zap
GOV EMPREGO 22-06
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 06/03/2009 - 07h35

Incra/MT começa projeto-piloto para captação de água pluvial




Por Assessoria de Comunicação Social MDA/Incra

 

Nesta semana, o Incra/MT iniciou um projeto-piloto de instalação de cisternas para captar e armazenar água da chuva. A experiência, idealizada pelo agrônomo Samir Curi, coordenador das ações do Programa Territórios da Cidadania em Mato Grosso, está sendo testada no parque Horto Florestal do município de Chapada dos Guimarães; em uma horta comunitária, também na Chapada dos Guimarães; na sede da Superintendência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Cuiabá; e no campus do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-MT), situado no bairro Bela Vista, também em Cuiabá.

Com o projeto, Samir Curi objetiva melhorar as condições de vida do agricultor que sofre com a escassez de água e, ainda, desenvolver um plano de educação ambiental, iniciado pelo uso racional da água com o aproveitamento das chuvas. As cisternas instaladas pelo agrônomo não são do tipo tradicional, que utiliza placas de concreto. Elas são feitas de vinil atóxico (material usado na fabricação de bolsas para armazenar sangue) e são montadas facilmente, como barracas de camping. Não há necessidade de  nenhum equipamento auxiliar e a montagem é feita em cerca de 40 minutos.

Com capacidade para 8 mil litros de água, as cisternas só precisam de um buraco de 2,6 metros de diâmetro e 1,5 metro de profundidade para a acomodação. A água chega à cisterna através de uma espécie de tubo, que geralmente é encaixado na calha do telhado.

Os quatro kits instalados esta semana foram doados pelo fabricante. Samir Curi explica que irá testar a eficiência do equipamento e o tipo de consumo a que ele pode servir. O monitoramento será realizado por alunos do Cefet, matriculados nos cursos de Tecnólogo em Gestão Ambiental, de Técnico em Meio Ambiente e Técnico em Química. Os estudantes irão avaliar se a água coletada das chuvas é potável, se serve para consumo humano ou se precisa receber algum tipo de tratamento.

“Nós estamos criando um projeto para que os alunos façam esse monitoramento. O material é o mesmo em todas as cisternas, o que melhora a amostragem”, explica Suzana Aparecida da Silva, diretora-geral do campus Bela Vista. Após as análises, será decidido o destino da água armazenada.

Outras áreas

Na horta comunitária e no Horto Florestal da Chapada dos Guimarães, o destino da água captada já está decidido: a irrigação. Na sede do Ibama, a água coletada servirá para matar a sede de animais silvestres que não podem consumir a água que chega pela rede de distribuição. Depois dessa fase de testes, o agrônomo do Incra/MT quer ampliar o projeto e levar cisternas às escolas rurais, estendendo o trabalho de conscientização ambiental para os assentamentos e comunidades do campo.

Além das cisternas, Samir Curi explica que há outras formas de aproveitamento da água, também de baixo custo, que podem ser aplicadas na área rural. “As cisternas são o começo. As pessoas querem ver resultados concretos e as cisternas dão resultados visíveis a curto prazo. A intenção é levar ao homem do campo técnicas de manejo da água e outros recursos naturais. Na verdade, é o começo de um grande trabalho de conscientização ambiental", afirma.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/06/2017 - 08h03
Queimadas no Pantanal são naturais mas consumiram 63 km² em 2016
05/06/2017 - 08h00
Onça-pintada é tema de exposição interativa no Pantanal
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
17/05/2017 - 09h41
Cientistas desenvolvem alimentos processados de pescado pantaneiro
16/05/2017 - 14h17
Sete famílias deixam suas casas com início da cheia no Pantanal de MS
 
Últimas notícias do site
23/06/2017 - 16h02
TVE em Maracaju: governador Reinaldo e prefeito Maurílio Azambuja reativam sinal neste sábado
23/06/2017 - 14h16
Projeto de Moka quer acabar com distorção na disputa por vaga a pessoa com deficiência
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
23/06/2017 - 12h41
PMA autua pecuarista em degradar nascentes e dois córregos e áreas protegidas de matas ciliares
23/06/2017 - 10h35
Deputado Dr. Paulo Siufi solicita recolhimento de livro infantil que aborda incesto
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.