TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 21/09/2017 - 08h23

Campo Grande recebe primavera colorida pelos tarumãs e jacarandás

Espécies, muitas vezes confundidas, com ipês, estão espalhadas pela cidade




Por Izabela Sanchez e Bruna Kaspary do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 Árvore florida nas margens da lagoa Itatiaia (Foto: Marina Pacheco)

Árvore florida nas margens da lagoa Itatiaia (Foto: Marina Pacheco)

Elas são parecidas, mas quem olhar atentamente consegue perceber a diferença. Rainhas da próxima estação, os jacarandás-mimosos e tarumãs colorem a Capital em tons de roxo para receber a primavera, que chega na sexta-feira (22). As espécies, nativas e tradicionais no Estado colorem a cidade antes mesmo da nova estação chegar: por todos os lados, neste Dia da Árvore, é possível ver copas roxas espalhando-se por Campo Grande.

Altas e frondosas, elas são, na maioria das vezes, identificadas apenas como ipês, já que apresentam características similares. Cativam com sua beleza e têm até quem modifique a rotina só para poder admirá-las. A professora Alexandra Melo, 37, é uma das pessoas que ficou encantada com a árvore no entorno da Lagoa Itatiaia, que ela não soube identificar à qual das espécies pertence.

"Quando nós viemos para Campo Grande e vimos essa árvore ficamos encantados. Nós alugamos essa casa mais pela árvore do que pelo local propriamente dito", confessa.

Apesar da beleza, as folhas caídas ao chão chegam a incomodar e provocar defesa dos admiradores. A acadêmica Mayra Suzano, 22, questiona quem reclama. "É porque não sabem que isso tudo era uma lagoa, que elas só estão aqui porque soterraram".

Recentemente, conta ela, uma tia vinda de fora do país passou pelo local e ficou encantada. "Até acabei de tirar uma foto. Ela não quer ir embora sem um registro e pediu que eu fizesse".

Fascinada com a beleza da árvore, ela lembra que nunca a viu tão florida quanto agora. "Ela antes dava uns frutinhos, parece que depois que tentaram envenenar, ela mudou e agora está florindo assim". 

Tarumã florido há quatro meses nas margens da Lagoa Itatiaia (Foto: Marina Pacheco)Tarumã florido há quatro meses nas margens da Lagoa Itatiaia (Foto: Marina Pacheco)
Jacarandá florido na esquina da rua Jeribá com a Raul Pires Barbosa (Foto: Marina Pacheco)Jacarandá florido na esquina da rua Jeribá com a Raul Pires Barbosa (Foto: Marina Pacheco)
 

Mas afinal, qual é qual?

A árvore a qual se refere a estudante é um tarumã, mais raro em Campo Grande do que o jacarandá e o ipê. É o que explica o professor de ecologia da Uniderp, Ademir Kleber Morbeck de Oliveira. Isso porque a espécie 'gosta' de lugares mais úmidos, o que faz com que seja mais comum na região do Pantanal.

 "O jacarandá é bem comum, o mimoso que a gente fala, que tem a floração agora em setembro", comenta. Para identificá-las, ensina o professor, basta prestar atenção nas folhas. O jacarandá, conforme o especialista, tem 'folíolos', folhas bem pequenas. Já as do ipê são maiores.

 "A principal diferença do jacarandá são as folhas, que são pequenininhas, enquanto que as do ipê são folhas grandes. Tarumã também tem um florescimento em setembro, mas é completamente diferente", explica.

 Ademir afirma que jacarandá e ipê "fazem parte da mesma família", diferente do tarumã. "É completamente diferente, não é tão comum na nossa região. As folhas são diferentes, é uma folha que chama de intermediária, não é tão grande quanto a do ipê, e o tipo de flor também é diferente", esclarece. 

Primavera - As floradas estão antecipando a chegada da primavera, que começa nessa sexta-feira (22). O início da estação, assim como os últimos dias, promete ser seco e bastante quente, diferente do que se vê normalmente durante a estação, marcada pela mudança no regime de chuvas e temperaturas.

Durante a estação, as chuva volta e alivia a secura, já as temperaturas aumentam mais ainda, deixando o tempo abafado. Agora a reclamação geral é de falta de chuva, mas em outubro, por exemplo, água não vai faltar. A estimativa de chuva para o mês que vem varia entre 100 e 180 milímetros.

Flores do Tarumã ao chão. (Foto: Marina Pacheco)Flores do Tarumã ao chão. (Foto: Marina Pacheco)

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
01/12/2017 - 07h52
Após ser atropelado, tamanduá-bandeira é resgatado de rodovia
24/11/2017 - 07h52
Pecuarista é multado por exploração e uso ilegal de madeira
16/11/2017 - 13h00
PMA, entidades, prefeituras e comunidade realizam limpeza do rio Amambai
13/11/2017 - 11h23
PMA autua fazendeiro por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
 
Últimas notícias do site
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.