zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Correio de Corumbá - 07/01/2009 - 08h15

Coisas que Acontecem




Por Farid Yunes

Memórias

            Estava tudo certo. O primeiro candidato a prefeito de Corumbá, via eleição direta, após o município deixar de ser considerado Área de Segurança Nacional, seria Hugo Costa(1986-1988), o que realmente ocorreu. O segundo seria Fadah Gattass, como foi de 1989 a 1992 e, posteriormente, seria a vez do Dr. Luiz Alberto Pinto de Figueiredo, no pleito de 1992, que acabou recusando disputar a prefeitura. Todos pelo partido mais poderoso do país nos anos 80 e 90, que era o PMDB.

            Fadah Gattass sofria oposição cerrada comandada pelo então deputado Armando Anache na Assembléia Legislativa e Armandinho Anache na Rádio Clube de Corumbá, aliás, diga-se de passagem, o melhor radialista que passou por esta fronteira. Essa emissora dominava amplamente a audiência. A oposição era diuturna.

            Após a desistência de Luiz Alberto, passou-se a pensar no vice do Dr. Fadah, o também médico Dr. Pedro Paulo de Barros Lima. O Diretório Estadual do PMDB, comandado pelo corumbaense Abdalla Jallad, vetou Pedro Paulo, pois nas eleições legislativas Jallad pensou em sair somente ele como candidato a deputado federal por nossa região, porém, o partido através do diretório municipal forçou a candidatura do Dr. Fadah, que acabou sendo candidato.

            Descartado o nome do Dr. Pedro Paulo, pensou-se imediatamente na hipótese de se lançar Álvaro Martinez, cunhado do vice-presidente da República Aureliano Chaves, que foi secretário de Fadah e era sogro do Dr. Pedrinho, mas que acabou recusando o convite.

            Posteriormente cogitou-se o nome de Alberto Medeiros Guimarães para prefeito, filho do ex-prefeito Dr. Breno de Medeiros Guimarães, já falecido. Na época ainda estava no seu primeiro mandato de vereador. Também desistiu. Pensava-se em Rafael Candia, ex-presidente da Associação Comercial, que por um motivo ou outro também não vingou.

            Certa vez em uma reunião na casa do vice-prefeito Pedro Paulo de Barros Lima, vários partidos se uniram e alguns nomes foram sugeridos para a sucessão do Dr. Fadah Gattass: Ruy Valdo Albaneze, Alfredo Zamlutti Júnior e Ricardo Candia, sendo que este, Fadah em princípio recusou devido seu nome estar ligado a comentários sobre o mutirão de casas populares. Contudo, depois Fadah acabou aceitando a indicação do Ricardo e de imediato arregaçou as mangas e saiu em campo.

            Fomos buscar o apoio de Reinaldo Silva que em princípio também relutava, mas posteriormente entrou na luta.

            Ricardo enfrentou adversários fortes como o comunicador Armandinho Anache que chegou a registrar 64% nas pesquisas eleitorais em 1992; o médico Eder Brambilla; a presidente da Câmara Municipal professora Terezinha Baruki com o forte apoio do então deputado federal Elisio Curvo e o empresário de turismo J. Carneiro.

            Ricardo Candia muito jovem, 28 anos, na minha opinião cometeu dois graves pecados já como prefeito: adquiriu uma concessionária de veículos que serviu de âncora para a oposição. Num arroubo determinou que quando ônibus urbano não tivesse troco, passageiro viajaria de graça.

            Um outro pecado foi o de colocar nas escolas da rede municipal de ensino, fotos suas que projetava sua juventude e aparência pessoal.

            Ricardo também cometeu outro grande pecado não reconhecendo a importância de Fadah e do empresário Reinaldo Silva(Kaskol e LEC) para a sua eleição, não retribuindo a eles uma visita sequer.

            O secretário de Finanças de Candia era o atual prefeito Ruiter Cunha que depois que deixou o cargo em junho de 1996, os salários do funcionalismo começaram a atrasar, gerando enorme insatisfação, com Ricardo transferindo a prefeitura ao seu sucessor Eder Brambilla, deixando-lhe de “herança” uma folha de pagamento com quatro meses de atraso.

A bonança de Sampaio e a amargura de Ladário

            Foram oito anos que devem ser esquecidos pelo povo ladarense. Nesses oito anos a prefeitura de Ladário deve ter arrecadado em termos de valores corrigidos, aproximadamente cento e oitenta milhões de reais. E o que tem de obras? Praticamente uma escola e mais o quê mesmo?

            Agora, Sampaio quando assumiu em 2001, chegou à prefeitura com uma Pampa refugada, que de sobreaviso rotineiro, já tinha em sua carroceria um vasilhame apropriado para as seguidas faltas de gasolina.

            No andar da carruagem Sampaio construiu uma mansão na rua principal de Ladário, uma outra casa reformou, adquiriu veículos de ponta, por último um jeep Troller.

            Tem uma fazenda, que segundo alguns tem um mil e seiscentas cabeças de boi. Nova Brasília é o nome da propriedade rural de Sampaio. Por isso é que muitas vezes alguém ia até a prefeitura de Ladário atrás dele e assessores avisavam que o prefeito foi pra Brasília, no caso a fazenda e não a Capital Federal.

            Em princípio essa fazenda estaria em nome de um tal de Marcelo. Como fiel depositário e segundo consta tem vários pagamentos em seu nome na prefeitura.

            Também uma clínica que funcionava em Corumbá estaria em nome do Sampaio Junior, que posteriormente seria transferida para outro nome.

            A obra do Porto de Ladário, até hoje não foi concluída e o seu projeto original fora alterado.

            Isso é um pouco do acontecido em Ladário nos últimos anos, porque de desenvolvimento, obras e progresso a Pérola do Pantanal não experimentou nada, a não ser o “mestre” Sampaio com o notável progresso pessoal.

SINCOR

            Existe uma tabela praticada pelo SINCOR, o sindicato dos servidores da Prefeitura Municipal de Corumbá, para pagamentos de contas de luz, água, telefone dos filiados que vai de cinco a cinquenta reais. Isso caracteriza agiotagem.

            Jorge Vilalba quer alterar o estatuto do Sindicato, a fim de poder ser reeleito para vários mandatos. Extra-oficialmente seria ditadura ou mandato vitalício.

            Além disso, Vilalva já foi assessor de vereador e hoje de uma forma ou de outra estaria mantendo laços de amizades.

Canarinho

            Novamente insuportáveis às reclamações contra a empresa de transporte coletivo Canarinho.

            Idosos reclamam que não estariam fornecendo a carteirinha para quem ganha mais de oitocentos reais.

            Além disso, os atrasos tem sido constantes, e a velocidade de alguns veículos para justamente tentar tirar o atraso, chega a ultrapassar o limite permitido por lei, além da falta de bom senso.

            É que desembargador não anda de ônibus.

Carnaval

            Com as dificuldades econômicas no mundo inteiro, Corumbá também pode amargar uma queda na arrecadação, ainda mais com os problemas que afetam mineradoras; a reforma tributária e a reclassificação do ICMS. Com tudo isso, os eventos turísticos não terão mais recursos da prefeitura.

            O prefeito Ruiter Cunha esteve em Brasília com o secretário Municipal de Turismo Carlos Porto e tudo indica ter conseguido recursos para o Carnaval de 2009, no montante de R$ 300 mil. Agora chegou a hora dos empresários de turismo fazerem a sua parte, já que serão os maiores beneficiados. Essa participação é esperada há décadas. Em 2008 a prefeitura desembolsou hum milhão de reais com o Carnaval.

Secretariado

            Segundo o prefeito Ruiter Cunha, as mudanças em seu Secretariado, além de nomes deverá ser filosófica. Isto quer dizer que terão que ser muito mais técnicos do que políticos.

            Um outro fator será o de abrir espaços para os partidos que estiveram com o Partido dos Trabalhadores na reeleição, mas alguns deverão ficar sem espaços, enquanto outros serão remanejados.

            Em nossa opinião alguns secretários de ponta precisam de mais mobilidade, o que não está havendo.

            No dia 05 de janeiro o prefeito corumbaense exonerou os secretários, assessores e demais ocupantes de cargos comissionados, devendo anunciar os nomes dos que serão renomeados e dos novos componentes, a qualquer momento.

Melancolia

            De fato, o comentário geral é de que esta Câmara de Vereadores que deu adeus no dia 31 de dezembro, foi a pior de todos os tempos da história político-administrativa de Corumbá.

            Foram gastos, com recursos públicos, nesses quatro anos, quase quarenta milhões de reais corrigidos, que dariam para construir quatrocentas quadras de asfalto, quinhentas casas populares, postos de saúde, escolas.

            O pior de tudo é que se procurarmos algum trabalho que tenha beneficiado a população, não encontraremos nada. Além disso, dois meses antes do final do ano, tiveram que demitir cento e dez assessores para render mais.

Ladário

            O prefeito ladarense José Antonio Assad tem que fazer um levantamento profundo, se possível até uma auditoria nos cofres e arrecadação da prefeitura de Ladário. A população criou uma grande expectativa em relação à nova administração e de acordo como encontrou as finanças, as mudanças poderão demorar um pouco mais. Ainda mais partindo do princípio que Sampaio quase nunca teve as contas aprovadas pelo Tribunal de Contas.

            Sampaio teria arrecadado devidamente corrigido, cento e oitenta milhões de reais em oito anos e o que fez? Já foi dito que perguntar não ofende.

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
internauta, em 30/11/2010 - 15h56

Esse prefeito de Ladario tem que fazer coisa bem feitas na cidade tou falando da porcaria de asfalto que fez no bairro SEAC uma rua de asfalto sera que e dificil ele asfaltar bairro por bairro como o Ruiter ta fazendo em Corumba sera que so alguns moradores tem privilegio de asfalto em frente sua casa ? O Seac nao e luxo asfalto e necessidade agora que vai começar as chuvas e dificil sair de casa naquele brejo que e o bairro, vc prefeito fizer coisa bem feita ta garantindo sua cadeira na prefeitura na proxima eleiçao, pq o maior numero de eleitores de Ladario ta no Seac.Toma vergonha e termina esse asfalto tao esperado pela populaçao.

 
Últimas notícias do canal
06/08/2012 - 10h37
Exposição na TV Brasil Pantanal homenageia principais colônias de Campo Grande
22/10/2009 - 14h29
Projeto "Conexão Rua em Dança" visita Nova Andradina
21/09/2009 - 14h00
Marco recebe a visita de estudantes para a 3ª Primavera de Museus
17/06/2009 - 08h15
Nosso destaque especial
17/06/2009 - 08h09
Corumbá de boas lembranças
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.