especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 13/10/2017 - 09h41

Reajustes da Petrobras deixaram gás de cozinha 50% mais caro este ano




Por Ricardo Campos Jr. do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Empresários não repassaram integralmente os aumentos para não perder os clientes 

Gás de cozinha vendido em uma empresa em Campo Grande (Foto: André Bittar)

Gás de cozinha vendido em uma empresa em Campo Grande (Foto: André Bittar)

Os reajustes aplicados pela Petrobras no gás de cozinha em 2017 acumulam alta de 50,9% no valor cobrado para as distribuidoras. O aumento mais recente foi anunciado nesta semana pela estatal (12,9%), que começou a valer na quarta-feira (11) e pode fazer o preço do botijão chegar a R$ 81 em Campo Grande.

A companhia já mexeu no preço do combustível sete vezes durante o ano. A primeira delas em março, de 9,8%. Nessa época, o produto em Mato Grosso do Sul custava em média R$ 62, embora em alguns municípios pudesse ser achado mais barato, por R$ 45.

No dia 7 de junho a Petrobras resolveu aumentar ainda mais o valor do gás de cozinha, em 6,7%. No dia 4 de julho fez o contrário e descontou R$ 4,5% no valor cobrado para as distribuidoras.

Em agosto a estatal voltou a elevar o preço do produto, em 6,9%. Já o mês de setembro foi marcado por dois aumentos, um de 12,2% que passou a valer no dia 6 e outro de 6,9% que entrou em vigor no dia 26.

Na prática, nem sempre as correções da Petrobras incidem totalmente no valor que os consumidores pagam. As revendedoras compram o gás mais caro das distribuidoras, mas os empresários muitas vezes reduzem a margem de lucro para não ter de repassar todo o reajuste para não correr o risco de perder os clientes.

Essa decisão normalmente é tomada de acordo com uma série de fatores, como por exemplo a concorrência na região em que ela atua e a forma de entrega do produto, que sai mais barato se retirado diretamente pelo cliente na loja.

Levando isso em consideração, e tomando por base as pesquisas de preço da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o botijão encareceu 14,48% no bolso dos sul-mato-grossenses desde março.

Conforme o levantamento mais recente feito pelo órgão, o produto custava em média R$ 70,98, embora em alguns municípios do estado ele já era achado por R$ 85, o que não era o caso de Campo Grande, onde o preço máximo do produto era R$ 76,30 na semana passada.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 06h50
Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017
04/01/2018 - 08h18
Salário dos 75 mil servidores de MS está disponível para saque
03/01/2018 - 09h26
Salário dos servidores de MS estará na conta amanhã, confirma secretário
02/01/2018 - 08h44
Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018
29/12/2017 - 15h40
Salário mínimo será de R$ 954 a partir de primeiro de janeiro
 
Últimas notícias do site
19/01/2018 - 15h00
Agenda Cultural: fim de semana está repleto de opções com samba, rock, pop e funk
19/01/2018 - 13h00
Inmet alerta para chuvas intensas e ventos de até 100 km por hora em MS
19/01/2018 - 08h32
Fazendeiro é autuado em R$ 159 mil por desmatamento ilegal
19/01/2018 - 07h35
Carnaval de Corumbá terá Axé Blond, Revelação e baterias da Mangueira e Gaviões da Fiel
19/01/2018 - 07h10
Carnaval de Corumbá: atrações tem até hoje para realizar cadastro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.