zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 27/01/2009 - 08h25

Tragédias triviais




Por Luiz Leitão (*)

Quando eclodiu a recente guerra entre o Hamas e Israel, na Faixa de Gaza, as atenções se dividiam entre a transição de governo nos Estados Unidos e a crise econômica mundial.

Por algum tempo, essas questões foram abafadas pelas atrocidades do conflito, que acabou com mais de mil vidas. Mas não pelas tragédias silenciosas que ocupam, quando muito, pequenas notas de canto de página nos jornais.

É claro que, de certo ponto de vista, não faz muito sentido comparar os saldos de mortos de guerras ou de catástrofes naturais.

É difícil pôr em palavras esta impressão: mil mortos ou dez mil são igualmente tragédias; como falar em quantidade de dor ou de sofrimento? Ou na forma como as pessoas morrem? Não no tocante à crueldade, à duração da agonia, mas ao motivo em si. 

Todos os dias, só na África, morrem de malária duas mil crianças; uma doença perfeitamente tratável e possível de se evitar. São 730 mil por ano, mas o número não causa aflição nem atrai a atenção mundial. No entanto, se um avião com 200 pessoas cai,  a tragédia é anunciada com todo o alarde durante um bom tempo.

Então, nos acostumamos às tragédias. Se o conflito em Gaza se estendesse por vários anos, como a guerra no Iraque ou no Afeganistão, deixaria de ser manchete, e tanto faria se fossem duas mil, ou cem mil, as vítimas fatais. Afinal, existe algo mais trivial do que a explosão de carros-bomba no Iraque, no Paquistão ou no Afeganistão?

Bem, na verdade há, sim, aquelas duas mil crianças que morrem diariamente de malária e tantas outras que perecem pela mais banal das doenças: a fome. Segundo o último relatório da ONU, são cerca de 5,2 milhões de crianças que morrem de desnutrição e causas correlatas anualmente. Como se vê, a quantidade de vítimas de tragédias é relativa; pequena ou grande, só emociona se for novidade.

Até o presidente Lula, que não falava em outra coisa durante o seu primeiro mandato, esqueceu o assunto. A ONU anunciou que a quantidade de vítimas da fome no mundo chegou a estimados 963 milhões atualmente; um bilhão, em números redondos.

Como a crise financeira causou a redução da ajuda internacional, pode-se esperar o aumento deste número, que deveria se reduzir à metade até 2015.

Segundo a ONU, bastariam US$ 30 bilhões por ano para dobrar a produção de alimentos e eliminar a fome. Pouco, comparados aos gastos em armamentos, aos subsídios a agricultores dos países ricos, ao custo das guerras, ou aos trilhões sugados por bancos e indústrias no olho do furacão da crise econômica.

Poderíamos, talvez até impunemente, jogar toda a culpa nos governos, mas se nada muda é, principalmente, porque não protestamos com veemência suficiente. É isso que faz com que tragédias pareçam relativas, com que deem vez à seguinte e assim por diante. Até que uma delas nos toque, ou a um parente, um amigo.

 

(*) Luiz Leitão é articulista 

 luizmleitao@gmail.com

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br


Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
22/05/2017 - 16h06
“Pobre Diabo Louco e seu Discurso para Moscas” na Mostra Boca de Cena
22/05/2017 - 15h52
Defesa de Temer desiste de recurso no STF que pedia suspensão de inquérito
22/05/2017 - 15h44
Deputado Dr. Paulo Siufi reúne farmacêuticos para discutir Anteprojeto do Piso Salarial
22/05/2017 - 11h41
Plataformas online abrem inscrições gratuitas para simulado do Enem
22/05/2017 - 11h06
Campanha de vacinação contra gripe termina na sexta-feira
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.