zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 21/01/2009 - 09h12

Ressarcimento à sociedade




Por Luiz Leitão (*)

É falsa a impressão de que a corrupção no Brasil é maior e mais disseminada do que nos países do outrora chamado primeiro mundo. Aliás, se pode dizer sem medo de errar que algumas empresas estrangeiras exportam corrupção para o nosso País quando pagam propinas ou participam de conchavos para ganhar suculentos contratos com o setor público, ou para poder superfaturá-los.

O renomado e até ontem insuspeito banco inglês Lloyds TSB assinou um acordo com a promotoria do Estado de Nova York no qual reconhece a prática de fraudes ao longo de doze anos, adulterando transferências bancárias oriundas de países proibidos de fazer negócios com instituições financeiras nos Estados Unidos, entre os quais Irã e Sudão.

O acordo incluiu uma enorme multa de US$ 350 milhões, dois anos de liberdade vigiada e a abertura dos livros contábeis para a CIA, o FBI e outras agências, que tentarão identificar a origem dos fundos.

O Departamento de Justiça dos EUA asseverou que a conduta do Lloyds teve por escopo “evadir” e “ajudar seus clientes a escapar de sanções econômicas” (New York Times 9/1). Segundo a promotoria, tratava-se de um “esquema sistêmico de amplo alcance, e o manual de treinamento dos funcionários incluía até um capítulo que ensinava a disfarçar as transações”. A investigação prossegue na direção de nove outros grandes bancos. No Brasil, bancos suíços andaram freqüentando o noticiário policial.

Na Índia, o presidente da Satyam Computer Services renunciou após revelar que a companhia praticou fraudes contábeis por vários anos sem que a auditoria da Price Waterhouse Coopers tivesse notado quaisquer indícios de irregularidades.

A conhecida empresa alemã Siemens admitiu o pagamento de propinas que somam US$ 1,36 bilhão naquela que foi, segundo o Departamento de Justiça dos EUA, a maior fraude já descoberta envolvendo uma firma estrangeira acusada, ainda, de práticas de suborno no Brasil e outros países. A empresa foi multada em US$ 800 milhões.

A suíça Alsthom teria, segundo promotores, uma lista com informações “sensíveis” de ligações com políticos, empresários e intermediários brasileiros.

O Banco Mundial estima a corrupção no mundo cerca de US$ 1 trilhão, não incluída a sonegação, que eleva a cifra a cerca de US$ 1,6 trilhão.

Mitigá-las exigirá, em primeiro lugar, que se acabe com a praga dos paraísos fiscais, onde se oculta essa dinheirama. Em segundo, a instituição de uma legislação realista e prática, no Brasil, que possibilite a imposição de multas pecuniárias proporcionais à capacidade financeira dos envolvidos e à magnitude dos delitos mediante a realização de acordos com a promotoria.

Os danos infligidos à sociedade devem ser ressarcidos tão proporcionalmente quanto possível. Acordos com multas pesadas como aqueles fechados nos EUA são mais eficazes e a sua arrecadação recompõe, e até mesmo supera, os prejuízos impostos à sociedade.

(*) Luiz Leitão é articulista

luizmleitao@gmail.com

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/10/2017 - 13h44
Joaquim Francisco de Assis Brasil
09/10/2017 - 13h43
Assis Brasil, Acre
09/10/2017 - 13h34
O Assassinato de Chico Mendes
09/10/2017 - 13h31
Epopeia Acreana - Parte VII
09/10/2017 - 13h29
Epopeia Acreana - Parte VI
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.