zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Polícia - 26/09/2017 - 11h52

PMA de Aquidauana autua assentados por exploração ilegal de aroeira




Fotos: Divulgação PMA







Por Assessoria / Redação Pantanal News

Campo Grande (MS) - Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Aquidauana foi acionada ontem (25) por Policiais Civis daquela cidade, para averiguação de possível irregularidade quanto a extração e armazenamento de madeira por dois assentados, que estavam sendo presos por porte ilegal de arma, no assentamento Indaiá, a 35 km da cidade.

A PMA foi ao local e verificou que um assentado (46), residente em Aquidauana, que estava sendo preso pela Polícia Civil por porte ilegal de uma espingarda calibre 28, havia cometido crime ambiental. Ele havia derrubado duas árvores da espécie “aroeira” (madeira protegida), dentro da área protegida de reserva legal coletiva do assentamento, sem autorização ambiental. A madeira havia sido transformada em 100 estacas para cerca, que estavam armazenadas no lote do infrator.   

Foram apreendidas as 100 lascas (estacas para cerca) de madeira. O assentado foi autuado administrativamente e multado em R$ 10.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, com pena prevista de um a dois anos de reclusão.

Próximo dali, no lote ao lado, pertencente a outro assentado, que estava sendo preso pela Polícia Civil por porte ilegal de um rifle calibre 22, a PMA verificou um total de 95 estacas para cerca de madeira da espécie aroeira, medindo 2m³, que estavam armazenadas sem autorização ambiental.

O assentado (50), residente em Anastácio, foi autuado administrativamente e multado em R$ 600,00. Ele também responderá por crime ambiental, com pena prevista de um a dois anos de reclusão.

A portaria 83-N, de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo sustentável, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 10h45
PMA autua pescador e apreende barco, motor e 10 kg de pescado
20/10/2017 - 09h09
PMA prende jovem com rifles e munições ilegais
 
Últimas notícias do site
23/10/2017 - 09h54
Prefeito de Corumbá representa o Brasil em seminário internacional do FONPLATA sobre hidrovia
23/10/2017 - 08h55
Semana em MS começa com 169 vagas em concursos públicos
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
23/10/2017 - 07h40
Em oito dias, Mato Grosso do Sul registra queda de 55 mil raios
23/10/2017 - 07h02
Medidas anunciadas por Temer farão ressurgir o rio Taquari, diz Ruiter
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.