especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Carnaval - 20/02/2009 - 16h35

Comcex e Fundtur se unem contra a exploração sexual infanto juvenil




Divulgação

Por Marcio Breda, do Notícias MS

 

O Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes (COMCEX) de Mato Grosso do Sul e a Fundação de Turismo se uniram neste carnaval para realizar em todo o Estado a campanha “Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é Crime. Denuncie! Procure o Conselho Tutelar de sua cidade ou disque 100”.

O objetivo é fazer com que a mobilização do carnaval seja usada para que a população denuncie casos de exploração. Para utilizar a aglomeração pública para o bem, o Comcex e a Fundação de Turismo realizam nos clubes, blocos carnavalescos e desfiles em todo o Estado a entrega de camisetas, cartazes, adesivos, bandanas, fitas de pulso, tatuagens temporárias, além de peças em inglês e espanhol para uso da Polícia Federal junto aos turistas estrangeiros.

A mobilização inaugural acontece na noite desta sexta-feira (20) em Campo Grande. Membros do Conselho e da Fundtur explicarão a importância da campanha e entregarão o material aos foliões que participam da concentração de carnaval da Escola de Samba Igrejinha, localizada na Avenida Ernesto Geisel.

A campanha também se estenderá durante todo o período de carnaval aos locais de folia do interior do Estado, com mobilização e entrega de materiais que incentivem as denúncias.

“A falta de opções de lazer dirigidas para as crianças e adolescentes no carnaval faz com que os jovens frequentem espaços considerados inadequados para sua faixa etária. Isso pode deixá-las vulneráveis. Não queremos associar o carnaval ao aumento da exploração sexual. Ela é uma festa popular que deve e pode reservar espaço para todos. Queremos utilizar a festa e a mobilização dos foliões para esclarecer sobre a campanha e os meios de denúncia”, esclareceu Estela Escandola, presidente do Comcex.

Uma novidade da campanha este ano é ressaltar que as denúncias podem ser feitas não somente pelo Disque 100, mas também por meio dos conselhos tutelares. Segundo a coordenadora geral do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), Elisabeth Bahia, essa é uma diretriz do governo federal para fortalecer as instituições locais que também recebem denúncias.

“O objetivo é mobilizar os foliões e contagiá-los com a mensagem da campanha. Para, assim, incentivá-los a denunciar até a simples suspeita de violência sexual contra crianças e adolescentes. Esse é um grande passo para o enfrentamento desse mal que aflige nosso país”, declara.

Disque 100

As denúncias feitas pelo Disque 100 são recebidas e encaminhadas de segunda-feira a domingo, inclusive feriados, das 8h às 22h. As notificações são enviadas para a rede de proteção e responsabilização do local onde a vítima se encontra. Cada caso é encaminhado para o órgão mais adequado à situação, como o Conselho Tutelar, delegacias de proteção, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal. Todos são repassados também para o Ministério Público, para acompanhamento dos resultados.  A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar.

O serviço é coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), em parceria com a Petrobras e o Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria). Em cinco anos (desde 2003), o canal já recebeu mais de 52 mil denúncias e 1,6 milhão de ligações atendidas.

Denuncie

As denúncias podem ser feitas pelo fone 0800 647 1323 (estadual) ou Disque 100 (nacional). A ligação é gratuita e não é preciso se identificar.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
12/02/2018 - 09h42
Corumbá: Cultura, religião e críticas à corrupção marcam desfile das escolas de samba
11/02/2018 - 13h23
Domingo é dia de Carnaval com entrada gratuita em MS
09/02/2018 - 15h13
Prefeitura de Corumbá aposta em tecnologia e leva conceito de cidade inteligente para o maior carnaval do Estado
02/02/2018 - 10h40
Pantal Folia: inscrições abertas para concurso de Rei Momo e Rainha do Carnaval de Aquidauana
25/01/2018 - 08h00
Carnaval de Corumbá: LIESCO estabelece premiação em dinheiro para as melhores escolas de samba
 
Últimas notícias do site
16/02/2018 - 06h53
AGENDONA: Fim de semana de enterro dos ossos, música, teatro, oficinas e mais
16/02/2018 - 06h13
Inmet prevê sol entre nuvens e chuva para sexta-feira em todo o MS
15/02/2018 - 16h16
A Falta de Educação
15/02/2018 - 16h10
Grupo busca voluntários para retirar toneladas de lixo do Rio Aquidauana
15/02/2018 - 06h10
Inmet aponta que mau tempo continua e MS terá dia com chuvas à tarde
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.