zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 18/08/2008 - 10h35

Presídios do Estado trabalham com produto para exportação




Por Karina Lima/Notícias MS

         O trabalho com manipulação de crina de animais é realizado em quatro presídios do Estado. Atualmente, eles preparam juntos uma média mensal de 4,4 toneladas do produto, que chega a ser exportado até para países da Europa.

          A iniciativa é uma parceria da Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen) com uma empresa privada que atua no setor, e garante aos internos envolvidos uma renda de R$ 1,40 por quilo de material produzido, além de desconto na pena na proporção de três dias trabalhados por um remido.

          Semanalmente, são descarregadas nos presídios envolvidos crinas soltas para beneficiamento. Os internos as separam utilizando-se de pentes de separação, dividindo-as em mechas para amarrar, e tendo como produto final rolos de crina, os quais são retirados pela empresa e levados para serem utilizados na confecção de pincéis, vassouras e similares.

          O presídio de Amambai foi o primeiro a trabalhar com a manipulação de crinas, com início em 4 de dezembro de 2004. Segundo o diretor do estabelecimento penal, Alexandre Ferreira de Souza, a realização do trabalho começou em uma pequena sala de improviso para treinar seis internos. “Esses foram repassando o que haviam aprendido aos demais”, conta. Atualmente, são 33 internos atuando no setor, que foi totalmente reestruturado graças à parceria existente e o apoio do Conselho da Comunidade.

          Já no presídio de Naviraí, o trabalho é realizado desde maio do ano passado e emprega 18 internos. De acordo com a direção do estabelecimento penal, a produção gira em torno de 1,8 mil quilos por mês. Em Bataguassu, 18 reeducandos participam da iniciativa.

          A manipulação de crinas também é realizada por 13 internas do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas. Para a diretora do presídio, Marcela Dias Maio, o trabalho desenvolvido é de grande valia, pois proporciona retorno financeiro para as internas, o que permite que adquiram bens de consumo não fornecidos pelo presídio e ainda lhes permite ajudar os filhos e familiares. “Além do mais, evita o ócio, funcionando como uma excelente terapia ocupacional, melhorando consideravelmente toda a rotina da unidade”, completa. 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
14/07/2017 - 11h20
Bacia do Rio Paraná em MS também tem o seu "Pantanal"
04/07/2017 - 10h35
Mato Grosso lidera ranking de queimadas
20/06/2017 - 08h03
Queimadas no Pantanal são naturais mas consumiram 63 km² em 2016
05/06/2017 - 08h00
Onça-pintada é tema de exposição interativa no Pantanal
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
 
Últimas notícias do site
27/07/2017 - 12h14
PMA recolhe filhote de Jaguatirica apreendido com indígena
27/07/2017 - 08h28
PMA prende e autua assentado por exploração e furto de madeira de lei
27/07/2017 - 07h16
Rádios do MT e MS assinam contrato para funcionar em FM
27/07/2017 - 07h00
Em Campo Grande, ministro autoriza migração de 36 emissoras AM para FM
27/07/2017 - 06h15
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.