especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 10/10/2017 - 07h43

Yolande deixou a França por amor e terminou a vida como Francesa dos Cachorros




Por Thailla Torres do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 Yolande ficou conhecida como Francesca dos Cachorros. (Foto: Arquivo Pessoal)

Yolande ficou conhecida como Francesca dos Cachorros. (Foto: Arquivo Pessoal)

Yolande Stoeltzlen era do tipo intensa, capaz de encarar qualquer desafio pela felicidade. Foi assim que ela teve coragem de deixar a França em 1975 para transformar a vida com a família no Brasil. Mas há 14 anos, os filhos, amigos e a comunidade se despediram da mulher bem sucedida, rica, mas que fez de tudo para salvar animais abandonados. A força ficou memória de quem por muito tempo viu a "Francesa dos Cachorros", como era conhecida, perambulando em busca de resgatar um animal.

Quem lembra com detalhes todas as peripécias dela é a filha, pedagoda e jornalista, Athena Stoeltzlen Kefalinos, de 43 anos. Para ela, o que ficou de quem partiu foram traços de humanidade, capazes de emocionar toda vez que o passado da mãe é mencionado.

Athena hoje também cuida de alguns cães dentro de casa. (Foto: André Bittar)Athena hoje também cuida de alguns cães dentro de casa. (Foto: André Bittar)

Mas é também com orgulho que ela conta o que sabe.

Yolande chegou ao Brasil na presença do marido que era grego. À época outros estrangeiros chegaram em busca de uma vida melhor. Mas Yolande era uma empresária, dona de restaurantes e cafés na França e que acabou fortalecendo os negócios por aqui. "Tinha restaurante, meu era dono de cavalos no Joquéi Club e meu passaporte já era carimbado desde pequenininha. Mas ela nunca deixou de ser uma pessoa humilde apesar do conforto que tinha".

Sempre apaixonada por animais, resgatava o que via pela frente por não entender como as pessoas eram capazes de tanto sofrimento. "Era uma amor incondicional. Ela dizia que na França os animais entravam no metro e na maioria dos estabelecimentos. Mas não entendia porque aqui no Brasil os cães eram tão maltratados".

Mas sua dedicação no resgate de animais só aumentou quando Yolande enfrentou o primeiro baque em sua vida no Brasil quando a filha tinha 15 anos de idade. "O casamento dela chegou ao fim. A separação foi muito dolorosa porque ela o amava muito. E na verdade morreu amando".

Yolande deixou de trabalhar para ficar em casa cuidando da filha e dos animais. Para cessar com a tristeza ela andava nas ruas a procura de cuidar dos cães e gatos do bairro. Ganhou apelido de Francesa dos cachorros por que chegou a 15 dentro de casa. "Ela também teve 30 gatos. Todo mundo que não queria um animal deixava largado na porta dela".

Até que um dia Yolande ficou de coração partido ao ver o sofrimento de um cavalo abandonado no terreno baldio próximo a residência. "Era de um carroceiro que disse que o animal não prestava mais. Ele estava tão magrinho que minha mãe adotou ele".

Durante o dia o cavalo pastava em um terreno e a noite Yolande o deixava no quintal de casa. "Ela ia pelo menos quatro vezes ao dia levar balde de água para ele. Quando ela estava chegando o cavalo relinchava e todo mundo sabia que era a Francesa". 

Tinha gente que achava maluquice, mas Yolande chamava de amor. "Era a felicidade dela cuidar dos bichos. O cavalo ficou com a gente cinco anos graças aos cuidados dela. Até que ele caiu em um dia chuvoso e morreu".

Além de adotar, ela também ajudava no parto de alguns animais da rua. "Quando alguma fêmea estava parindo, ela ajudava e cuidada dos filhotes. Todo mundo chamava ela porque confiava".

Mas em janeiro de 2000, Yolande recebeu um diagnóstico: câncer no pulmão em estágio avançado. A filha acredita que faltou sensibilidade médica na hora de dar a notícia e mais uma vez a dor tomou conta de mãe, que por sorte, contou com apoio de Athena em cada minuto de tratamento.

"Imagina só, ela não tinha um parente no Brasil e o médico simplesmente disse que ela só viveria 6 meses. Mas eu falei que não e ela esteve comigo durante dois anos com câncer", recorda a filha quando deixou a mãe no hospital para ir em casa e ao chegar recebeu a notícia que Yolande havia partido. "Eu fiquei em choque e passou um filme na minha cabeça porque não consegui realizar o seu maior sonho".

Yolande queria ter descansado em Paris, mas não houve tempo. Athena queria que ela pegasse o neto nos braços, mas já era tarde. "Eram sonhos meu e dela, mas infelizmente não deu tempo de nada. Por isso eu sinto tanta falta e ainda sonho em voltar a França, pensando nela, sentindo o perfume que até hoje eu sinto na sala", descreve.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
04/12/2017 - 06h36
Depois do Bolo Vulcão, sabor com muita cobertura agora é Bolo Piscina
04/12/2017 - 06h33
Confira as ocorrências dos Bombeiros do fim de semana
30/11/2017 - 06h07
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
29/11/2017 - 16h02
Campanha quer garantir adoção dupla, porque Faísca e Fumaça serão despejadas
29/11/2017 - 08h20
Governador participa de solenidade e lança jogos da melhor idade
 
Últimas notícias do site
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
11/12/2017 - 06h40
Semana começa sem chuva em boa parte de MS e máxima chega aos 38ºC
08/12/2017 - 15h54
Final de semana será de chuva e temperaturas altas em todo MS
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
05/12/2017 - 11h16
Prefeito discute corredor bioceânico e gás natural com Evo Morales
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.