zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 15/09/2008 - 06h02

Várzea Grande: Em debate, Júlio diz que Murilo é "incompetente" e Murilo chama Nico de fantasma




Por Jonas Jozino, da Redação do 24 Horas News, em Cuiabá

     O primeiro debate entre os candidatos à prefeitura de Várzea Grande, promovido pela TV Rondon, na noite de ontem (14), teve apenas algumas pitadas de ironia , poucas acusações e apresentações de propostas. O debate foi dividido em cinco blocos. Os três candidatos, Júlio Campos (DEM), Murilo Domingos (PR) e Nico Baracat (PMDB) tiveram tempo suficientes para mostrar o que pretendem apresentar a partir de janeiro de 2009, caso eleitos.
     
     O debate, mediado pelo jornalista José Carrara, não teve ataques fortes e apelativos por partes dos concorrentes, que se limitaram mais a apresentar projetos e fazer promessas. Apenas no segundo bloco, quando os concorrentes faziam perguntas entre si é que se pode ver a temperatura subir um pouco com os toques de ironia, como o de Murilo Domingos que chamou seu vice-prefeito e candidato à prefeitura Nico Baracat de “fantasma” desde o segundo dia da atual administração. Outro pouco mais quente foi quanto Júlio Campos disse que Murilo Domingos era “incompetente”.
     
     Neste segundo bloco, Nico Baracat pediu para que Júlio Campos explicasse o acordo feito entre a família Campos e o deputado Maksuês Leite que abandonou a disputa quando era tido como o grande favorito à vitória.Júlio, em sua resposta, garantiu que não houve nenhum tipo de acordo com o parlamentar, mas sim entre os partidos DEM e PP. “Engana-se quem pensa que fiz qualquer tipo de acordo com o deputado Maksuês. Houve sim um acordo entre os dois partidos, onde o PP ficou com a majoritária em Cuiabá e o DEM em Várzea Grande disse.
     
     Depois o prefeito Murilo Domingos, que tenta a reeleição disse que Júlio Campos era um dos maiores devedores de Várzea Grande. Em direito de resposta, Júlio disse que paga todos os seus impostos, num valor de “R$ 12 mil ao ano, enquanto que Murilo Domingos e sua família, conseguiram benesses na atual administração e não pagam mais do que R$ 700,00 ao ano de IPTU. Júlio ainda aproveitou para acusar Murilo Domingos de estar devendo mais de R$ 180 mil em IPTU apenas para a Prefeitura de Cuiabá.
     
     Em outro momento mais quente, Júlio Campos chamou Murilo Domingos de “incompetente” ao não saber administrar Várzea Grande e não ter concluído nenhuma obra de relevância com o tão prometido Hospital Regional.
     
     Ainda neste segundo bloco, Nico Baracat acusou Murilo Domingos de ter 102 processos junto ao Ministério Público e apontou um com a Casa Domingos e perguntou: “Quem governa Várzea grande, o senhor ou seu irmão.” Irônico, Murilo Domingos disse que: “Se meu vice-prefeito não tivesse abandonado o cargo no segundo dia de gestão, saberia quem manda na prefeitura”, em clara resposta ao fato de Nico Baracat não comparecer na Prefeitura de Várzea Grande. Nico contra-atacou dizendo que não ia porque Murilo não cumpriu os acordos de campanha e se aliou a família Campos.
     
     O terceiro bloco foi todo ele pautado por perguntas feitas por personalidades da sociedade mato-grossense. O ex-vereador Aurélio Augusto, uma das principais lideranças do movimento negro participou perguntando aos candidatos sobre a questão do negro. Neste item, Júlio lembrou ser neto de uma negra e que o negro terá vez em sua gestão.
     
     Já o analista político Louremberg Nunes participou do programa perguntando a Nico Baracat o que fará para que Várzea Grande volte a ser chamada de Cidade Industrial. Nico prometeu ser um novo empreendedor como foi sua mãe a ex-prefeita Sarita Bacarat. Disse que não existe política de incentivo fiscal e que vai implantar redução de impostos para atrair empresas.
     
     Para Júlio Campos, o analista perguntou o que fará para dar segurança a população. Campos reconheceu que Várzea Grande hoje é o município mais violento do Brasil, com seis mortes a cada final de semana. Prometeu fazer parcerias com as Polícias Militar, Civil e Federal e reestrutura a Guarda Municipal.
     
     Murilo Domingos foi indagado sobre o que não faria na segunda gestão que seus antecessores fizeram. O prefeito disse apenas que não faria mais poços artesianos e que água para Várzea Grande tem de ser retirada do rio Cuiabá.
     
     O quarto bloco contou com perguntas de jornalistas. Indagado sobre planos para a Cultura, Júlio prometeu criar a Secretaria de Cultura e implantar um Centro Cultural no bairro Ipase.
     
     Com relação a inadimplência na cidade, Murilo Domingos, atual gestor disse que em seu segundo mandado vai providenciar a regularização fundiária. Segundo ele, só desta forma a prefeitura terá condições de cobrar os impostos, principalmente o IPTU. E Nico Baracat voltou a falar sobre a questão de emprego e renda no município, lembrando o trabalho que foi desenvolvido por sua mãe e que sua meta é incentivar as grandes empresas a se instalarem em Várzea Grande.
     
     Umas principais perguntas foi feita a Nico Baracat e exatamente para saber se como prefeito ele agiria como vice-prefeito, totalmente ausente do Paço Municipal. Se defendendo, Nico disse que não era um vice-prefeito ausente. Segundo ele, o que houve foi um rompimento com o prefeito Murilo Domingos. Assegurou que mesmo com o rompimento sempre trabalhou e que seu salário de vice-prefeito é repassado integralmente para cursinhos pré-vestibulares na cidade.
     
     O quinto bloco foi dedicado as considerações finais, quando os candidatos, se dirigindo aos eleitores fizeram promessas e apresentaram propostas.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.