zap
MAIS OBRAS MS 3 MESES
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Forças Armadas - 19/10/2009 - 14h17

9º Batalhão de Engenharia de Combate - Batalhão Carlos Camisão - de luto pela perda de um dos heróis da Força Expedicionária Brasileira




Arquivo Pantanal News/21.2.2006










Por Redação Pantanal News/9º BEC

Faleceu neste 16 de outubro, devido a falência múltipla de órgãos o Sr. Allyrio Verlangieri de Castro, combatente da 2ª Guerra Mundial - Campanha da Itália (1944-1945), que integrou 9° Batalhão de Engenharia– da Força Expedicionária Brasileira (FEB), primeira tropa brasileira a entrar em combate no Front italiano a 06 de setembro de 1944.

O Pracinha (como são chamados os Combatentes da FEB) Allyrio Verlangieri de Castro, serviu na 2ª Companhia de Engenharia de Combate durante a Campanha da Itália, sob o comando do legendário Capitão Raul da Cruz Lima Junior  que registrou a ação de guerra de sua Companhia de Engenharia  no livro “Quebra Canela: A Engenharia Brasileira na Campanha da Itália."

O Cabo Allyrio Verlangieri de Castro, como integrante do 9º Batalhão de Engenharia Expedicionário, é citado como destaque por diversas vezes na obra Quebra-Canelas,  por sua atuação em Campanha.

 O “Héroi de Guerra” Allyrio participou dos principais combates travados  naquele Teatro de Operações, como lê-se na obra em comento, tendo se destacado no  ataque a localidade de Montese, que se configurava num baluarte das forças alemãs empregadas naquele teatro de operações. A Batalha de Montese foi a epopeia, mais sangrenta da vitória da Força Expedicionária Brasileira (FEB), com 426 baixas em combate tendo os integrantes do 6º Pelotão da 2ª Companhia de Engenharia de Combate a honra de terem entrado primeiramente em Montese, lado a lado com a Infantaria.

Durante a Tomada de Montese, o Cabo Allyrio, integrando o 6º Pelotão da  2ª Companhia de Engenharia de Combate, foi escalado com seu pelotão a acompanhar o ataque  da 1ª Companhia de Infantaria do 11º Regimento de Infantaria, tendo permanecido no ataque àquela localidade por quatro jornadas, conforme palavras do Coronel Raul da Cruz Lima Júnior: “Parece impossível que tendo passado por tantas peripécias, no trato das minas e sob pesados bombardeios, apenas tivemos feridos naquele Pelotão  (. . .) além do Alyrrio Verlangieri (. . .) seu apoio às operações de Montese se fizera de maneira marcante, derramando o próprio sangue em operações arrojadas. . .”  

Seu Allyrio, como era chamado carinhosamente por militares e civis, rebebeu do governo brasileiro em reconhecimento por sua atuação na Campanha da Itália a Medalha Cruz de Combate de 1ª Classe, Medalha Sangue do Brasil, além de diversas outras comendas de entidades civis e militares.

Após a guerra, ao licenciar-se das Forças Armadas, integrou-se a comunidade sendo cidadão útil, empenhado em servir ao Brasil, não buscando a glória ou louvores por seu heroísmo. 

Na atualidade, quando àqueles de memória curta parecem se esquecer dos perigos dos discursos segregacionistas, dos totalitarismos de todas as matizes ideológicas, a morte do Herói de Guerra  Allyrio Verlangieri de Castro, nos remete a reflexões dos horrores da guerra e de suas consequências para a população de qualquer país atingido pelos seus efeitos. Além da necessidade de todo cidadão de combater qualquer tentativa de  imposição de regimes que ameassem a paz social e a democracia.

Neste dia, a família enlutada perde um pai de família exemplar, cidadão honrado que teve uma vida ilibada e proba. O 9º Batalhão de Engenharia de Combate e o Exército Brasileiro, a cidade de Aquidauana e o Brasil perdem um herói, que contribuiu com seu sacrifício anônimo, com seu sangue, na luta contra o totalitarismo, colaborando para a construção de um mundo mais justo e democrático.

À família do Senhor Allyrio Verlangieri de Castro as condolências da sociedade aquidauanense e de seus irmãos d’armas do 9º Batalhão de Engenharia de Combate. 

 

 

 

ABÍLIO  SIZINO DE LIMA FILHO –  CORONEL

Comandante do 9º Batalhão de Engenharia de Combate

 

 

9º BATALHÃO DE ENGENHARIA DE COMBATE

A CASA DO ENGENHEIRO EXPEDICIONÁRIO

 

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
Evaristo Pedro da Silva, em 06/05/2013 - 14h17

Tive o privilégio de incorporar nessa unidade em Junho de 1963.Tinha como comandante Ten-coronel-Ivan de SOUSA Mendes.Requerír baixa em Fevereiro de 1966.Gostaria de saber se haverá comemoração de aniversário do Batalhão,e se possível aí estarei visitando essa instituição que considéro uma das mais DÍGNA do pais.

miguel ferreira de freitas, em 03/01/2013 - 12h46

VALOROSO BATALHAO DE ENG. QUE TIVE O PRAZER SERVIR POR 10 MESES E 20 DIAS NA TURMA DE 1984,E NUNCA MAIS VOLTEI ESPERO UM DIA VISITAR , SAUDADES DE MEUS COMPANHEIROS DE CASERNA DA CCS COMPANHIA DE COMANDO E SERVISOS.

wesley, em 05/03/2010 - 21h41

Gostaria de obter o telefone do 9° Batalhão de engenharia de combate. antecipadamente grato

ailton de almeida, em 25/10/2009 - 08h23

amigos desse site,acabei de ler essa triste noticia,que perdemos um dos, nossos herois de guerra,uma perda muito importante para o batalhao,essa unidade que sempre foi destaque nas missoes em que foran encubidas,falo isso porque eu tambem prestei o meu serviço militar nesse batalhao,em 88,89,90 na ccs [companhia de comando e serviço,91 e 92 na 2 companhia,meu nome de guerra era almeida.

Marcos Boarnerges, em 20/10/2009 - 13h08

Caros leitores dessse site,acabei de ler essa noticia do expedicionária,lamento um heroi que se foi esse Batalhão e orgulho do nosso mato grosso sul e do nosso brasil foi brilhante na ultima guerra mundial,me orgulho pois prestei meu serviço militar nesse Batalhao na compania ccs compania de comando e serviço no ano 1980 meu nome de guerra era boanerges

 
Últimas notícias do canal
04/08/2017 - 12h19
Brasil Central defende atuação das Forças Armadas nas fronteiras do país
31/05/2017 - 16h15
Distrito Naval em Ladário comemora Batalha Naval do Riachuelo
31/05/2017 - 09h01
Exército anuncia doação de área para Parque Tecnológico de Ponta Porã
25/05/2017 - 11h43
Forças Armadas começam a deixar Esplanada dos Ministérios
15/05/2017 - 13h40
Marinha abre inscrições para oficiais e prova poderá ser feita em MS
 
Últimas notícias do site
21/08/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
21/08/2017 - 17h06
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
21/08/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
21/08/2017 - 08h53
Governador e ministro têm extensa agenda nesta segunda
21/08/2017 - 08h31
Eclipse total do sol não aparece em MS, mas dá para ver ao vivo com a Nasa
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.