especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Polícia - 28/10/2017 - 15h50

Para Reinaldo Azambuja, País não vencerá a guerra contra o tráfico abandonando a fronteira






Reinaldo Azambuja durante entrevista no Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança Nacional, em Rio Branco



Segurança na fronteira: Reinaldo Azambuja atento aos debates entre os governadores, gestores do governo federal e Judiciário



Encontro: governadores apoiam criação de um fundo para financiar a força-tarefa na fronteira
Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul / Redação Pantanal News

Campo Grande (MS) – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, sustentou a criação de um sistema único de segurança para resguardar os mais de 23 mil km de fronteira – MS tem limites internacionais com a Bolívia e o Paraguai por 1.517 km, dos quais 549 km de fronteira seca -, durante as discussões no Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras, realizado nesta sexta-feira (28.10), em Rio Branco, Acre.

Ao apoiar a decisão unânime dos governadores pela criação de um Fundo Nacional de Segurança Pública para financiar uma força-tarefa nas fronteiras, Reinaldo Azambuja reafirmou sua preocupação com o aumento do crime organizado nas cidades situadas nas linhas internacionais. A não presença das forças nacionais para reprimir o tráfico de drogas e armas e o contrabando, segundo ele, os estados não vencerão essa guerra.

Integração e inteligência

“Em quase três anos, investimos mais que os outros governos em segurança pública, reaparelhando e modernizando nossas polícias e colocando mais policiais nas ruas. Contudo, sem a União assumindo seu papel constitucional na fronteira e uma integração com os estados e municípios, será difícil bloquear a entrada de ilícitos no Rio de Janeiro e outros grandes centros”, disse o governador. “Precisamos trabalhar integrados e com inteligência”, ponderou.

 

Para Reinaldo Azambuja, a criação do fundo é fundamental como instrumento de financiamento das estruturas de segurança pública, porém voltou a cobrar a presença da União no comando de uma ação integrada para combater as facções. “Só avançaremos com a formação de um núcleo central, de competência do governo federal. Enquanto a União empurrar essa responsabilidade aos estados, não conseguimos brindar a fronteira”, cobrou.

Realidade dramática

O encontro na capital acreana foi iniciado às 11h (horário MS), sem a presença do presidente da República, Michel Temer, que cancelou a viagem por problemas de saúde. Governadores de 20 estados e autoridades de todo o país se unem em uma só voz para buscar soluções no combate ao narcotráfico e pela defesa da segurança nacional. Assim como Reinaldo Azambuja, os demais governadores cobraram com veemência uma posição da União quanto ao controle das fronteiras.

“Acho que este encontro seja talvez a última oportunidade para que tenhamos, a partir de então, uma nova postura de segurança pública. Não estamos aqui para eleger culpados, nem corrigir o passado”, declarou Robinson Faria, governador do Rio Grande do Norte. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, reconheceu que a questão do tráfico de drogas, que coloca o Brasil como segundo maior consumidor, “é dramática e precisa ser enfrentada”.

Sílvio Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom) -, com informações da Agência de Notícias do Acre

Fotos: Divulgação

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
15/01/2018 - 13h25
Com uso de drone, PMA autua em R$ 43 mil fazendeiro por desmatamento
13/01/2018 - 08h15
Fazendeiro é multado em R$ 10,5 mil por desmatamento ilegal
12/01/2018 - 15h07
Fazendeiro é autuado em R$ 20 mil por erosões, degradação e assoreamento de córrego
12/01/2018 - 08h00
Dupla de pescadores é presa com 255 kg de peixe capturados durante piracema
11/01/2018 - 08h10
PRF apreende carga de madeira ilegal e PMA multa empresa em R$ 6 mil
 
Últimas notícias do site
16/01/2018 - 15h43
Secretaria disponibiliza 80 mil doses de vacina contra febre amarela em MS
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
16/01/2018 - 08h34
Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.