especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 23/09/2008 - 09h28

Comitês da Maldade baixam nível da eleição em Cuiabá. Baixaria deve aumentar




Por Rubens de Souza Da Redação 24 Horas News

    Quem avisa, amigo é. O portal de notícias 24 Horas News bem que alertou. E demorou, demorou, mas apareceu. Quem achava que esta seria uma eleição limpa, sem baixaria, se enganou. E veio em dose dupla. O tão conhecido e famigerado “Comitê da Maldade” mostrou que não está instalado apenas em uma coligação. Ganhou ramificação. Está em duas. Mas tem tudo para ir para a terceira. O desespero, a ânsia de vitória faz com que nestes últimos dias de campanha eleitoral, o horário utilizado pelos candidatos no rádio e na TV seja para denegrir a imagem do adversário mostrando fatos do passado, não importando se com a lucidez necessária do acontecido ou com floreamento fazendo com que a desgraça seja ainda maior. A velha máxima de que em política vale tudo está a pleno vapor na campanha de Cuiabá.
     
     A baixaria começou no horário eleitoral de Várzea Grande com denuncias até de pedofilia. E utilizando um discurso do deputado estadual Maksuês Leite de que quem quer ser candidato majoritário que tenha alguma coisa para esconder que não saia candidato, as assessorias de Walter Rabello (PP) e Wilson Santos (PSDB) trataram de baixar o nível, de ir à lama. Foram, empolgados, às ruas, às delegacias e encontraram munição contra o candidato do PR Mauro Mendes. Rabello mostrou em seu programa que Mendes é um mau empregador, que não paga indenização para funcionário que sofre acidente de trabalho em sua empresa, não se importando com a opinião do restante dos funcionários e se o servidor acidentado é assistido pelo INSS. Wilson foi mais longe e mostrou que o candidato republicano atropelou em 1993, há exatos 15 anos, um casal e que não deu assistência médica e nem financeira. Mostrou o lado do casal, que pode ou não estar dizendo toda a verdade dos acontecimentos.
     
     As assessorias prometem baixar ainda mais o nível. A de Wilson Santos para garantir a vitória no primeiro turno. A de Rabello, em queda contumaz nas pesquisas, para tentar se reeguer. A de Mauro Mendes para defender seu candidato e atacar os adversários, mostrando suas mazelas e erros como cidadãos e como políticos.
     
     O Comitê da Maldade utiliza o jargão de que havendo fatos que possibilitem o ataque mortal ao adversário, estes devem ser feitos com explicações convincentes para o eleitor e que este se vire para deduzir se a acusação é totalmente verídica ou é mais uma das tantas farsas eleitorais.
     
     Nesta situação resta a Mauro Mendes, atacado pelos seus dois principais adversários se defender. Terá de ter argumentos que neutralizem a revelação. Terá, inclusive de ter a coragem que faltou na última campanha a Prefeitura para Alexandre César (PT) de reconhecer o erro e pedir desculpas, de se mostrar humilde, caso as acusações sejam totalmente verdadeiras.
     
     Nesta conjuntura, o candidato que é atacado tem duas alternativas. A política mundial ensina bem estas alternativas. A primeira é criar uma armadilha, ou seja deixar que o adversário traga o fato ao conhecimento público e o explore criando a expectativa que o deixou sem saída, dando, então, sua defesa contundente, indignado, convincente e cabal, partindo para a ofensiva e denunciando o adversário por sua irresponsabilidade, demagogia e falta de escrúpulo. A ciência política mostra que agindo desta forma o candidato atacado passa de réu a acusador, de criminoso a vítima. E pode conseguir um importante acréscimo de apoio por parte dos eleitores.
     
     Outra forma é antecipar a denuncia, tomar a iniciativa de revelar o fato, anunciando que adversários vão tentar explorar politicamente, mostrando que não tem motivos para temer a acusação, até porque ela ou não é verídica ou é incorreta, ou diante da explicação feita com franqueza e transparência perde o sentido e quem a faz está sendo injusto, oportunista e desleal.
     
     A assessoria de Mauro Mendes promete que o candidato fará um pronunciamento ainda nesta terça-feira para trazer a tona a verdade dos fatos. Esta mesma assessoria trabalha para mostrar no programa eleitoral de quarta-feira, que os fatos apresentados não são bem verdadeiros. Resta saber por qual alternativa Mauro Mendes vai transcorrer sua defesa.
     
     O certo é que nenhum candidato não pode fazer é mentir sobre seu passado, seja para valorizar-se, defender ou sustentar a ingênua crença que seus adversários não vão investigar seu passado, ou fazer de conta que seu passado não existe e não se preparar para lidar com ele quando vier a tona. O que os candidatos não podem é permitir que diante de uma revelação que possa destruir sua credibilidade não disponha de argumentos que pode sobreviver a ela.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
12/12/2017 - 12h51
Emoção, luzes e alegria marcam a noite de abertura da Vila do Natal em Aquidauana
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.