zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artes e lazer - 06/04/2009 - 09h35

Mais pessoas praticam atividade física no país




Edemir Rodrigues

Por Tereza da Penha, do Notícias MS


          A quantidade de brasileiros que fazem esportes ou realizam atividades para movimentar o corpo passou de 14,9% da população para 16,4%, entre 2006 e 2008. 

           O número de brasileiros que praticam atividade física regular aumentou em 2008. O percentual passou de 14,9%, em 2006, para 16,4%, no ano passado. Os novos índices foram anunciados, ontem (05), pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante evento de celebração do Dia Mundial de Atividade Física, no Rio de Janeiro. Embora continue alto, o sedentarismo baixou de 29,2%, em 2006, para 26,3%, em 2008.

          As informações inéditas estão no estudo Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas Por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde. A pesquisa foi realizada nas 26 capitais e no Distrito Federal, entre abril e dezembro de 2008. Foram 54 mil entrevistas telefônicas realizadas pelo Vigitel, desenvolvido em parceria com o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo.

          “Os dados mostram uma tendência positiva, mas ainda é preciso mudar o padrão alimentar e de atividade física da população. Transformar esses dois hábitos básicos em estilo de vida poderia evitar, no Brasil, cerca de 260 mil mortes por ano, relacionadas a doenças como doenças cardiovasculares e cânceres”, afirmou o ministro.  

           O relatório mostra que homens são mais ativos: 20,6% fazem alguma atividade física. Entre as mulheres, o índice é 12,8%. Mas são eles também que lideram o sedentarismo, correspondendo a um percentual de 29,5% aqueles que não praticaram qualquer atividade física nos últimos três meses, não realizaram esforço físico intenso no trabalho, não se deslocaram para o trabalho a pé ou de bicicleta, e não eram responsáveis pela limpeza pesada da casa. Entre as mulheres 23,5% são consideradas sedentárias. Para os idosos, esse índice baixou de 56,5%, em 2007, para 52,6%, em 2008, entre adultos a partir de 65 anos de idade.

           A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera “suficiente” a prática de 30 minutos diários, por pelo menos cinco dias na semana, de atividade leve ou moderada; ou 20 minutos diários de atividade vigorosa, em três ou mais dias da semana. Caminhada, caminhada em esteira, musculação, hidroginástica, ginástica em geral, natação, artes marciais, ciclismo e voleibol são práticas leves ou moderadas. As vigorosas são corrida, corrida em esteira, ginástica aeróbica, futebol, basquetebol e tênis.

 

           O ministro explicou que não é preciso ser um atleta para realizar atividades físicas. Segundo ele, a população deve inserir hábitos, como deixar o carro para percorrer à pé itinerários mais curtos, dar preferência à escada quando subir poucos andares em um prédio, brincar com os filhos, dançar, limpar a casa outras atividades que movimentem o corpo.

 

              REDE NACIONAL 

  

           As ações de promoção à saúde são consideradas estratégicas pelo Ministério da Saúde, para a prevenção de doenças crônicas, como as cardiovasculares, câncer, e melhoria da qualidade de vida do brasileiro. O evento realizado no Parque Quinta da Boa Vista está inserido no Mais Saúde, programa que contém 70 ações e metas prioritárias do ministério.  

           

           O Dia Mundial de Atividade Física foi celebrado em mais de 110 cidades, em todo o país. Elas são parte das 450 integrantes da Rede Nacional de Promoção da Saúde e Atividade Física, coordenada pelo Ministério da Saúde. Por meio dela, são escolhidos pelo Ministério da Saúde projetos enviados pelos municípios, que tenham ações voltados à prática de atividade física. São atividades que devem estar relacionadas com a atenção básica e desenvolver a prática de atividades físicas para a população ou públicos específicos como idosos, hipertensos, jovens etc.

 

          A rede cresceu 90% no ano passado, partindo de 237 municípios que integravam a rede, em 2007, para 450, em 2008. A meta do Mais Saúde é atingir 1.000 municípios até 2011. O Ministério da Saúde repassou R$ 27 milhões para o financiamento dos projetos no ano passado. A expectativa é um aumento deste repasse neste ano. A meta é atingir 1.000 cidades até o final de 2011.

 

             PARCERIAS  

            Durante o evento, foi lançado o Plano Nacional de Atividade Física. O objetivo é integrar as ações dos ministérios da Saúde e do Esporte nas ações de promoção a atividade física. O programa está em fase de estruturação e contém 4 grandes eixos: 1) Ênfase em ações de educação para a saúde e mobilização para o tema da promoção e atividade física 2) Incentivo em programas de atividade física em municípios, articulados com a Estratégia da Saúde da Família, em escolas (Programa Saúde na Escola e programa segundo tempo) e em empresas (ambiente de trabalho); 3) Parcerias intersetoriais para que o tema da atividade física seja inserido em ações de outros setores – construção de equipamentos urbanos, pistas de caminhadas, calçadas, articular as ações de saúde e esporte em prol da atividade física etc. 4) Avaliação e monitoramento das ações.

 

          Um importante aliado na estimulação da prática da atividade física foi o lançamento do Programa Saúde na Escola. Além de fazer a análise clínica dos estudantes, o programa também prevê ações das equipes de Saúde da Família a informação e o estímulo aos exercícios, alimentação saudável, prevenção de violências, tabagismo, AIDS, dentre outras. Ao todo, cerca de 36 milhões de estudantes devem ser beneficiados pelo programa até 2011. 

 

Tabela 1

Variações no percentual de indivíduos expostos a fatores de risco

Variáveis

2006

2007

2008

 

%

%

%

Atividade física suficiente no lazer

 

14,9

15,5

16,4

Fisicamente inativo (sedentário)

 

29,2

29,2

26,3

 

Tabela 2 – ATIVIDADE FÍSICA

Percentual de adultos que praticam atividade física suficiente no lazer

 

 

Sexo

Capitais / DF

Total

Masculino

Feminino

 

%

%

%

Aracaju

14,8

17,4

12,7

Belém

20,7

25,9

16,2

Belo Horizonte

16,5

20,6

13,0

Boa Vista

20,5

25,6

15,5

Campo Grande

18,6

18,9

18,3

Cuiabá

16,4

22,2

11,1

Curitiba

15,3

16,1

14,6

Florianópolis

19,5

22,0

17,2

Fortaleza

15,7

20,1

12,1

Goiânia

16,4

19,7

13,6

João Pessoa

15,0

17,9

12,7

Macapá

20,3

28,8

12,3

Maceió

16,3

19,5

13,6

Manaus

15,5

20,2

11,2

Natal

19,6

25,3

15,0

Palmas

21,5

24,0

18,9

Porto Alegre

16,3

21,0

12,4

Porto Velho

16,2

21,0

11,5

Recife

17,6

22,6

13,5

Rio Branco

15,3

20,8

10,2

Rio de Janeiro

15,9

19,5

12,9

Salvador

14,9

19,0

11,5

São Luís

15,8

23,1

  9,9

São Paulo

12,1

13,8

10,6

Teresina

17,0

20,6

14,0

Vitória

19,9

26,1

14,7

Distrito Federal

20,1

26,5

14,5

 

 

 

 

 

 

 

Tabela 3 – SEDENTARISMO

Percentual de indivíduos fisicamente inativos no conjunto da população

 

 

Sexo

Capitais / DF

Total

Masculino

Feminino

 

%

%

%

Aracaju

29,3

29,7

28,9

Belém

28,6

29,4

27,9

Belo Horizonte

28,4

33,8

23,8

Boa Vista

20,6

21,9

19,4

Campo Grande

23,9

27,0

21,1

Cuiabá

26,9

30,0

24,1

Curitiba

26,2

28,5

24,2

Florianópolis

27,3

30,2

24,7

Fortaleza

27,5

32,8

23,1

Goiânia

22,9

26,0

20,1

João Pessoa

31,1

32,3

30,1

Macapá

23,0

20,0

25,9

Maceió

30,2

33,9

27,2

Manaus

24,2

23,6

24,7

Natal

32,3

34,8

30,2

Palmas

18,7

20,4

16,9

Porto Alegre

27,1

30,1

24,6

Porto Velho

23,9

24,9

23,0

Recife

32,0

31,5

32,4

Rio Branco

27,2

35,0

20,0

Rio de Janeiro

26,2

29,0

23,9

Salvador

24,6

27,3

22,3

São Luís

29,0

29,7

28,4

São Paulo

25,6

29,5

22,2

Teresina

25,2

26,3

24,2

Vitória

29,1

32,1

26,6

Distrito Federal

24,4

27,2

21,8

 

 

 

 

 

 

Tabela 4 – SEDENTARISMO

Percentual de indivíduos fisicamente inativos por sexo, segundo idade

Variáveis

Total

Masculino

Feminino

Idade (anos)

%

%

%

18 a 24

26,2

26,0

26,3

25 a 34

21,4

26,7

16,6

35 a 44

21,7

28,1

16,2

45 a 54

24,3

29,8

19,5

55 a 64

31,8

34,1

30,0

65 e mais

52,6

51,7

53,2

Fonte: Vigitel Brasil 2008

 

          Mais informações nos fones: (61) 3315 3580 e 3315 2351  - Agência Saúde/Brasília (DF).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/01/2014 - 15h45
Projeto oferece atividades em praças e parques de Campo Grande
25/10/2013 - 07h37
Academias ao ar livre têm orientação de professores em MS; veja horários
18/10/2013 - 10h23
Dupla formada em Campo Grande consegue vaga no The Voice
27/09/2013 - 15h29
CCI realizará uma semana de comemoração ao Dia do Idoso
23/11/2012 - 09h09
FCMS leva o artesanato sul-mato-grossense para a 23º Feira Nacional do Artesanato
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.