especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 24/11/2017 - 08h03

Fiéis, Thor e Trovão viram xodós ao levar e buscar irmãos todo dia na escola

Faça chuva ou faça sol, os dois são os acompanhantes das crianças e agora personagem do bairro




Por Thailla Torres do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Todos os dias a dupla acompanha seus donos, Ana, Pietro e Enzo, na entrada e saída da escola. (Foto: Paulo Francis)Todos os dias a dupla acompanha seus donos, Ana, Pietro e Enzo, na entrada e saída da escola. (Foto: Paulo Francis)

Com a fidelidade característica dos cães, Thor e Trovão ganharam fama merecida no bairro Santa Carmélia. Todos os dias a dupla acompanha Ana, Pietro e Enzo, na entrada e saída da escola. Eles são tão queridos por lá, que ninguém mais ousa espantar os animais que passeiam até pelo supermercado enquanto os meninos estão em aula. 

Os cachorros vivem com a família há 3 anos e a companhia até a escola começou porque eles odeiam ficar sozinhos no quintal. "Nada segura eles, pulavam muro e a cerca na maior facilidade. E sempre que a gente saía para escola, começavam a nos seguir", relembra Ana Luiza Bezerra Menezes, de 11 anos.

Por isso, a mãe Mariely Bezerra da Silva, de 31 anos, aceitou que os bichinhos acompanhassem os filhos até a aula. "No começo era engraçado e achei que era estripulia de cachorro. Mas comecei a perceber que eles acompanhavam e, na maioria das vezes, ficavam quietinhos na porta da escola. Ou então passeavam e na hora da saída estavam lá de novo", conta a mãe.

 
Os cães vivem com a família há 3 anos. (Foto: Paulo Francis)Os cães vivem com a família há 3 anos. (Foto: Paulo Francis)
 
Enquanto as crianças estudam, os cães perambulam pelo bairro. (Foto: Paulo Francis)Enquanto as crianças estudam, os cães perambulam pelo bairro. (Foto: Paulo Francis)

Como dois cachorros de rua, Thor e Trovão ganharam a independência, mas sem perder o cuidado da vizinhança. "Apesar de ficarem na rua, todo mundo sabe que ele é nosso. Eles não entram na escola, mas ficam bem na entrada, as vezes alguém coloca água ou brinca de pertinho", conta Mariely.

A mãe trabalha o dia todo como gerente de cafeteria em um supermercado da cidade, para sustentar cinco filhos. Entre eles, os gêmeos Pietro e Enzo, de 8 anos, que estudam período integral e contam a companhia dos cães de manhã e à tarde. "Moramos alguns metros da escola, então eles vão andando com os meninos até lá. Depois ficam perambulando, as vezes voltam pra casa, mas na hora do almoço eles estão na escola acompanhando a minha filha mais velha que estuda no período da tarde. Fim do dia todo mundo vem embora junto", detalha Mariely.

Na companhia de outras crianças, a farra é certa. Thor e Trovão são xodós de quem passa na escola, mas só saem dali quando percebem a presença da verdadeira família. "Eles ficam procurando a gente sem parar na hora da saída, mas a gente já sabe e vem direto neles", diz a menina.

Quando está chovendo, Mariely tenta prender os dois para que eles não se molhem, mas os cachorros acabam fugindo. "Quando a gente vê, eles já estão lá na escola. Isso até que me dá um alívio".

No coração das crianças, o único medo é não ver os bichinhos na hora da saída. "A gente tem medo dele ser atropelado ou de alguém levar", diz Ana. Por isso, os cães recebem cuidados especiais para que nenhum resolva ir embora. "A gente dá comida, vacina e até disputa quem vai dar banho lá em casa", afirma Ana.

Na escola, os dois são queridos por todos e para a acadêmica de Pedagogia Valéria Silva, tamanha lealdade é resposta que os vira-latas dão ao amor que recebem. "Acho que não tem outra explicação, né? Todo dia a gente acompanha essa cena e posso afirmar que é verdade. É a coisa mais linda. No fundo, eles já estão acostumados com a rua e sabem o caminho de casa, mas a presença das crianças é sinal de amor", reitera.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
12/12/2017 - 06h18
Recupere a magia do natal decorando sua casa com criatividade e sem gastar muito
04/12/2017 - 06h36
Depois do Bolo Vulcão, sabor com muita cobertura agora é Bolo Piscina
04/12/2017 - 06h33
Confira as ocorrências dos Bombeiros do fim de semana
30/11/2017 - 06h07
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 
Últimas notícias do site
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.