zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 02/03/2009 - 07h35

Projeto Cartografia da Amazônia recebe R$ 5,9 milhões para ações no primeiro trimestre




Por Amanda Mota, da Agência Brasil

 

O projeto Cartografia da Amazônia recebeu do governo federal R$ 5,9 milhões para as atividades do primeiro trimestre deste ano. Os recursos foram repassados para a Aeronáutica, o Exército, a Marinha e o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), parceiros executores da ação. O valor servirá para custear as operações de mapeamento da região, comprar navios e outros equipamentos para atualizar a cartografia náutica das principais hidrovias da região, garantindo maior segurança à navegação.

Segundo o gerente do Centro Técnico e Operacional do Sipam  em Manaus (Censipam), Bruno Monteiro, a estimativa é de que, por ano, o projeto receba R$ 70 milhões para execução das atividades, até 2012. Em entrevista à Agência Brasil, Monteiro disse que as informações produzidas pelo projeto Cartografia da Amazônia poderão ser usadas para o planejamento e execução de obras de infra-estrutura na região Amazônica, no monitoramento e controle das fronteiras, na segurança náutica e ainda em estudos de ordenamento territorial.

“Cada parceiro dessa idéia [Aeronáutica, Exército, Marinha e CPRM] vai gerar produtos cartográficos desejados, a partir do investimento federal. Com isso, será possível planejar melhor as ações para a Amazônia, incluindo a instalação de rodovias e hidrelétricas, já que o projeto apresentará maior detalhamento dos mapas da região.”

Lançado em setembro do ano passado, o projeto pretende concluir a cartografia náutica, terrestre e geológica dessa localidade, que hoje apresenta quase 1,8 milhão de quilômetros quadrados sem qualquer informação cartográfica terrestre. A área total da região é de 5,2 milhões de quilômetros quadrados.
Os resultados dos projetos farão parte de um banco de dados que também deve auxiliar no monitoramento de segurança e defesa nacional, em especial nas áreas de fronteiras. Até então, as informações cartográficas existentes são do Projeto Radar na Amazônia (Radam), implantado na década de 70 para a pesquisa de recursos naturais.

O mapeamento terrestre começou no segundo semestre do ano passado por São Garbiel da Cachoeira, norte do Amazonas. Em cinco meses, de acordo com o Sipam, o Exército mapeou 158 mil quilômetros quadrados da floresta, o que equivale a todo o estado do Acre ou 27 vezes o tamanho do Distrito Federal. As chuvas características desse período na região atrasaram o cronograma inicial, prejudicando a captura das imagens e o deslocamento das equipes por terra. O projeto Cartografia da Amazônia vai custar aos cofres do governo brasileiro cerca de R$ 350 milhões, dos quais 68,5 milhões já foram liberados.

Para a realização da cartografia terrestre, serão contratadas 2.250 horas de vôo da Força Aérea Brasileira (FAB) e da iniciativa privada nacional. Também caberá a essas aeronaves fazer o sobrevôo de 445.248 quilômetros quadrados para a cartografia geológica. Uma equipe de 25 militares, orientada por GPS, trabalha diretamente na mata, transportando equipamentos que auxiliam nas operações, em coordenadas pré-determinadas, e coletando as informações. Onze pontos terrestres já foram mapeados, mas todo projeto inclui um percurso de 250 pontos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/07/2017 - 14h16
Julho já teve 167% pontos de calor a mais do que no mês passado em MS
19/07/2017 - 12h48
Parque das Nações ganhará bosque em homenagem aos 40 anos de MS
14/07/2017 - 14h08
Estado registra 108 focos de queimadas em apenas três dias, mostra Inpe
12/07/2017 - 11h54
Em dez dias, MS tem 250 focos de calor e é o 4º no ranking brasileiro
11/07/2017 - 11h30
PMA recolhe onça atropelada na BR 163 em Eldorado
 
Últimas notícias do site
19/07/2017 - 14h16
Julho já teve 167% pontos de calor a mais do que no mês passado em MS
19/07/2017 - 12h48
Parque das Nações ganhará bosque em homenagem aos 40 anos de MS
19/07/2017 - 11h25
Hortaliças congelam com a geada e preço dos produtos deve subir
19/07/2017 - 10h16
Colheita do milho safrinha segue a passos lentos e chega a 12% em MS
19/07/2017 - 08h58
Mato Grosso do Sul: Conab doa alimentos a famílias de indígenas
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.