zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Brasil - 06/03/2009 - 16h15

Políticas públicas ajudam a transformar a vida das brasileiras




Divulgação

Por Assessoria de Imprensa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

 

As brasileiras têm sido, cada vez mais, protagonistas da transformação social no País.
O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) desenvolve políticas públicas específicas para elas - que comemoram seu dia no próximo domingo (8). São ações que buscam garantir a autonomia e resguardar os direitos dessas cidadãs.

Permitir às mulheres o acesso aos programas, serviços, projetos e benefícios socioassistenciais com atendimento qualificado. Adquirir a produção das agricultoras familiares e promover o acesso de alimentos à população em situação de insegurança alimentar ou implantar serviços de proteção social a crianças e adolescentes vítimas de violência, abuso e exploração sexual, e a suas famílias. Esses são alguns dos compromissos assumidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), previstos no II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, lançado em março de 2008, em Brasília (DF). O plano é um instrumento de gestão para todo o Governo Federal e serve de referência para a elaboração de planejamentos em níveis estaduais e municipais. Ao todo, são mais de 390 ações a serem desenvolvidas por órgãos federais, entre outros.

Uma das ações coordenadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social de maior impacto entre as mulheres é o Bolsa família. O programa de transferência de renda já beneficia 11,1 milhões de famílias brasileiras, o que corresponde, aproximadamente, a 46 milhões de pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza. Do total de titulares do benefício, 92% são mulheres. Pesquisas constatam que o Bolsa Família dá mais autonomia à mulher, proporciona maior inserção social e poder de compra, mais afirmação no espaço doméstico e ampliação do acesso a serviços públicos de educação e saúde.

O Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC), também destina, a um grande número de mulheres, um importante auxílio. Previsto na Constituição Federal, o BPC corresponde ao pagamento de um salário mínimo mensal a pessoas idosas (a partir de 65 anos) ou aquelas com deficiência incapazes de prover a própria manutenção ou tê-la provida por sua família. Em todo o País, o BPC atende a aproximadamente 2,9 milhões de pessoas. Desse total, há cerca de 1,5 milhão de mulheres, entre idosas e as que têm algum tipo de deficiência.

Na área da segurança alimentar, iniciativas como a implantação de cisternas transformam a dura rotina das mulheres do Semiárido. Tecnologia popular para a captação de água da chuva, a cisterna representa solução de acesso a recursos hídricos para a população rural das regiões que sofrem com a seca. Em muitos casos, são as mulheres as responsáveis pelo abastecimento doméstico de água nos domicílios rurais, tendo que – às vezes – percorrer distâncias de vários quilômetros. As cisternas são construídas por meio da parceria do MDS com os governos municipais e estaduais.

O Ministério também fomenta a proteção social às mulheres vítimas de violência com uma importante estratégia: os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS). Entre os serviços oferecidos nos CREAS, há o atendimento e o acompanhamento voltados para mulheres vítimas de violência física, psicológica ou sexual. Elas são orientadas sobre os seus direitos e acompanhadas por equipe multiprofissional, incluindo assistentes sociais e psicólogos. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome repassa recursos mensais para a implementação e manutenção de serviços socioassistenciais desenvolvidos nesses centros. No total, são 1.054 unidades públicas (sendo 42 de abrangência regional) distribuídas em todo o Brasil e responsáveis pela oferta de atendimentos especializados de apoio, orientação e acompanhamento a indivíduos e famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos.

Rogéria de Paula / Aline Menezes

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
11/10/2017 - 08h00
Horário de verão 2017 começa neste domingo; moradores de 10 estados e DF devem adiantar relógio em 1 hora
14/09/2017 - 10h20
'Geladeira solidária' disponibiliza alimentos de graça em São Carlos, SP
04/08/2017 - 08h50
Luiz Melodia morre aos 66 anos, em decorrência de câncer de medula
24/04/2017 - 10h39
Corpo do cantor Jerry Adriani é velado no Rio
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.