zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 23/04/2009 - 09h47

Cine Brasil retrata “Sexo e Violência na Tela”




Por Gisele Colombo Assessoria de Imprensa FCMS


A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), na próxima terça–feira (28), inicia a programação de abril do projeto "Cine Brasil – Curtas e Longas no Centro”, com o tema “Sexo e Violência na Tela”. A exibição dos filmes acontece até quinta-feira (30).

O Cine Brasil disponibiliza filmes e vídeos em formato de curta e longa-metragem, gratuitamente. As exibições acontecem no Centro Cultural José Octávio Guizzo, toda última semana do mês, às 18h30. Os filmes da Mostra “Sexo e violência na Tela” relatam o lado obscuro da sociedade, desvendando as libidos e agressões que a sociedade atualmente enfrenta no silêncio de nossas vidas.

Na terça-feira (28), será exibido o filme “Amarelo Manga” (100’/PE/FIC/2003/18anos) com direção de Cláudio Assis, que mostra um retrato visceral do baixo mundo da cidade do Recife, feito a partir de personagens que remetem ao universo do dramaturgo Nelson Rodrigues. Guiados pela paixão, os personagens de Amarelo Manga vão penetrando num universo feito de armadilhas e vinganças, de desejos irrealizáveis, da busca incessante da felicidade. O universo aqui é o da vida-satélite e dos tipos que giram em torno de órbitas próprias, colorindo a vida de um amarelo hepático e pulsante. Não o amarelo do ouro, do brilho e das riquezas, mas o amarelo do embaçamento do dia-a-dia e do envelhecimento das coisas postas. Um amarelo-manga, farto.

Na quarta-feira (29), é a vez do filme “Bala Perdida” (14’/RJ/FIC/2004/10anos), com direção de Victor Lopes, que retrata uma tarde de sol, numa praça do Rio de Janeiro, onde começa um tiroteio. O tempo volta um minuto para revelar as histórias de várias pessoas que testemunham os disparos. São pessoas muito diferentes, todas expostas à trajetória das balas. Qualquer um pode morrer. No mesmo dia vai ser exibido o filme “Balaio” (10’/SP/FIC/2004/10anos), com direção de Luiz Montes. Ele retrata o que acontece quando todos eles se reúnem em um clube. Um confronto de olhares, encenado com a tela dividida e múltiplas perspectivas. Ainda no dia 29, também será exibido o filme “Baseado em Fatos Reais” (17’/MT/FIC/2001/14anos), com direção de Bruno Bini, que relata a história de uma dívida, uma lâmpada, uma bíblia e um revólver.

Na quinta-feira (30), será exibido o filme “O Cão Sedento” (10’/PB/FIC/2005/10anos) com direção de Bruno de Sales, que mostra em 1970, uma série de roubos de carros que abala João Pessoa. O serial killer rouba, mata e queima suas vítimas, sem derramar uma gota de sangue. Também será exibido o filme “O Trabalho dos Homens” (10’/SP/FIC/1998/12anos), com direção de Fernando Bonassi. Ele retrata mais uma ocorrência na cidade de São Paulo: um homem mantém uma mulher sob a mira de um revólver. A polícia chega e monta o cerco, tentando contato com o seqüestrador. Atiradores de elite também são convocados. Uma dupla se instala no alto de um prédio. Enquanto aguardam ordens pelo rádio, eles estabelecem uma conversa. O filme “Rota de Colisão” (12’/RJ/FIC/1999/18anos) com direção de Roberval Duarte, também está programado para o dia. Ele retrata que após um roubo, um ladrão, um operário e um menino de rua, têm seus caminhos cruzados. Nas ruas daquela metrópole do terceiro mundo, um destino trágico e comum os aguarda.

Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, na rua 26 de Agosto, 453 ou pelo telefone 3317-1792.

Contato para a imprensa:
Núcleo de Audiovisual da FCMS: 3316-9166 
Autoria: Jefferson Benicio/FCMS

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
17/10/2017 - 16h42
PMA autua fazendeira por degradação em margem de rio
17/10/2017 - 16h02
Aprovado projeto que incentiva entidades filantrópicas
17/10/2017 - 15h58
Membro atuante da CPI, Dr. Paulo Siufi apoia reivindicação de trabalhadores da JBS
17/10/2017 - 14h39
Bombeiros fazem sobrevoo para avaliar combate a fogo que já destruiu 20 mil ha
17/10/2017 - 14h00
Fazendeiro é autuado em R$ 18 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.