zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 07/01/2009 - 06h40

Passando a Limpo




Por Eunice Ajala Rocha (*)

Li, nesse conceituado jornal, datado de 4 de outubro de 2008 ,página 05, em “Variedades”, e assinado pelo ilustre jornalista ,o título “Divisão do Estado” e esse assunto,

Há 31 anos, o campo-grandense conseguiu o que almejava. Lutou, lutou, até conseguir. Com a divisão de Mato Grosso surgiram várias perguntas, como por exemplo: “Quem fica com Corumbá?” Pois bem, Corumbá era a fatia substanciosa e rica, cidade invejada. Depois veio a escolha do nome para o novo Estado. Pantanal? Isto porque era necessário um referencial bastante expressivo para justificar o novo espaço e nada melhor do que Pantanal. Entretanto, surgiram afirmações diversas, aqui e acolá. “Que Cuiabá não teria como sobreviver”, “Que a nova Capital necessitaria de bastante apoio governamental para se desenvolver e atrairpessoas”. Ao lado dessas especulações, pouca gente se dava conta do que foi dito por uma autoridade conhecedora da região e entendida no assunto. “Que dividir um Estado é um procedimento traumático, mas se tivesse que ser feito que se dividisse em 3 (três) por causa da disparidade da área geográfica nãosomente na localização mas quanto aos aspectos sociais, materiais, psicológicos e animológicos de sua gente” . Passaram-se 31 anos da divisão em dois mundos diferentes. Cuiabá desenvolveu-se, Campo Grande é hoje uma grande metrópole. E Corumbá? Viveu apenas de promessas e dos sobejos em quase todos esses anos, já que tudo lhe foi tirado.

Parabéns, senhor redator, pela lembrança, pelo incentivo no sentido de “não deixar morrer essa aspiração” que deverá ser transformada em um movimento ágil, seguro e forte.

Em tempo: Li, também no “Correio de Corumbá”, edição de 29 de novembro 2008 a 5 de dezembro 2008, a lembrança que esse jornalista (Adolfo Rondon) fez sobre o projeto do deputado federal Fernando Gabeira propondo a criação do futuro .

Também “O sonho não morreu” lembra o velho sonho de , na edição de 22 a 28 de dezembro de 2008.

*

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
18/04/2017 - 15h00
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte IV
18/04/2017 - 14h55
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte III
18/04/2017 - 14h50
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte II
 
Últimas notícias do site
27/04/2017 - 15h06
Rádio Independente de Aquidauana recebe "Moção de Congratulação" do deputado estadual Paulo Siufi por processo de migração para FM
27/04/2017 - 15h03
Em MS, 27% dos contribuintes ainda não entregaram declaração do IR 2017
27/04/2017 - 07h10
Chuva em municípios de MS passou dos 50 mm e derrubou temperaturas
27/04/2017 - 06h31
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
27/04/2017 - 06h24
No primeiro frio do ano, quinta-feira amanhece com mínima de 9°C em MS
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.