REFORMA GOV MS
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 16/09/2009 - 15h33

Sanesul participa do grito de alerta "Salve o Taquari, Preserve o Pantanal"




Por Redação Pantanal News/Adriana Viana


Para comemorar o dia da árvore e marcar o início da primavera, será realizado em Coxim, na próxima segunda-feira, 21, o grito de alerta “Salve o Taquari, Preserve o Pantanal”. O evento é organizado pelo Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Taquari (Cointa) e contará com a participação dos funcionários da Sanesul de Coxim (257 km de Campo Grande), sede da Gerência Regional Norte (Genorte).

 

Além de festejar a chegada da primavera e o dia da árvore, o grito tem a finalidade de tornar-se uma campanha de alerta e, ao mesmo tempo, um pedido de apoio aos municípios da região norte de Mato Grosso do Sul, governos Estadual e Federal, bem como à comunidade em geral para a recuperação e conservação da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari, que atualmente sofre com o assoreamento.

 

 

Autoridades dos municípios integrantes do Cointa, entre prefeitos, vereadores e deputados, além de representantes da mídia, estarão presentes ao ato. A Sanesul também confirmou presença, visto que seu papel junto à população sul-mato-grossense é importante para a conservação ambiental.

 

 

De acordo com a funcionária de Coxim, Marivane Schio Rondora, o objetivo da participação da Sanesul é alertar a população sobre a necessidade de se preservar o rio Taquari. Marivane informa que os funcionários da Genorte estarão no local contribuindo com o grito de alerta. “Vamos auxiliar na distribuição de mudas de árvores nativas e também distribuir copos de água envasada, doados pela Sanesul”.

 

 

O evento terá início às 8 horas, na BR 163, que liga Campo Grande a Mato Grosso. A concentração será realizada no posto da Polícia Rodoviária Federal, onde haverá distribuição de mudas nativas e adesivagem. Por tratar-se de uma via bastante movimentada, o tráfego será fechado durante uma hora na rodovia.

 

 

Para a funcionária da Sanesul, mais do que um ato simbólico, o encontro tem objetivo de mostrar às autoridades constituídas que a população e as lideranças políticas dos municípios de Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste, Coxim e Sonora estão preocupadas com o maior desastre ecológico do Centro-Oeste brasileiro, que é o assoreamento do rio Taquari. “Nós estamos cobrando uma ação mais ágil para a liberação dos recursos – recentemente anunciados – que visam à recuperação do nosso rio, o mais importante afluente da Bacia do Alto Paraguai”, destaca Marivane.

 

 

Os municípios que compõem o Cointa são Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Jaraguari, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sonora.

 

Sobre o Rio Taquari
Com 787 quilômetros de extensão, o rio Taquari é um dos principais afluentes do Pantanal. Ao longo de 30 anos, o rio vem sofrendo agressões que resultaram em um grande desastre ecológico. Anteriormente, a região era caracterizada por “pulsos de inundação”, que alagavam a área entre os meses de outubro a maio, assim como todo o ecossistema do Pantanal, o qual apresenta características de inundação pluvial. Ao longo desse período, os pulsos deixaram de existir, obrigando pantaneiros e inúmeros animais silvestres que habitavam a área a abandonar a região. Atualmente, uma área de 11 mil quilômetros quadrados encontra-se submersa. Biólogos e pesquisadores acreditam que, sem o Taquari, o Pantanal também estaria ameaçado.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
25/05/2017 - 08h51
'Árvore de tucanos' é paisagem diária para casal de aposentados de MS
24/05/2017 - 14h08
Cheia se consolida e rio Paraguai mantém há 24 dias mesmo volume de água
18/05/2017 - 15h17
Cartilha informa pescadores e turistas sobre legislação e regras de pesca em MS
08/05/2017 - 09h13
Projeto Arara Azul é finalista em prêmio nacional
05/05/2017 - 06h08
Rota das Monções: passeio em MS para conhecer exploração dos índios e do ouro no século XVII
 
Últimas notícias do site
25/05/2017 - 16h45
Projeto de Lei do Deputado Dr. Paulo Siufi instala salas de amamentação em lugares com grande circulação de pessoas
25/05/2017 - 16h23
OAB protocola na Câmara pedido de impeachment do presidente Temer
25/05/2017 - 15h46
Fim de semana será de chuvas isoladas e leve queda nas temperaturas
25/05/2017 - 15h29
Vacinação contra gripe é prorrogada até junho; MS imunizou 58,71%
25/05/2017 - 11h43
Forças Armadas começam a deixar Esplanada dos Ministérios
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.