zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 17/07/2009 - 07h39

O sentido da crise




Por Marisa Serrano

Marisa Serrano* 

Estive nos últimos dias percorrendo várias regiões do País em compromissos oficiais representando o senado e o meu partido, e pude constatar que a sociedade brasileira começa a manifestar preocupação com as várias crises que simultaneamente ocorrem no País. A crise parece estar em todos os lugares, misturando sentimentos muitas vezes contraditórios, mais confundindo do que esclarecendo.

 O Brasil está fragmentando, perplexo, procurando novos rumos, como se estivesse num labirinto no qual todos os caminhos levam a lugar nenhum.

 Mesmo que haja um relativo alívio em relação aos desdobramentos da crise econômica, com números razoáveis quando comparados a outros Países, está claro e evidente que ainda há muitas dúvidas quando se pensa em cenários futuros.

 Fui muito questionada sobre a crise pela qual vem passando o senado, sobre os gastos crescentes do Governo, sobre os escândalos da Petrobrás, sobre a baixa qualidade da educação, sobre os problemas na área da saúde e da segurança pública.

 No meu Estado, por exemplo, em vários municípios está havendo um intenso debate sobre o toque de recolher para menores de idade, uma medida que considero drástica porque mostra a impotência das autoridades diante do fenômeno que muitos atribuem como a revelação de uma imensa crise de valores que estamos vivendo.

 

Na verdade, o sentimento de crise que nos atinge vem de várias frentes. O primeiro semestre de 2009 nos coloca diante de uma realidade sombria, de um mundo inseguro, onde a incerteza é a regra e as convicções são fluídas, sem consistência e imponderáveis.

 Diante desse processo, afirmo e repito: a educação é o nosso mais importante instrumento de transformação. Só a educação emancipa, ilumina e humaniza. Só fortalecendo a educação é que vamos poder superar as desigualdades e transformar a realidade social.

 No atual quadrante histórico do Brasil, acredito que somente por meio da educação é que vamos criar vínculos sociais e vamos poder retomar os caros conceitos de comunidade. Só melhorando o padrão educacional é que vamos poder enaltecer os valores que estão se perdendo diante do crescimento do consumismo,do hedonismo e do individualismo.

 Neste momento sombrio, temos que mostrar aos cidadãos a importância em fortalecer os valores que reconheçam a importância da família e das instituições, do Estado Democrático de Direito e de todos os setores que valorizem as pessoas, dando-lhes novas perspectivas e esperanças.

 Não podemos mais permitir que ganhe espaço a famosa cultura do jeitinho, do “eu não sabia”, das mentiras reiteradas e da transgressão das normas e das leis por causa da certeza da impunidade.

 Neste aspecto, considero importante dar destaque ao noticiário recente em torno da divulgação do currículo da Ministra Dilma Roussef. Não quero aqui citar este fato lamentável como se fosse mera picuinha, uma implicância pontual de uma parlamentar de oposição contra a candidata oficial do presidente Lula à presidência da República.

 

Acho que devemos fazer algumas considerações que possam transcender questões menores. Devemos considerar este fato grave como algo simbólico que expressa não somente a falta de compromisso com a verdade como uma perda de noções sobre o papel institucional das pessoas públicas.

 

A perda do sentido de autoridade a que tantos professores, pedagogos e cientistas sociais reclamam e analisam terminam sendo motivada por gestos como este a que se envolveu a Ministra. Ao aceitar a difusão da fraude em seu currículo ela permite que o seu exemplo possa ser seguido por milhares de jovens a partir da famosa cultura do “jeitinho”.

 Ora, muitos dirão: se a Ministra fez isso eu também posso fazer. A mensagem subliminar deste ato é imediata: “nós podemos maquiar nossos currículos e fingir que somos uma coisa que não somos visto que nos dias de hoje temos que ser espertos, mesmo porque a imagem é mais importante que a realidade”.

 O “erro” no currículo da Ministra Dilma Roussef tem um simbolismo que fala por si mesmo. Se fôssemos enquadrá-la juridicamente teríamos todos os elementos para denunciá-la perante a Nação por falsidade ideológica. Acho que a Ministra não tem idéia de como este fato lamentável atingirá os corações e mentes da juventude brasileira. Ela abriu um precedente grave e, diante disso, temos que fazer profundas reflexões sobre temas caros ao conjunto de nosso País.

 Noutras palavras, temos que refletir sobre esta questão: será que basta que façamos propagandas bem feitas para fantasiar o mundo real porque é isso que importa e o que interessa?. O compromisso com a verdade é apenas “mero detalhe” no processo de avanço do País?

 Lamentavelmente, o que os dirigentes do Governo estão sinalizando insistentemente para a sociedade, numa clara demonstração de que o povo nada mais é do que massa de manobra , é de que tudo pode ser banalizado e jogado na conta da famosa “luta política”. Acredito que em alguns momentos devemos por a mão na nossa consciência e perguntarmos se esse é o legado que queremos deixar para as próximas gerações.

 Por isso, acredito que temos que resgatar as dimensões éticas da educação. Uma sociedade só cresce e evolui à medida que a ética da responsabilidade esteja à frente da ética da convicção, ultrapassando as conveniências momentâneas e o desejo do poder pelo poder.

 Diante disso, a educação deve ser o ponto fundamental para a retomada dos valores como pilares de sustentação do desenvolvimento da sociedade.

 A educação deve ser sempre instrumento de difusão de conhecimento e de formação técnica e profissional, mas não pode também deixar de ser elemento de difusão de valores morais.

 A educação deve ser sempre a base da nossa formação social, reforçando o respeito aos direitos, ao meio ambiente e à liberdade de expressão.

 Acho que devemos fazer gestos de grandeza para começarmos a nos colocar em sintonia com as novas aspirações da sociedade moderna, que clama por maior transparências, mais decência e menos privilégios para os poderosos. Tenho a certeza de que só assim vamos construir  construtiva e positivamente um novo Brasil.

 *Senadora, vice-presidente nacional do PSDB e Membro do Conselho de Ética do Senado.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
Julio Costa, em 17/07/2009 - 11h16

Deixem de escrever besteira!!! Esses demagogos do PSDB já estiveram no governo e o que fizeram com a educação pública? Sucateraram em prol da educação privatista. Que é o que eles são bons. Privatizar tudo para os amigos comprarem a preços módicos. Fecharam centenas de escolas técnicas,inclusive as agricolas.Só na minha região foram três.(Governo Lula reabriu-as , graças a Deus) O irmão do ex ministro da educação(Paulo Renato de Souza) da era FHC (Marcelo Renato Souza)é diretor do setor de audiovisual, tecnologia e educação a distância da UNIP do magnata da educação João Carlos Di gênio do Objetivo, UNIP. Este ex professor não era ninguém antes do FHC estar no poder.Sem falar que este tem trânsito livre no Palacio Bandeirantes do Serra (Resultado mediocre nas ultimas pesquisas do ENAD do estado mais rico da nação). Investir em escola pública pra quê? Como iam encher os cofres dos magnatas da educação.. Desmonte da nossa educação começou aí. É só pesquisarem na bliblioteca google.

 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
29/05/2017 - 15h40
Em audiência pública, deputado Dr. Paulo Siufi propõe anteprojeto de combate e prevenção à depressão
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
29/05/2017 - 12h40
Polícia Militar prende dois homens por violência doméstica no fim de semana
29/05/2017 - 12h01
Comandante recepciona novos sargentos do 7º BPM de Aquidauana
29/05/2017 - 09h37
Fim de semana marcado pela prisão de condutores embriagados
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.