especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eleições 2008 - 26/01/2009 - 14h35

Justiça Eleitoral remarca eleições em 21 municípios




Por Gilberto Costa, da Agência Brasil

Até o próximo dia 22 de março, eleitores brasileiros de pelo menos 21 cidades do interior do país terão de voltar às urnas para escolher os novos prefeitos. Nesses municípios, os candidatos eleitos (com mais de 50% dos votos válidos) em 5 de outubro do ano passado tiveram suas candidaturas impugnadas e os votos anulados.

Quando mais da metade dos votos são anulados, a Justiça Eleitoral deve convocar nova votação. No caso das cidades em que o primeiro colocado não teve mais de 50% dos votos válidos, o segundo colocado é empossado como prefeito. Nos municípios onde está marcado novo pleito, os presidentes das câmaras de vereadores assumem a prefeitura provisoriamente.

Em muitas cidades onde ocorre nova votação, os eleitos já estavam com a candidatura indeferida pelo juiz da comarca, mas, como tinham direito à recurso, mantiveram-se em campanha. Esse é o caso, por exemplo, de Pimenteiras (no nordeste do Piauí onde neste último domingo (25) houve nova eleição.

O candidato eleito em outubro, Francisco Antão Arraes de Carvalho (PMDB), teve sua vitória impugnada, porque o Tribunal de Contas do Estado não aprovou as contas referentes ao período em que ele foi secretário municipal de Saúde. No dia da eleição, a candidatura já estava indeferida, mas, como havia um recurso pendente, Francisco Antão pode disputar o  pleito.

A possibilidade de permanecer na disputa “decorre do direito que é assegurado pelo sistema jurídico brasileiro de se fazer uso de todos os recursos que são previstos”, diz o juiz José Aírton Medeiros, responsável pela eleição em Pimenteiras.

Ele explica que um candidato impugnado pode recorrer da decisão de uma comarca em várias instâncias: Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e até mesmo o Supremo Tribunal Federal (STF) se houver matéria constitucional.

Segundo José Aírton Medeiros, a prática “não é abusiva” porque a lei permite. “Deveríamos ter uma solução legislativa que atribuísse mais importância a nós juízes de 1º grau", opina.

Para Cláudio Weber Abramo, diretor-executivo da ONG Transparência Brasil, episódios como o dos 21 municípios onde ocorrerão novas eleições até o final de março refletem a “extraordinária lentidão” da Justiça brasileira.

Em sua avaliação, os eleitores desconhecem que há candidaturas impugnáveis. “A informação chega muito poluída pelas defesas e ataques [da campanha eleitoral]. Não há órgãos de comunicação [locais] independentes o necessário”, lamenta Abramo.

“A população não tem informação suficiente sobre os candidatos, sobre o desempenho dos políticos de um modo geral. Como esperar que o eleitor vote bem se não tem informação?”, pergunta o diretor executivo da ONG Transparência Brasil.

De acordo com a Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), um terço dos candidatos a prefeito que estava na “lista suja” conseguiu ser eleito ou ir disputar o segundo turno no ano passado (45 entre 125 políticos que disputavam a eleição).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
Maria do Carmo, em 07/02/2009 - 11h52

com tanta corrupção onde vamos parar? O prefeito da cidade de Curaçá na Bahia Precisa ser cassado, pois ele estqava impugnado e a justiça não deu a mínima importancia. Ele fas justiça com suas próprias maos.Um exemplo disso, é: Uma mulher acusada de roubo em um supermercado da cidada, em sua jestão anterior, foi altuada elevada presa, sendo solta pelo prefeito, sem contudo consultar o delegado de polícia. Outro exemplo, conhecido de todos, é uma obra realizada no interior do municipio sem autorização da camara dos veriadores. E, a ultima, é que o preito tem apenas um mes de mandato e já está vetando todos os projetos executados pelo prefeito anterior, como: tomar as casa que o prefeito fez pela caixa para os pobres, embargou todos as obras que a população curaçáense está realizando, alegando irregularidades quando na verdade quem está irregular é ele, pois o mesmo desapropriou os terrenos para loteamento, e o ex-prefeito concedeu o licenciamento para a construção, está buscando anular o concurso público ultimo. entre ouras causas. A população vive o caos! Precisamos alternativas urgentes para tanta opressão!!! Quero não servir de testemunho, pois sou professora, e posso sofrer opressão.

 
Últimas notícias do canal
05/03/2009 - 09h30
Presidente do TRE acompanha sorteio do horário eleitoral em corguinho (MS)
02/03/2009 - 07h22
Mulher de prefeito cassado é eleita em Patu, no Rio Grande do Norte
02/03/2009 - 07h15
Municípios maranhenses começam apuração para saber quem será novos prefeitos e vice
27/02/2009 - 07h50
Tropas federais vão garantir eleições em duas cidades maranhenses
24/02/2009 - 07h28
Eleição de Dalton é compromisso do PMDB, declara Moka
 
Últimas notícias do site
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
12/12/2017 - 12h51
Emoção, luzes e alegria marcam a noite de abertura da Vila do Natal em Aquidauana
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.