especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 17/03/2017 - 07h52

Na contramão de outros estados, preço do combustível em MS fica mais caro

Sindicato afirma que redução só está atrasada e já começou a ser sentida nesta semana.




Por Ricardo Campos Jr. do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Preço da gasolina comum vendida a R$ 3,59 nesta quarta, valor abaixo da média registrada semana passada (Foto: Alcides Neto)Preço da gasolina comum vendida a R$ 3,59 nesta quarta, valor abaixo da média registrada semana passada (Foto: Alcides Neto)

Na contramão de quase todos os estados brasileiros, Mato Grosso do Sul registrou aumento no preço da gasolina na semana passada, conforme balanço da ANP (Agência Nacional do Petróleo). O produto também ficou mais caro no Rio de Janeiro e Roraima, enquanto nas demais unidades federativas houve redução motivada pela iniciativa dos donos de postos em esgotarem os estoques.

O presidente do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul), Edson Lazaroto, garante que o estado está apenas atrasado na redução de preço nas bombas, que começou a ser sentida nesta semana.

Segundo ele, além do barateamento provocado pelos estoques, também houve queda no preço do produto.

“Houve uma redução no valor cobrado pelas distribuidoras de quatro a cinco centavos, pelo menos, em alguns postos. Hoje os consumidores encontram gasolina a R$ 3,40 na cidade. Na próxima cotação já deve mostrar essa queda. Demorou um pouco mais”, afirmou ao Campo Grande News.

A crise teve efeitos positivos aos consumidores e negativo para empresários no ramo dos combustíveis. A queda no poder de consumi reflete em menor volume de vendas e acúmulo de gasolina nos postos.

Como as empresas têm contratos com os fornecedores para aquisição de quantidades mínimas, elas têm que fazer promoções para esgotar o que está parado nos reservatórios.

Em Campo Grande existe mais um agravante: a concorrência. Lazaroto afirma que existem mais de 150 empresas do ramo na cidade competindo entre si para atrair clientes.

Como resultado, 26 postos fecharam nos últimos seis meses na cidade. O mais recente deles foi o da esquina da Afonso Pena com a 13 de Maio.

“O posto vivia cheio, o que passava a falsa imagem de lucro. O antigo dono foi obrigado a vender porque não aguentou, apesar de todo o movimento que ele tinha. Não é quantidade, mas tem que ter uma margem para pagar os compromissos, senão fica devendo. Ele entregou o ponto”, diz o presidente do Sinpetro.

Números – A ANP realiza um levantamento semanal do preço dos combustíveis em várias cidades brasileiras. O órgão encontrou gasolina comercializada a R$ 3,69 na Capital. Em Mato Grosso do Sul, o preço médio entre os dias 5 e 11 de março foi de R$ 3,66, enquanto na anterior havia sido de R$ 3,64.

 

No Amazonas, por exemplo, o produto caiu de R$ 3,62 para R$ 3,46 no mesmo período, uma das reduções mais expressivas em todo o país. Já no Paraná, o preço médio do combustível foi de R$ 3,64 para R$ 3,60, um dos mais baratos registrados pela Agência.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.