CARNAVAL CORUMBÁ 2018 II
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 02/01/2018 - 07h05

Ano novo começa com aflição para quem perdeu o pet durante foguetório

Estouro de fogos de artifício cria momento tenso para quem tem animais de estimação; relatos sobre fuga de cães e gatos aumentam após o Natal




Por Humberto Marques do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 Aires busca Mina, que desapareceu assustada em meio a queima de fogos no Réveillon. (Imagens: Reprodução/Facebook)

Aires busca Mina, que desapareceu assustada em meio a queima de fogos no Réveillon. (Imagens: Reprodução/Facebook)

Se para muita gente as queimas de fogos são um jeito de embelezar a chegada do Ano Novo, para dezenas de pessoas esse jeito de saudar 2018 trouxe o sofrimento da perda de seus animais de estimação. Uma breve visita em grupos de rede sociais em Campo Grande permite aos internautas lerem relatos sobre cães e gatos que, assustados em meio à barulheira da última noite, escaparam. E é no próprio ambiente virtual que donos desesperados ou pessoas que abrigaram animais se empenham em devolvê-los aos lares de origem.

O autônimo Aires Queiroz, 51, é um exemplo. Na tarde desta segunda-feira, seu foco era conseguir localizar Mina, que desapareceu por volta das 23h de sua casa na rua Vítor Meirelles na região do Santo Eugênio –próximo à avenida Guaicurus. “Na hora que começou a queima de fogos ela estava dentro de casa. Não teve sossego um minuto sequer nessa noite”, disse ele.

“Acho que ela conseguiu escalar a grade, não teria outro jeito de ela fugir”, teoriza Aires, alertando que Mina, de cerca de um ano de vida, teve a primeira cria há poucos dias. O dono espalhou em grupos na internet os telefones (67) 99197-1855 e (67) 99866-4585 na esperança de que alguém tenha abrigado a cadela e possa a devolver.

Assim como Aires, várias outras pessoas relatam terem perdido cães e gatos no Réveillon –aumentando a lista de desaparecimentos de animais de estimação nos períodos entre o Natal e o 1ºde janeiro, coincidentemente quando o uso de fogos de artifício é maior.

Medo – “Eles têm muito medo [dos fogos de artifício], até escalam portões no desespero. Fora que alguns até passam mal por causa do barulho”, afirmou Mirian Murakani, que atua há anos no resgate e tratamento de animais em Campo Grande.

A própria Mirian afirma que, graças ao foguetório, alterou sua rotina nos finais de ano, dando prioridade ao conforto dos pets. “A minha mesmo achei que ia morrer”, afirmou, relatando o pânico de seu animal de estimação.

Na última virada, Mirian afirma que o número de desaparecimentos dos quais lhe informaram foi menor que na comparação com o fim de ano anterior. No entanto, casos de fuga já se fazem presente nos cinco grupos de animais perdidos que ela monitora –entre eles o Cão Perdido – Campo Grande, MSAnimais Achados e Perdidos, Adoção, Doação e Informações, e o Adoção/Doação Responsável de Animais – Campo Grande Ms.

Drico teve seu final feliz: depois de fugir na madrugada, foi resgatado e devolvido ao dono. Drico teve seu final feliz: depois de fugir na madrugada, foi resgatado e devolvido ao dono.

Participação – A recomendação da ativista é que pessoas que perderam ou localizaram algum animal se valham da internet, principalmente das redes sociais, para realizar a divulgação. Fotos do pet e um contato são facilitadores para garantir que os mesmos possam voltar para casa com segurança.

Foi essa atitude que ajudou o professor de dança Leonardo Cunha, 22, a localizar o seu Drico nesta manhã. “Publiquei em páginas de ONGs, achados e perdidos e até na OLX. Não deu 15 minutos e me ligaram dizendo que ele foi localizado”, contou o morador da Vila Planalto, também relatando o sofrimento do cãozinho com os fogos.

“Ele ficou com muito medo. Por volta das 3h colocamos ele na frente da casa e ele fugiu por baixo do portão. Encontraram o Drico na parte de cima do bairro, chorando na chuva. A resgatante colocou ele dentro de casa, dormiu no quarto da filha dela”, contou Leonardo, recomendando o auxílio on-line nesses momentos. “Ajuda muito, acho que hoje é o melhor meio de busca de animais perdidos”.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/01/2018 - 10h32
Em feira de adoção, 61 cães e 37 gastos ganham família e novo lar
22/01/2018 - 09h35
Esta receita de arroz carreteiro é cremosa e vai fazer sucesso no seu churrasco
22/01/2018 - 07h43
Confira as manchetes dos principais jornais do país nesta segunda-feira
17/01/2018 - 07h49
Reinaldo participa da Showtec e Rose visita cidade atingida por chuva
16/01/2018 - 07h38
Confira as manchetes desta terça-feira dos principais jornais do país
 
Últimas notícias do site
22/01/2018 - 13h13
PMA multa fazendeiro em R$ 16,8 mil por desmatamentos durante a operação Cervo-do-Pantanal
22/01/2018 - 10h32
Em feira de adoção, 61 cães e 37 gastos ganham família e novo lar
22/01/2018 - 10h12
Corumbá já tem Corte de Momo para comandar Carnaval 2018
22/01/2018 - 09h35
Esta receita de arroz carreteiro é cremosa e vai fazer sucesso no seu churrasco
22/01/2018 - 09h01
Luto: Faleceu em Corumbá o advogado Adelmo Salvino de Lima
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.