zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Correio de Corumbá - 04/05/2009 - 07h38

Os cinemas de Corumbá




Por Crônica de Silva Neto(Tim)

 

Há poucos dias um ouvinte assíduo deste programa  dizia-me  da   sua admiração pelos assuntos que contam um pouco do passado  corumbaense.  Pedaços da história que valem a pena ser lembrados,  para conhecimento especialmente dos corumbaenses  que amam  esta terra,  que aqui vivem  porque aqui plantaram uma semente que germinou,  que deu frutos,   mas que,  infelizmente, na caminhada do tempo perdemos muitos desses frutos,  o que é uma pena.  E é justamente sobre esse passado que vamos comentar neste   “bom dia”.

Bom dia ouvintes que passeiam pelo centro da cidade  e  não vêem  mais os cinemas que atraíam  multidões,   que davam vida à cidade especialmente aos domingos,  quando a  programação das telas  atraía homens e mulheres de todas as idades,  na  busca  do romantismo do século passado;  dos  bangue-bangues   americanos ou italianos;  dos espetáculos de aventuras, frutos das grandes produções de Hollywood  tão do agrado  popular.   Não!   Nada mais de cinemas!   A televisão não admite concorrência pelo menos em Corumbá,  acreditam alguns.  E o curioso dessa situação  é que,  em outras cidades  os  cinemas continuam em funcionamento  anunciando,  sempre,   grandes lançamentos,  o  que denota que o povo continua apreciando essa modalidade de espetáculos.    E aqui?    Como é que ficamos?   Foram desaparecendo  os Cines Santa Cruz,    Santa HelenaCine AnacheCine Tupi,     Dom Bosco   e o  sempre lembrado  Excelsior,  que marcou época na vida corumbaense a partir de 1930.  E ao ver seu velho prédio  transformado  em loja de móveis e  eletrodomésticos,   senti  vontade de recordar um pouco a vida daquela sala de espetáculos que,  mais  do que cinema,  possuía  bem montado e amplo  palco para representações teatrais.    Mas,  o cinema sempre foi o seu   “forte”.  Seu proprietário,  sr. Amílcar Vandoni,  entendia muito dessa atividade.  Sabia zelar pela programação de filmes de qualidade,  imprimia e distribuía  à entrada do Cine  Excelsior programas da semana inteira, como  sabia,  também, sorrir  para  os freqüentadores  do seu cinema,  à entrada da sua sala de espetáculos.   Não raras vezes   tinha  palavras  de  simpatia  para as pessoas que chegavam à sua casa de espetáculos,  quase sempre apertando as mãos de muitos que passavam por ele.

O cinema possuía  uma estridente campainha  à sua porta,  que era acionada continuamente  meia hora antes do início das sessões cinematográficas,  como um alerta às  pessoas que circulavam próximas ao seu cinema.    Enquanto aguardava  os minutos se  passarem,  Amílcar Vandoni    ia  sentar-se   à  porta do Bar “O Ponto”, do gorducho português Batista,   para deliciar-se com um chope  bem geladinho,  que  era produto da terra,   muito  apreciado pelos corumbaenses,  pela  excelência  do seu sabor  e   qualidade.   Decorridos 30 minutos,   quando o  relógio marcava  20,00h,   Amílcar Vandoni,  sempre com  pomposo charuto  cubano à  boca,   levantava-se calmamente dirigindo-se à portaria do cinema.  Desligava a campainha estridente  – era  sinal de que o filme teria início -  dava uma olhada na sala de projeção para avaliar o número de freqüentadores  e autorizava  o saudoso Norberto – operador das máquinas -  dar  início à  sessão.

Durante muitos anos Amílcar Vandoni  administrou o seu Cine Excelsior.  Entretanto,  com a idade que ia chegando, resolveu por uma  justa aposentadoria.  Vendeu o seu cinema para Clemente Prieto, que  durante  alguns anos  conduziu o Excelsior  com bastante competência.   Esse cinema deixou marcas,  porque funcionou também à época do cinema mudo,  quando dispunha de uma orquestra próxima à tela,  que fazia  o  fundo musical  para as cenas que iam aparecendo.  Para esse trabalho,  lá estavam,  como sempre esteve,  o  Pequenino  com o seu piano,  Juvenílio de Freitas e sua flauta, Manequinho com seu violino,  João Rondon  ao violão,  Feliciano Cristóvam  na bateria,  preenchendo o vazio das cenas mudas dos filmes de antigamente.

Deixou  saudade  o  velho  Excelsior!    O prédio continua o mesmo,  para lembrança de quantos querem recordar todo o  romantismo   de  uma época.

Mas,  hoje,  quando a cidade está em ritmo de desenvolvimento,  a   instalação de,  pelo menos,  dois  cinemas,  preencheria  esse  vazio  que não se justifica mais na atualidade.  Com a palavra os Empresários da cidade.   Mãos à obra,  minha gente!  Ajudem  a  nossa  Corumbá  caminhar sempre pra  frente.  

Dois bons cinemas  enfeitariam ainda mais o cotidiano  de  uma cidade bonita  e progressista como é  a nossa Corumbá.

(*) Silva Neto(Tim), escritor, compositor, historiador, contabilista, cantor e músico de Corumbá-MS. 

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
06/08/2012 - 10h37
Exposição na TV Brasil Pantanal homenageia principais colônias de Campo Grande
22/10/2009 - 14h29
Projeto "Conexão Rua em Dança" visita Nova Andradina
21/09/2009 - 14h00
Marco recebe a visita de estudantes para a 3ª Primavera de Museus
17/06/2009 - 08h15
Nosso destaque especial
17/06/2009 - 08h09
Corumbá de boas lembranças
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.