zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Correio de Corumbá - 04/05/2009 - 07h32

População continua padecendo




Por Farid Yunes

 

        A extensão da Escola Fernando de Barros com 250 alunos está já há muito tempo sem água, inclusive para beber, sendo que uma professora para amenizar o problema leva todos os dias 15 litros de água em garrafas para que os alunos possam saciar a sede.

      A escola possui duas caixas de água, de 100 litros, que é para a cozinha e banheiro da direção e uma caixa de

500 litros

para o banheiro das crianças.

 

      Existe uma caixa de água com capacidade para de 300 mil litros com finalidade de atender os bairros Maria Leite, Universitário, Centro América, Previsul, Industrial e Potiguar 2, mas na caixa a única coisa que se encontra, é resto de fezes, lixo, e outros objetos, a Sanesul, não se toca com o problema. Hoje a empresa virou um cabide de emprego, com praticamente nenhum especialista, para atender ao público e resolver o problema onde a falta de água é uma vergonha.

      Mesmo com todos esses problemas cruciais e essenciais o governo do estado quer investir 500 milhões de reais em Campo Grande, para que a capital seja uma subsede da Copa do Mundo de

2014. A

água falta, mas a conta do final do mês está aí.

 

      Mesmo a empresa só produzindo vento pelos canos.

 

Pontos turísticos

 

      Corumbá presenteada pela natureza, tem vários locais atrativos que transmitem um visual pouco encontrado dentro do nosso Estado, ou mesmo fora dele, como por exemplo, o Porto Geral, o monumento Cristo Rei do Pantanal nos altos do Morro do Cruzeiro, o Parque Marina Gattass e o Mirante da Capivara, dentre outros, tendo sido este último construído no início dos anos 90, cujo local proporciona um dos visuais mais exuberantes da Cidade Branca, podendo daquele local avistar-se o Pantanal e o Rio Paraguai, além do lado fronteiriço de Porto Quijarro na Bolívia.

 

      A prefeitura está revitalizando o local, para que receba turistas e corumbaenses, que desfrutarão de mais um ponto para o turismo contemplativo.

 

      O Mirante da Capivara fica localizado na Rua Alan Kardec, no Bairro Generoso, que também será beneficiado com recursos e benfeitorias anunciados durante a 25.ª Ação Prefeito Presente realizada na semana passada.

 

Festival América do Sul

 

      Desde que iniciou o seu governo, André Puccinelli não realizou um Festival que empolgasse, tanto que no atual, os shows musicais são gratuitos, ao contrário dos anteriores em que eram cobrados ingressos para as apresentações que eram realizadas na tenda armada no Porto Geral.

 

      Acontece que neste Festival de 2009, vários nomes artísticos já não estão mais na vitrine, ou seja, saíram da mídia geral há muito tempo, estando na base da baixa cotação.

 

      Um outro fato que chama a atenção é o governador André Puccinelli chamando só para si a realização desse evento, sendo que todos sabem que o Governo Federal via ministérios do Turismo, Cultura e das estatais como o Banco do Brasil, a Petrobras e o Sebrae, bancaram em torno de oitenta por cento as despesas, além de patrocínios de empresas privadas como a empresa de transportes Andorinha e a Natura.

 

      O difícil mesmo é achar algum evento patrocinado pelo Governo do Estado.

 

A voz do silêncio

 

      Algumas coisas ou fatos entram para o folclore político ou vira lenda.

 

      O que se fala por aí na cidade é que a atual Mesa Diretora da Câmara Municipal não está suportando o assédio de dois novos vereadores por mais dinheiro, apesar da linha dura que a nova Mesa do legislativo corumbaense vem impondo. Cada vez chega um dos dois edis com pedido esdrúxulo ou estranho. Ambos parecem insaciáveis.

 

      Desde o início os integrantes da Mesa Diretora vêm atuando com bom senso, mesmo tendo algum fazendo exigências absurdas e outros com atitudes piegas.

 

      A Mesa resolveu reduzir o duodécimo de hum milhão de reais para setecentos mil reais. Para os leigos, duodécimo é o repasse que a prefeitura faz mensalmente para a Câmara quitar suas despesas.

 

Sacrifício mesmo

 

      Em Corumbá acontecem as coisas mais incríveis.

 

      Alguns que se perpetuaram em algum cargo, falam em sacrifício, que são obrigados a abandonarem a família, que deixam seus afazeres particulares de lado para dedicarem à entidade, instituição, clube etc. Ficam no cargo até a instituição sucumbir.

 

      Inclusive tem vereador que age da mesma forma! Diz que está cansado do mandato, mas só que na reeleição gasta até o que não tem. É igual o cachorro quando tem um osso liso: rosna e mostra os dentes quando outro aproxima.

 

      Só que o “osso” desse vereador chorão é um filé mignon, ou melhor, um frigorífico...

 

A resposta de Delcidio

 

      O corumbaense Delcidio do Amaral sentiu-se ofendido por André Puccinelli quando este disse que já teria ido ao motel eleitoral com alguns petistas.

 

      O senador Delcidio respondeu que isso é uma tremenda baixaria e que não passa de um discurso “pornô eleitoral”.

 

      Delcidio revoltado afirmou: “Querem fazer no Mato Grosso do Sul a pornô política; o povo do meu estado não merece isso”.

      Ao declarar que já levou o PT para “o motel eleitoral” Puccinelli só engrossou sua lista de expressões de baixo nível como “motel”, “Furunfar”, região pubiana, entre outras do seu linguajar chulo e xucro, pensando que está lidando com as mulheres da casa da mãe Joana e não com um povo de cultura elevada por tradição como é o sul-mato-grossense.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
06/08/2012 - 10h37
Exposição na TV Brasil Pantanal homenageia principais colônias de Campo Grande
22/10/2009 - 14h29
Projeto "Conexão Rua em Dança" visita Nova Andradina
21/09/2009 - 14h00
Marco recebe a visita de estudantes para a 3ª Primavera de Museus
17/06/2009 - 08h15
Nosso destaque especial
17/06/2009 - 08h09
Corumbá de boas lembranças
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.