zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Energia - 16/10/2009 - 08h37

Acordo entre Fiems e Enersul garante energia mais barata no horário de ponta até dezembro de 2010












Por Redação Pantanal News/Daniel Pedra

Termo assinado por Sérgio Longen e Sidney Simonaggio assegura às indústrias do Estado pagar R$ 0,38 o kW/h no horário de ponta ao invés de R$ 1,60

Após meses de articulações mantidas juntas à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, e o vice-presidente de operações da Enersul, Sidney Simonaggio assinaram nesta quinta-feira (15/10), no 6º andar do Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, termo de manutenção do Programa Energia Extra até dezembro de 2010, beneficiando pelo menos 500 indústrias de Mato Grosso do Sul com energia elétrica a baixo custo no horário de ponta das 17h30 às 20h30. Pelo acordo celebrado hoje, essas empresas pagarão R$ 0,38 pelo kW/h (quilowatt/hora) contra R$ 1,60 que seria cobrado a partir do fim do Programa que terminaria nesta quinta-feira.

Segundo Sérgio Longen, primeiramente, a manutenção do Energia Extra vai representar mais competitividade para as indústrias de Mato Grosso do Sul. “Agora, nós temos até dezembro de 2010 para conseguir efetivar essa energia mais em conta para as nossas empresas. Além disso, os empregos nessas 500 indústrias foram mantidos, ou seja, é uma soma de fatores positivos que faz com que o setor consiga produzir no horário de pico neste momento de pré-recuperação da economia”, reforçou, lembrando que, em comparação com o uso de gerador movido a óleo diesel, o Programa significará uma economia de até 50% para os industriais, além de eliminar futuros problemas ambientais com a utilização de combustível fóssil.

Ele também ressalta que essa vitória obtida graças aos esforços do senador Delcídio do Amaral e do Governo do Estado vai contemplar ainda o setor comercial de Mato Grosso do Sul. “Mato Grosso do Sul é o único Estado com esse Programa de custo de energia elétrica mais em conta no horário de ponta graças a esse esforço conjunto. No entanto, o Energia Extra pode ser copiado pelas outras concessionárias de energia do País”, declarou.

Sidney Simonaggio, vice-presidente de operações da Enersul, completa que a prorrogação do Programa é a confirmação de um produto que já era oferecido há quase 30 anos. “Ela se diferencia da energia comum porque não tem garantia da sua continuidade, sendo apenas uma sobra energética destinada ao mercado interruptível. Agora, com essa assinatura, estamos destinando essa sobra de energia para substituir fontes mais caras de energia, como a produzida por geradores motivos a diesel”, explicou, ressaltando que em relação ao preço da energia normal de R$ 1,60 o kW/h no horário de pico, a Energia Extra chegará a R$ 0,38, enquanto o óleo diesel custaria R$ 0,50 o kW/h.

 

Para o senador Delcídio do Amaral, a manutenção do Energia Extra foi um trabalho intenso da Fiems articulado com a bancada federal e com o Governo do Estado junto à Aneel. “Essa energia excedente que barateia o custo da energia para os industriais foi estendida até dezembro do próximo ano, mas evidentemente isso não é o suficiente, por isso, para resolver em definitivo e beneficiar os consumidores de todo o Brasil, vou apresentar no Senado Federal, em comum acordo com a Aneel, um projeto de lei em que o consumidor A 4, ou seja, que consome grandes quantidades de energia, vai poder comprar essa energia em qualquer lugar do País a baixo custo”, informou.

Delcídio do Amaral pontua que o grande consumidor poderá procurar essa energia mais barata, tendo um custo de produção menor. “Quem ganha com isso é a indústria, que amplia sua produção, contrata mais funcionários e gera mais empregos, e também o consumidor final, que receberá produtos mais baratos”, analisou, acrescentando que na próxima semana deve apresentar o projeto de lei e que, caso seja aprovado, resolverá em definitivo essa questão, trazendo competitividade no fornecimento de energia elétrica do Estado. “Na prática, a possibilidade de os grandes consumidores adquiram energia elétrica no mercado nacional a custo mais barato vai eliminar a dependência das concessionárias de energia”, explicou.

Também participaram da cerimônia de assinatura os diretores Altair da Graça Cruz, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, Alonso Resende do Nascimento, Lenise de Arruda Viegas, Lourival Vieira Costa, Edgar Rodrigues Pereira, Isaías Bernardini e Moacir Castro Jorge, além do superintendente do Sebrae/MS, Cláudio Mendonça, o vice-prefeito de Campo Grande, Edil Albuquerque, o deputado estadual Paulo Corrêa e o deputado federal Vander Loubet, além de empresários.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/12/2013 - 09h57
Agência inicia em MS fiscalização de brinquedos e luminárias de Natal
17/10/2013 - 17h30
Horário de verão vai gerar economia de R$ 400 milhões, diz ONS
23/03/2013 - 08h05
No dia mundial da água jovens conhecem eletrodomésticos que preservam mananciais no consumo de energia
21/03/2013 - 15h37
Versão atualizada da cartilha Por Dentro da Conta de Luz
21/03/2013 - 14h05
Energia mensal de duas casas usa 1,5 milhões de litros de água
 
Últimas notícias do site
22/11/2017 - 11h35
PMA autua fazendeiro por erosão e assoreamento de córrego
22/11/2017 - 09h39
Projetos do IFMS conquistam principais prêmios de feira científica estadual
22/11/2017 - 09h23
Projeto Florestinha completa 25 anos formando cidadãos responsáveis
22/11/2017 - 07h26
Acumulada, Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta-feira
22/11/2017 - 06h13
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.