zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 24/03/2017 - 14h54

Energisa investirá R$ 221,1 milhões em MS para expandir e melhorar atendimento




Por Ricardo Campos Jr. do Campo Grande News / Redação Pantanal News

A Energisa vai investir R$ 221,1 milhões em Mato Grosso do Sul em 2017 para garantir maior oferta de energia para a sua área de concessão, que abrange 74 municípios. O montante será aplicado na expansão do mercado, melhoria da qualidade do serviço e atendimento, trazendo benefícios diretos à população.

O diretor-presidente da companhia, Gioreli de Sousa Filho, ressalta o compromisso da distribuidora com o bem estar dos clientes.

“Nosso objetivo é melhorar continuamente a qualidade dos serviços e contribuir, cada vez mais, para o crescimento da região, além de prover condições para o desenvolvimento sustentável do Mato Grosso do Sul”, ressalta, diretor-presidente da distribuidora”, pontua.

O montante previsto para ser aplicado este ano vem coroar os investimentos dos últimos três anos. Ranking da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) sobre a qualidade das 62 concessionária de energia no país com mais de 400 mil clientes apontou a Energisa como a quarta melhor em 2016. Levando em consideração a pesquisa de 2015, a companhia subiu 11 posições.

Essa análise leva em conta o chamado DGC (Desempenho Global de Continuidade), formado pelos valores apurados de duração e frequência das interrupções de energia elétrica em relação aos limites estabelecidos pela reguladora.

Segundo a empresa, foram consumidos 4.903,2 Gwh de energia ano passado no estado, 1,4% a menos que em 2015. A classe residencial, que representa 35% do mercado total na área de concessão, teve crescimento de 0,4% no consumo, conforme a assessoria de imprensa.

Já o setor industrial, que responde por 20% no mercado total, registrou redução de 4,6%. A quantidade de ligações clandestinas também teve queda graças a um trabalho intenso de combate às irregularidades, que segundo Giroeli prejudicam a todos: a população, o governo e a empresa. A queda na perda pelos gatos foi de 0,2 p.p.

Outros investimentos – No decorrer do ano passado, a Energisa desenvolveu vários projetos de eficiência energética, como o Espaço Energia, que reúne de forma interativa técnicas para melhor uso da energia. No local são trabalhados durante as visitas temas como sustentabilidade, fontes alternativas de energia, hábitos de consumo e tecnologias em equipamentos eficientes. Mais de 20 mil pessoas conheceram o projeto desde abril.

A empresa também concedeu créditos financeiros na conta de energia por meio da troca de material reciclável no projeto Conta Cidadã. Todo o material reunido foi encaminhado à reciclagem. Foram recolhidas 55 toneladas de descartes de 5.483 clientes.

Outra iniciativa, a chamada “Nossa Energia”, leva uma unidade móvel de educação principalmente para desenvolver ações educativas em escolas ou praças públicas com atividades para a população. No local são ministradas palestras, teatros, sorteios de equipamentos eficientes e atendimento para cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica.

Consumidores residenciais de Campo Grande, Corumbá e Dourados puderam comprar uma nova geladeira ou ar-condicionado com 40% de desconto e ainda contribuir com uma entidade filantrópica por meio do projeto “Energia Solidária”. Todos trocaram suas máquinas antigas por novas em lojas parceiras.

Também foi desenvolvido projeto de educação e geração de renda na comunidade quilombola Furnas do Dionísio em Jaraguari, que levou ao local uma unidade de processamento de produtos oriundos da cana-de-açúcar (rapadura e melado) e da mandioca (farinha de mandioca e polvilho), da atividade extrativista (baru, macaúba e pupunha) e a reforma e ampliação de uma área multiuso para a comunidade.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/10/2017 - 09h52
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
13/10/2017 - 09h41
Reajustes da Petrobras deixaram gás de cozinha 50% mais caro este ano
10/10/2017 - 10h15
Petrobras eleva preço do botijão de gás em 12,9% a partir desta quarta
02/10/2017 - 14h30
Governo estadual paga salário com reajuste a servidores nesta terça-feira
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.