especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 29/09/2008 - 05h30

Candidata pela segunda vez à prefeitura de Fortaleza, Patrícia Saboya destaca saúde como prioridade




Por Ivan Richard e Iolando Lourenço, da Agêcnia Brasil

Pela segunda vez, a senadora Patrícia Saboya (PDT) tenta se eleger como prefeita de  Fortaleza, capital do Ceará. Autora do projeto de lei que amplia a licença-maternidade para até seis meses, como direito opcional, Patrícia prometeu, se eleita, dar prioridade à melhoria da saúde, construindo mais postos, que ficarão distantes, no máximo, cinco quilômetros de cada residência da cidade.

Ela disse que pretende ainda reformular o sistema de educação da capital, dando prioridade à educação básica e à qualificação dos jovens. À frente da coligação Fortaleza em Movimento (PDT–PSDB–PTB), Patrícia Saboya, que já foi vereadora e deputada estadual, é a entrevistada de hoje (29) da série de matérias especiais da Agência Brasil com os candidatos a prefeito das principais capitais do país.

A pedetista afirmou que a saúde vem sendo apontada pela população como o pior serviço da cidade. Se eleita, ela prometeu que sua administração terá o foco na família, para mudar essa imagem. “Estamos criando o programa Pracinhas da Saúde da Família, que serão unidades básicas com médicos, dentistas, enfermeiros e assistentes distribuídas em 420 unidades. Fortaleza conta com mais de 90 postos e teríamos que construir 320 unidades, ao custo de R$ 160 mil cada uma”, prometeu.

A idéia, segundo Patrícia Saboya, é que os postos fiquem, no máximo, a cerca de cinco quilômetros de cada casa da cidade. “Vamos ter que contratar mais 220 médicos. Hoje, para o Programa Saúde da Família, são 200 médicos e teríamos que contratar mais 220 profissionais”, disse a candidata.

Patrícia Saboya prometeu ainda implementar o programa Praça da Saúde da Família Ampliada. “Serão unidades maiores, com quatro cirurgiões, quatro clínicos, quatro pediatras, três ginecologistas e mais oito a dez profissionais da saúde, entre fisioterapeutas, psicólogos e nutricionistas, que irão trabalhar em suas especialidades”, explicou.

“Essas praças custam certa de R$ 800 mil para construir e equipar. Todo o custo do projeto de atenção básica da saúde será de R$ 300 milhões. O orçamento da prefeitura de Fortaleza é de aproximadamente R$ 1 bilhão. São recursos suficientes”, argumentou Patrícia.

Na educação, a principal preocupação da pedetista será o fortalecimento do ensino na primeira infância. “Fortaleza tem um dos piores sistemas de educação e é apontada pelo governo federal como a penúltima capital em relação à educação. No Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica] ela está em 89º lugar. Vamos oferecer escola em tempo integral para alunos de seis a oito anos de idade, para acabar com o analfabetismo infantil. Cerca de 45% das crianças que estão na 5ª série em Fortaleza não sabem ler nem escrever”, afirmou a candidata.

“As crianças com até quatro anos, em todo o Brasil, já são atendidas. Por isso, vamos investir nas creches. Como professora, entendo que as crianças com até 6 anos têm que receber todo o estímulo necessário para ter uma base, antes de ingressar no 1º ano [do ensino fundamental] e tenham, lá na frente, chances de ingressar no ensino superior e no mercado de trabalho. O primário é a base de tudo”, disse Patrícia Saboya.

“Vamos dobrar o número de creches para garantir educação de qualidade na primeira infância, oferecer capacitação permanente para os nossos professores, melhoria salarial e garantir a presença da família na escola”, acrescentou, argumentando que a presença da família na escola serve de estímulo aos alunos. Além disso, afirmou Patrícia Saboya, os pais também terão oportunidade de voltar a estudar se quiserem.

Patrícia Saboya pretende, se eleita, tratar da segurança de forma preventiva, investindo em programas sociais. “Sabemos que a responsabilidade constitucional de cuidar segurança é do governo do estado, portanto, a polícia tem que estar bem preparada. A guarda municipal pode fazer um trabalho de apoio. Queremos trabalhar na prevenção do crime, com políticas sociais, gerando emprego e qualificando a juventude”, prometeu.

Segundo ela, metade dos jovens de Fortaleza está desempregada. “Temos 730 mil jovens, de 15 a 20 anos, e a metade está desempregada, não freqüenta a faculdade nem faz um curso técnico. Ou seja, a metade dos jovens de Fortaleza, na melhor idade para ingressar no mercado de trabalho, está fora do mercado e sem perspectiva de melhoria, porque não existe qualificação para a juventude”, argumentou.

“Trabalhar na qualificação do jovem, oferecer esporte, cultura, lazer são formas de se prevenir a violência”, disse Patrícia, que prometeu também ampliar o contingente da guarda municipal. “Vamos ampliar o contingente para que os policiais tomem conta do patrimônio público municipal, principalmente após a construção dos postos previstos no programa Pracinha da Saúde”.

Na área de habitação, Patrícia prometeu regularizar todos os imóveis em situação irregular. “Vamos entregar o título de propriedade para todas as famílias que estão em situação irregular, porque isso não custa dinheiro, apenas seriedade”, afirmou.

De acordo com a pedetista, o sistema habitacional de Fortaleza é uma tragédia. “Existem 160 mil  famílias sem um teto para morar, em uma população de 2,5 milhões de habitantes. Significa algo em torno de 600 mil pessoas que não têm onde morar”, constatou a candidata, prometendo construir mais casas populares.

Para melhorar o transporte público, Patrícia Saboya aposta na melhoria da gestão. “Nossa gestão será diferente na forma de conduzir o processo administrativo. Vamos descentralizar as regionais – que são regiões administrativas da cidade – para que elas funcionem independentes.”

“Pretendo recuperar a capacidade de planejamento da cidade. O metrô pode aliviar o trânsito da cidade e precisamos ter a compreensão de que a cidade não precisa se estender. Queremos que a cidade tenha fronteiras, em que as pessoas possam transitar com tranquilidade”, disse Patrícia Saboya, prometendo manter o preço das passagens “barato e congelado”.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
11/12/2017 - 06h40
Semana começa sem chuva em boa parte de MS e máxima chega aos 38ºC
08/12/2017 - 15h54
Final de semana será de chuva e temperaturas altas em todo MS
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.