zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Pesquisa no Pantanal - 12/05/2009 - 07h10

Estudo indica que eletricidade de biomassa polui menos




Por Painel Florestal

 

Queimar biomassa (matéria orgânica) para produzir eletricidade é mais vantajoso do que transformá-la em etanol - pelo menos do ponto de vista climático, segundo um grupo de pesquisadores da Califórnia. Em um estudo publicado na sexta-feira (8) na revista Science, eles comparam as emissões de gases do efeito estufa e a quilometragem produzidas em dois cenários: o de carros movidos a bioeletricidade (obtida pela queima de biomassa em uma caldeira) ou a bioetanol (obtido pela fermentação e refino de matéria orgânica).

Os resultados indicam que é possível produzir mais energia e emitir menos carbono de uma mesma quantidade de biomassa se ela for convertida em eletricidade do que em combustível líquido. Em média, teoricamente, um carro elétrico conseguiria rodar 81% mais quilômetros do que um carro movido a etanol e, ainda assim, a redução das emissões seria 108% maior em comparação com a de um carro movido a gasolina.

Não foram levadas em conta questões econômicas, como o custo dos carros elétricos ou da produção de etanol celulósico (um processo viável do ponto de vista tecnológico, mas ainda inviável do ponto de vista econômico). As principais fontes de biomassa avaliadas foram o milho e a "switchgrass", um capim das pradarias americanas. Os resultados são importantes para os EUA, que produzem etanol de milho, mas têm poucas implicações para o Brasil, que produz etanol de cana-de-açúcar - uma cadeia energética muito mais eficiente. A cana não é mencionada no estudo.

Fonte: Estadão Online

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
14/10/2015 - 11h00
Expedição de barco pelo Pantanal de MS discute preservação ambiental
26/08/2013 - 08h03
Em MS, médicos de outros países fazem provas para revalidar diploma
30/01/2013 - 08h45
Embrapa Pantanal firma convênio para o fortalecimento da Apicultura em Mato Grosso do Sul
30/10/2012 - 16h45
PRF apreende veículo com CRLV falso
05/09/2012 - 13h45
Pesquisadores questionam alterações da Lei de Pesca do Mato Grosso
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.