especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 04/11/2009 - 14h09

Cinema d(e) Horror exibe filme A Hora da Estrela




Por Redação Pantanal News/Notícias.MS

Divulgação
recurso

Campo Grande (MS) – O longa metragem A Hora da Estrela é a atração da próxima quarta-feira (4) do projeto “Cinema d(e) Horror”. A exibição acontece na sala Rubens Corrêa no Centro Cultural José Octávio Guizzo, às 18h30. A entrada é franca. O filme tem duração de 1h36min e classificação de 14 anos.

A Hora da Estrela é a adaptação de uma novela de mesmo título de Clarice Lispector. Dirigido por Suzana Amaral e lançado no ano de 1985, foi premiado nacional e internacionalmente. Situa-se basicamente na história de Macabéa, uma moça pobre, virgem e nordestina que se muda para o Rio de Janeiro, “cidade toda feita contra ela”, em busca de melhores condições de vida.

Semi-analfabeta, a moça vai trabalhar de datilógrafa em um escritório e dividir o quarto com quatro “Marias” no subúrbio da cidade. Casualmente, conhece o retirante nordestino Olímpico, operário metalúrgico, e iniciam um “desajeitado” namoro. Mas Glória, esperta colega de trabalho de Macabéa, rouba-lhe o namorado e a aconselha a “amiga” fazer uma consulta à cartomante Madame Carlota. Esta prevê seu encontro com um homem rico e bonito, levando o expectador e a própria protagonista pensarem em um final feliz para a história dessa “inocência pisada”. Contudo, tal previsão não se concretiza e Macabéa atua majestosamente a sua hora da estrela, a sua hora da morte.

A leitura que se propõe do filme é centralizada basicamente na observação do “mal estar” causado no expectador (recepção) pela atitude e existência da protagonista Macabéa, uma vez que sua figura descentra todo um pensamento logocêntrico ditador da concepção do que viria a ser o imaginário da cultura nacional brasileira.

Nessa perspectiva, o incômodo provocado se intensifica no desenrolar da trama, fazendo com que o horror provoque na recepção um sentimento de repulsa. O horror, assim, será abordado como um traço evidente na identidade cultural de todo ser humano, uma vez que tudo o que não é o nosso duplo, ou seja, nossa cópia exempla, nos causa desconforto, apesar de estarmos nos olhando das janelas de uma mesma torre, na verdade, da torre de Babel.

Depois da exibição acontece um debate que terá como mediador Rony Cardoso, aluno bolsista de Iniciação Científica PBIC orientado pelo professor e doutor Edgar Cézar Nolasco e candidato aprovado em 2º lugar no Mestrado em Estudos de Linguagens da UFMS.

Projeto “Cinema d(e) Horror”

O projeto “Cinema d(e) Horror” é desenvolvido pelo Mestrado em Estudos de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e tem o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS). O projeto oferece ao público local duas exibições de filmes por mês, que acontece sempre às 18h30.

O objetivo do projeto é promover reflexões por meio de debates que acontecem a partir de filmes que tratam a categoria “Horror”, possibilitando uma melhor compreensão do universo artístico contemporâneo e da conflituosa natureza humana, numa leitura diferente do habitual. Após a exibição do filme é realizado um debate, com abordagem crítica sobre o filme, relacionando-o a obras literárias que também tratam do “Horror”.

Outras informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica na Rua 26 de Agosto, 453, ou pelo telefone 3317-1792. 

     Contato para a Imprensa: Carolina Barbosa: 8124-7803


 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 06h39
Com poucas chances de chuva, 6ª-feira será de sol e altas temperaturas
14/12/2017 - 06h35
Após trégua, 5ª-feira terá pancadas de chuva em várias cidades de MS
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.