zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 17/04/2009 - 10h35

Em palestra, André elenca projetos estratégicos para desenvolvimento de MS




Por Marcio Breda, do Notícias MS

 Projetos Estratégicos para o Desenvolvimento Sustentável de Mato Grosso do Sul, transformados em prática pelo Governo do Estado nos últimos dois anos, foram apresentados na noite de ontem (16), durante palestra aberta do governador André Puccinelli na seccional da Ordem do Advogados do Brasil de Dourados,MS. 

André explicou na conferência que o plano estratégico de desenvolvimento de Mato Grosso do Sul se baseia na melhoria da infraestrutura logística e na ampliação da capacidade energética. Formas diretas de atração de investimentos e do crescimento sustentável da produção em todos os setores econômicos. 

Logo no início da palestra o governador apresentou o andamento do projeto do alcoolduto, que ligará Campo Grande ao Porto de Paranaguá, no Paraná. O projeto já está pronto para ser integrado ao plano de ações do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Mas uma meta deve ser cumprida: a produção de 3 bilhões de litros de álcool em Mato Grosso do Sul. 

Para garantir este volume, André apresentou números relativos as usinas de álcool no Estado. Segundo ele, atualmente existem 14 plantas em operação, 11 em processo de implantação e outras 17 projetadas, com previsão de início de operações variando entre 2011 e 2014. Em plena capacidade, as usinas poderão dobrar a demanda estimada pela Petrobrás, empresa que encampa o projeto. 

Para garantir a integração ao sistema nacional da energia criada pelas usinas e suprir as demandas agroindustriais do desenvolvimento, André explicou que já estão em andamento os projetos de construção de 1.291 quilômetros de linhas de transmissão. Através delas, o Estado exportará energia, já que a produção irá dobrar dos atuais 1,5 mil gigawatts hora para 3 mil GWh.

Além disso, segundo o governador, Mato Grosso do Sul aposta na federalização e pavimentação de estradas. O asfaltamento dos 340 quilômetros da MS-040 integrará ao processo produtivo do Estado 1,3 milhões de hectares na divisa sul com São Paulo. O projeto de federalização está em tramitação no Senado. André também citou a pavimentação da BR-359, obra já em andamento entre Coxim e Alcinópolis que integra toda Região Norte. 

As rodovias receberão ainda mais investimentos com as obras de pavimentação asfáltica da rodovia MS-165, no trecho que liga o distrito de Sanga Puitã (distrito de Ponta Porã) a Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai. O início da obra será oficializado no próximo dia 29 de abril pelo governador e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo.

A obra deve ficar pronta em 720 dias (cerca de dois anos). A pavimentação faz parte da primeira etapa do Projeto Sul Fronteira, que prevê a implantação e pavimentação das rodovias MS-299 e MS-165, desde Sete Quedas até Sanga Puitã (Ponta Porã), numa extensão de 227 quilômetros. Já estão liberados pelo governo estadual os R$ 72.049.863,10 necessários para a pavimentação dos 83 quilômetros iniciais da rodovia.

 Além da pavimentação, toda a área de fronteira receberá incentivos para a silvicultura (plantação de florestas para exploração vegetal ou replantio de áreas degradadas), garantindo diversificação econômica e a defesa sanitária animal dos municípios que há três anos e meio sofreram com os impactos dos focos de febre aftosa. O investimento total do projeto chega a R$ 175 milhões.

Para ampliar ainda mais a logística de transportes André explicou que Mato Grosso do Sul receberá duas novas ferrovias: a Ferroeste – ligando Maracaju ao Porto de Paranaguá – e a Norte-Sul, ligando Porto Murtinho a Panorama (SP). O Terminal Intermodal, localizado em Campo Grande, irá integrar as logísticas rodoviárias, ferroviárias e aeroportuárias, já que o Aeroporto Internacional da Capital terá até 2015 capacidade de transporte de cargas industriais.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/05/2017 - 09h41
Cientistas desenvolvem alimentos processados de pescado pantaneiro
16/05/2017 - 14h17
Sete famílias deixam suas casas com início da cheia no Pantanal de MS
12/05/2017 - 09h50
Hidrovia do Rio Paraguai é tema de Road Show em Corumbá
04/05/2017 - 06h29
A palmeira que desponta como novo 'ouro verde' do Brasil
02/05/2017 - 12h05
'Banho de São João', de Corumbá, é selecionado para receber recursos do Ministério do Turismo
 
Últimas notícias do site
26/05/2017 - 12h16
Projeto prevê salas de amamentação em shoppings, aeroporto e igrejas
26/05/2017 - 11h48
Polícia Militar capturou quatro foragidos da justiça nos últimos dias
26/05/2017 - 10h59
PMA apreende meia tonelada de pescado e aplica R$ 33 mil em multas
26/05/2017 - 10h20
Fim de semana em MS tem eventos gratuitos na capital e no interior
26/05/2017 - 09h25
7º Batalhão da PM fecho o cerco contra assaltos à bancos
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.