zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cidades - 05/07/2017 - 12h28

Histórico, castelinho na fronteira será reformado para virar museu




Por Ricardo Campos Jr. do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Prédio foi sede do governo na década de 1920 e depois quartel da PM até 1990.

O monumento foi construído na década de 1920.(Foto: Karina Lima/FCMS)O monumento foi construído na década de 1920.(Foto: Karina Lima/FCMS)O Governo Estadual receberá R$ 257 mil do Funles (Conselho Gestor do Fundo de Defesa e Reparação de Interesses Difusos e Lesados) para restaurar o Castelinho de Ponta Porã. O monumento foi construído na década de 1920 para servir como base do governo na região de fronteira, tornou-se sede da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar e agora, quase cem anos depois, será transformado em museu.

Atualmente o local estava em péssimo estado de conservação. Equipes de engenheiros da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos) fizeram uma avaliação do local para checar se era possível aproveitar a mesma estrutura. Após a vistoria, eles elaboraram um laudo sobre as providências mais urgentes para o encaminhamento do projeto.

Os especialistas concluíram, entre outras coisas, que uma das lajes já cedeu. Por isso, será necessário melhorar o escoramento. Isso aconteceu porque o local foi atingido por um incêndio no passado. As notícias, contudo, são otimistas. O órgão acredita que será possível recuperar o patrimônio.

Projeto - O Museu Histórico da Fronteira – Castelinho de Ponta Porã, como será chamado, terá um saguão com 106,93m² com recepção, bilheteria, café, loja, chapelaria/guarda-volumes e sanitários públicos.

Na metade do piso térreo e no primeiro andar ficará o acervo, com sala de exposição temporária e sala de exposição permanente.

Será erguido ao lado um prédio novo que contará com biblioteca temática; apoio técnico com sala de T.I., sala da diretoria, curadoria, sala de restauro, de arte-educação, reserva técnica para guardar o acervo. Além disso, está previsto jardim com marquise, teatro de arena, estacionamento e bicicletário.

A Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação de Cultura de MS, com a Agesul, entende que é fundamental respeitar as relações do antigo e do novo, entendendo o caráter simbólico do patrimônio, entendido como fato cultural: lugar, memória e produção de conhecimentos sobre a formação do Estado.

Equipe fez o levantamento necessário para a reforma. (Foto: Karina Lima/FCMS)Equipe fez o levantamento necessário para a reforma. (Foto: Karina Lima/FCMS)

O prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo (PSDB), afirma que o local poderá ser usado pela população, principalmente os estudantes. Hoje, o município tem uma biblioteca imprópria, sem elevador e sem renovação do acervo.

“Será um espaço cultural útil à comunidade, para que proporcione uma melhor qualidade de vida e melhoria na educação as crianças, despertando a curiosidade e a busca por conhecimento”, diz.

Memória – A construção do castelinho foi viabilizada na época com recursos do Governo Federal e contribuições da companhia Matte Laranjeira, que explorava o setor na região.

A obra durou quatro anos e ficava ao lado da estação de trem. Entre 1943 e 1946 foi sede do governo do Território de Ponta Porã, criado no governo Vargas, quando foi instituída a política de Território Federal no Brasil, tendo como governador o militar Ramiro Noronha.

Em 1940 passou a abrigar a cadeia pública e a PM. No final da década de 1990, com a transferência da corporação para um novo prédio, o castelinho ficou sem função e passou a se deteriorar.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
19/10/2017 - 09h01
Móveis confeccionados por reeducandos de Aquidauana são doados à Pestalozzi
18/10/2017 - 16h10
Central 0800 permite solicitação de serviços referentes à iluminação pública
16/10/2017 - 10h55
Ruiter aciona primeiro trecho de iluminação pública com LED
16/10/2017 - 10h16
Ruiter aciona primeiro trecho de iluminação pública com LED
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.