, conferencista e cartunista. Faça parte do Movimento pelaDespocotização do Brasil, acesse

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/10/2017 - 13h44
Joaquim Francisco de Assis Brasil
09/10/2017 - 13h43
Assis Brasil, Acre
09/10/2017 - 13h34
O Assassinato de Chico Mendes
09/10/2017 - 13h31
Epopeia Acreana - Parte VII
09/10/2017 - 13h29
Epopeia Acreana - Parte VI
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.