zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 18/02/2009 - 13h20

CRAS auxilia Ibama na soltura de animais em Miranda




Rachid Waqued

Por Gizele Cruz de Oliveira, do Notícias MS

 

Um técnico do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) seguiu com equipe do Ibama para o município de Miranda onde será feita a soltura de 45 animais vindos ontem (17) do Espírito Santo. Os pássaros e jabutis da fauna sul-mato-grossense foram capturados em diferentes ocasiões naquele estado e voltaram para casa depois da recuperação no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cereas) do Espírito Santo, mantido pelo Ibama.

Por solicitação do órgão federal, o Cras de Mato Grosso do Sul está dando apoio à soltura e monitoramento. O biólogo Élson Borges está acompanhando todo o processo de reintegração das espécies à natureza. Segundo o coordenador do Cras, Vinicius Andrade Lopes, os animais serão soltos na fazenda Cacimba de Pedra.

Os 20 jabutis ganham liberdade entre hoje e amanhã. Já as aves, precisam passar por uma aclimatação, em viveiros instalados na propriedade. São tucanos, araras e papagaios.

Além desse grupo, outra equipe do Cras foi para Miranda em mais uma missão de soltura de aves, na fazenda São Francisco. Vinicius explica que o procedimento normal de liberação é o de “soltura branda”, em que um recinto aberto com comida e água serve de refúgio para onde os pássaros podem voltar a qualquer momento durante um tempo até se acostumarem com o habitat natural. “Eles vão e voltam. Isso garante que eles sobrevivam e não passem fome”, diz o biólogo.

Reabilitação

Na sede do Cras, em Campo Grande, um novo recinto de treinamento de voo, concluído há cerca de um mês, já auxilia no preparo de reintegração de um grupo de papagaios. A estrutura vai melhorar ainda mais com a instalação de cinco viveiros móveis polivalentes, cedidos pelo Ibama, e que podem abrigar tanto pássaros como outros animais. “Estamos agora preparando a área para implantar esses viveiros. Conseguimos um espaço de 70m X 60m do Parque do Prosa, e agora é preciso fazer o cercamento”, conta o diretor do Cras.

De acordo com Vinicius Andrade, os índices de recuperação dos pássaros que são resgatados de criadores ilegais ou contrabandistas têm sido muito bons. Especialmente no segundo semestre de 2008, o centro de reabilitação teve que acomodar um grande volume de animais de uma só vez, devido a apreensões em grande número (foto). De mais de 780 papagaios, somente cerca de 50 acabaram morrendo. Muitos, reabilitados, já estão voltando à natureza.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
José Arnaldo, em 01/06/2009 - 08h59

Senhores, bom dia! Atitude louvável esta de reintegração dos animais ao meio ambiente; Parabéns á todos!! Perdi meu pai recentemente, que possuía um papagaio vindo de Goiás na década de 80 ainda filhote; O animal é saudável e possui aproximadamente 26 anos; vive em um puleiro "doméstico" a vida toda, tendo as penas de uma de suas asas cortadas para que não voasse. Gostaria de saber se existe a possibilidade de tentarmos a reintegração dele ao meio ambiente; ou ao menos um criadouro legalizado para o convívio com outros de sua espécie, que ele nunca mais esteve com algum. Moro no interior de Minas e quanto mais próximo = melhor = região centro-oeste de MG. Obrigado e = não desistam nuca!! Saudações

 
Últimas notícias do canal
28/07/2017 - 10h00
Mortalidade de araras-azuis em MS é tema de estudo de especialistas
28/07/2017 - 08h11
Incêndio consome 2 mil hectares de três fazendas na região sul de MS
25/07/2017 - 10h21
SOS Mata Atlântica monitora a qualidade da água dos rios de Mato Grosso do Sul com o auxílio de voluntários
20/07/2017 - 15h38
Um corredor ecológico que guarda sinais pré-históricos de 8 mil anos
19/07/2017 - 14h16
Julho já teve 167% pontos de calor a mais do que no mês passado em MS
 
Últimas notícias do site
28/07/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
28/07/2017 - 16h47
Chapéu Bandeirante
28/07/2017 - 16h15
Novas regras de rendimentos do FGTS são frutos de Projeto de Lei proposto pelo Deputado Marun
28/07/2017 - 16h02
Radialista Luiz de França morre aos 71 anos
28/07/2017 - 15h50
Sem chuvas há 47 dias, MS tem alerta para umidade abaixo de 20%
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.